Crítica: X-Men – Apocalipse

Xmen Apocalypse - Vitamina Nerd

Começo esse texto com uma pergunta desabafo: Porque é tão difícil fazer um vilão decente em um filme de super heróis?

Esse é o quarto filme inspirado em heróis de quadrinhos do ano de 2016 (Deadpool, Batman v Superman e Capitão América: Guerra Civil, foram os anteriores) e também é o quarto filme em que o vilão da história parece um “bobo” que fica andando de uma lado para o outro sem saber o que fazer. E olhe que, aqui, ele é praticamente um Deus!

X-Men: Apocalipse é o sexto filme da franquia, se descontarmos as derrapadas solo de Wolverine, e o terceiro na nova linha temporal alternativa que começou com o fantástico X-Men: Primeira Classe e depois com em X-Men: Dias de um Futuro Esquecido, que nem é tão fantástico assim.

xmen2Nessa nova linha temporal, o esforçado diretor Bryan Singer, encontrou um espaço bastante interessante para encaixar a história do mais forte vilão dos X-Men nos quadrinhos, o Apocalipse. Ambientado nos anos 80, dez anos depois dos eventos de Dias de Um Futuro Esquecido, os mutantes ainda lutam para ter seu lugar no mundo, e poucos deles conseguem a admiração de humanos e mutantes que Raven (Jennifer Lawrence) conquistou com o salvamento importante que realizou nestes tais eventos. Charles Xavier (James McAvoy) finalmente criou a sua escola para “superdotados” e tenta ajudar os mutantes adolescentes a controlar seus poderes. E lá longe, escondido da humanidade, Magneto (Michael Fassbender) cria sua família como uma pessoa normal. Enquanto isso,  uma força antiga e suprema emerge do subterrâneo, pronta para dominar o mundo!

E é isso mesmo! Acho que a última frase descreve bem o que é o filme: Mais uma vez temos o mesmo louco insano, que parece indestrutível, mas não é! Que quer dominar e destruir o mundo, mas não tem um plano decente! Que faz grandes alianças, mas que você já sabe que serão quebradas em segundos! E que, para coroar toda essa falta de originalidade, tem um dos piores design de personagem da história! Parece até uma uva passa com capacete que não é um capacete!

As novas encarnações dos mutantes que tanto amamos (Ciclope, Jean Grey, Noturno, Anjo e Tempestade) até que são legais e visualmente bem feitas, mas o roteiro não encontra espaço suficiente para desenvolvê-los. Agora, a maior vergonha do filme, na minha opinião, é a Psylocke (Olivia Munn). Que tem um visual incrível, mas mal abre a boca pra falar uma frase! É como uma linda visão de um saco plástico vazio ao vento!

Por falar em vento, outro ponto fraquíssimo do filme é o CGI mal renderizado. Faz tempo que eu não via efeitos visuais computadorizados tão mal polidos e sem vida. Com isso, cenas de destruição, que deveriam causar impacto, geram apenas bocejos ocasionais.xx

Caro amigo/a leitor/a: se você não gosta de ser surpreendido/a e curte ver o mesmo filme mil vezes, X-Men: Apocalipse  lhe será um prato cheio! Agora, se você gosta de ser desafiado/a, de um bom antagonista e principalmente, de um bom roteiro surpreendente, sugiro que abandone os superpoderosos deste ano e assista “Rua Cloverfield n°10” na sala ao lado!

Ps: Para variar, a melhor cena do filme é do Mercúrio (Evan Peters), que mais uma vez é relegado no clímax final!

Ps2: A participação do Wolverine até que é “legalzinha”… só isso!

E você, vai assistir X-Men: Apocalipse? Nos diga o que achou do filme!! Comente!!!

X-Men: Apocalipse
X-Men: Apocalipse (X-Men: Apocalypse) foi dirigido por Bryan Singer e produzido por Lauren Shuler Donner, Simon Kinberg e Hutch Parker. É uma produção da 20th Century Fox, Marvel Entertainment, Bad Hat Harry Productions, The Donners' Company e TSG Entertainment.

No elenco, James McAvoy, Michael Fassbender, Jennifer Lawrence, Oscar Isaac, Rose Byrne, Nicholas Hoult, Alexandra Shipp, Lucas Till, Sophie Turner, Josh Helman, Tye Sheridan, Lana Condor, Evan Peters, entre outros.

O Roteiro foi escrito por Simon Kinberg, Dan Harris, Michael Dougherty e Bryan Singer.

 

Rogério Montanare
Apenas um grande fã de Cinema, Séries e Vídeo Games!!!