Dica de Livro: Crônicas da Tormenta

tormenta_rpg_by_caiomm-d7cfcxz[1]

Tormenta foi um marco na minha vida como jogador de RPG, mais ou menos fica ali junto com 3DeT logo no começo, que era o RPG que a gente jogava com mais freqüência no meu grupo por ele ser extremamente simples. Depois compramos os livros de Tormenta e já estávamos jogando no cenário com nossas campanhas completamente sem noção e inacabadas, depois veio Holy Avenger e uma compreensão da grandeza do que aquele mundo significava e a partir daí deixou de ser um cenário de RPG e pra mim foi um mundo de fantasia.

Comprei os Gibis de Dungeon Crawler, depois os dos Mercenário$ e li o gibi online que não lembro o nome. Enfim era coisa pra caramba que saia em quadrinhos, mas um livro eu só fui ter contato alguns anos atrás, a Jambo gentilmente cedeu o Cronicas da Tormenta para que fosse feita essa resenha, sério obrigado mesmo, desculpa a demora, mas é que minha lista é mega conturbada… Eu precisava mesmo ler alguma coisa ligada ao mundo de Arton que eu estive afastado por alguns anos. O livro foi organizado por J.M. TrevisanCrônicas da Tormenta conta com os talentos deLeonel CaldelaRemo DisconziClaudio VillaMarlon TeskeAna Cristina RodriguesDouglas MCT,Rogerio SaladinoLeandro RadrakRaphael DracconAntonio Augusto ShaftielMarcelo Cassaro e J.M. Trevisan, com apresentação de Gustavo Brauner e prefácio de Eduardo Spohr.

Vários nomes de peso e bem conhecidos do meio literário de fantasia nacional, como eu sou legal vou comentar cada um dos contos, mas sem muitos detalhes para livrar a todos dos famigerados Spoilers.


Historia de Herói (Leonel Caldela)

A historia é contada em duas frentes, uma temos o paladino chegando a uma cidade que para ele é pior que qualquer inimigo que já tenha enfrentado. Na outra temos dois deuses prestes a entrar a vias de fato por causa de quem vai liderar o panteão. Enquanto o paladino está desconfiado com todo o cenário ao seu redor, o deus Khalmyr parece bem certo do que vai acontecer.


Teopatia (Remo Disconzi)

Um homem começa a ouvir vozes e ele descobre que a voz é de um deus. Ele se lança para um submundo e é elevado a um status de divino, uma historia com bastante sangue (começa em uma casa de abate). Muito interessante a criação do personagem e o que vai acontecendo.


O Ultimo Golpe de Javelin (Claudio Villa)

Javelin é um ladrão sacana e acabou dando um golpe nos proprios companheiros, agora ele procura um próximo grande golpe e vai fazer de tudo para consegui-lo. Uma historia leve e bem divertida.


Canção para Duas Vozes (Ana Cristina Rodrigues)

Um bardo humano quer a canção perfeita, uma barda elfa quer a canção que vai lança-la e deixar famosa. Uma historia de dois extremos unidos por inimigo comum.


Revés (Douglas MCT)

Um conto sobre uma garotinha que sofre abusos em sua casa e por um acaso acaba indo parar em um reino mágico. Fala bastante sobre magia e coisas que todo mundo que gosta de fantasia adora, então é muito bom, mas não é um conto de fácil entendimento.


Perfil do Escorpião (Rogerio Saladino)

Foi uma das historia mais tensas do livro, conta a historia de um andarilho do deserto liderando uma caravana até um determinado Oasis, muuuito tensa mesmo vale a pena ler.


Lua de Trevas (Leandro Radrak)

Um homem entra na taverna e começa a contar a historia do assassino da Lua de Trevas que toda vez que surge no céu, assassina um seguidor de Khalmyr. Muito boa também.


Hedryl (Raphael Draccon)

Nossa relação com o Draccon vocês já sabem e o seu conto dispensa qualquer apresentação aos leitores do blog. É um conto sobre um paladino no meio das invasões goblinoides ao continente de Lamnor. O paladino libera sobreviventes e eles se preparam para lutar e revidar.


O Rouxinol e os Espinhos (Remo Disconzi)

Um conto de um bardo que é levado a um misterioso “circo” e é chamado para apresentar uma peça, que muito provavelmente vai mudar toda a historia da cidade. Excelente para quem gosta de coisas bem boladas e audaciosas.


Arautos da Guerra (Antonio Augusto Shaftiel)

Uma historia sobre quatro clérigos de Keenn que recebem uma missão praticamente impossível de ser cumprida, tudo por ninguém gostar dos quatro clérigos e suas aptidões para a guerra e a confusão.


Vingador de Aço (Marcelo Cassaro)

Marcelo invoca dois personagens seus dos tempos que ele começou a escrever o cenário da tormenta. Aqui vez o desfecho final do Taskan Skylander e o seu inimigo dragão-de-aço. Mas ele traz muito mais coisa para aqueles que adoram tormenta, mais detalhes.


Ressureição (Leonel Caldela)

Um conto sobre companheiros presos a uma maldição, um jovem dragão apaixonado por uma guerreira e uma luta desesperada para tentar quebrar essa maldição, sério você precisa ler isso.


O Cerco (J.M. Trevisan)

É o conto final, ele encerra a coletânea durante as invasões da Aliança Negra a historia conta uma invasão do goblins a um vilarejo, de alguma forma o final não deixa duvidas que ainda há esperança ali. Eu acho que foi um final digno para uma coletanea tão heterogenea como essa, cada autor com seu estilo e cada conto com sua historia. Todas elas foram o continente de Arton.


Quem gostava do cenário de Tormenta vai se sentir nostalgico como eu, recomendo para todos que gostam de RPG e gostam de literatura nacional. Se não pelo RPG temos os autores nacionais que precisam do nosso suporte para continuar a sua jornada.

Felipe Erick
Co-fundador do site, conciliando as coisas entre caos e a ordem, fui ao limite de outra dimensão nos reinos do terror, porém voltei porque tenho que terminar de fazer o TCC, tenho tanta coisa pra dizer aqui... oi ?

Tags dos Artigos