Dica de livro: A Companhia Negra

companhia+negra[1]
Clássico da literatura fantástica americana, “A Companhia Negra” foi publicado originalmente na década de 1980. “A Companhia Negra” é um grupo de mercenários com uma história que remonta a séculos. Numa tentativa de reviver o passado de glórias, ela se une ao exército da Dama, uma feiticeira de poder inigualável que acordou de um sono de eras para reconquistar tudo que perdeu. A Companhia se vê envolvida, então, em muito mais do que campanhas militares: ela precisa sobreviver aos conflitos extremamente traiçoeiros entre os servos da Dama. Num mundo onde a magia está presente em cada esquina, toda rua esconde segredos maravilhosos e perigos mortais.
A história sempre é contada pelos vencedores, diz o ditado. No entanto, na “Companhia Negra” a história é contada por Chagas, nem vencedor nem derrotado, não é um herói, mas não é um covarde. Chagas é apenas um homem, sutil, inteligente e muitas vezes sonhador. É sua pena que risca os anais da Companhia e que nos trás essa bela história.
O mundo era governado por dois tiranos: O Dominador e A Dama. Mas, uma rebelião explodiu, comandados por dez líderes, eles tentaram libertar o mundo das garras tirânicas do casal. Caíram. Porém, não foram mortos, dominados pelo poder da Dama tornaram-se os Tomados, servos trabalhando pela causa que tanto odiaram. Um castigo pior que a morte para um rebelde.
 Mesmo assim a guerra não acabou e o governo tirano caiu diante da Rosa Branca.
Os anos correram e o mal não tinha sido vencido de vez. A Dama voltou e os Filhos da Rosa Branca voltaram à guerra. Nesse momento, a Companhia Negra, famosos mercenários aceitam um trabalho e, sem saber acabam em um caminho sem volta. São soldados da Dama prestando vassalagem ao Apanhador de Almas.
Glen Cook, o autor da obra, foi militar e isso é perceptível no livro. Ele descreve com habilidade o mundo militar da companhia. Tornando as descrições das batalhas e as campanhas bastante realistas.
É um livro muito bom para quem ama tanto a Alta Fantasia como a Baixa Fantasia, pois o autor conseguiu mesclar muito bem a magia com a realidade, não é a toa que costumam dizer, não minha opinião com exageros, que esse é o momento em que Tolkien encontra George R.R. Martin.
I.S.B.N.: 9788501099211
Cód. Barras: 9788501099211
Reduzido: 4067613
Altura: 21 cm.
Largura: 14 cm.
Profundidade: 10 cm.
Edição : 1 / 2012
Idioma : Português
Número de Paginas : 308
Felipe Erick
Co-fundador do site, conciliando as coisas entre caos e a ordem, fui ao limite de outra dimensão nos reinos do terror, porém voltei porque tenho que terminar de fazer o TCC, tenho tanta coisa pra dizer aqui… oi ?