Hello Neighbor, descubra o que esconde o seu vizinho

Suspense estratégico e muito cuidado para não ser pego

hello-neighbor-casa

Com uma proposta interessante, Hello Neighbor encontra-se em pré-venda e coloca o jogador na pele de um indivíduo que suspeita das atividades de seu vizinho e que sabe que só há um jeito de descobrir a verdade, entrando lá e conferindo com os próprios olhos. Para isso, o jogo aposta no sistema de stealth e oferece ao jogador o desafio de ultrapassar os diversos cômodos da casa sem ser visto por seu dono.

Olha o danadão ali!

Olha o danadão ali!

Utilizando Unreal Engine o jogo traz características gráficas clássicas, facilitando inclusive o acesso ao game para aqueles que possuem configurações menos robustas. A engine permite que diversos objetos se tornem interativos o que vai fazer você derrubar caixas empilhadas, usar binóculos ou ficar brincando de acender e apagar a lanterna.

Quase todos os objetos do cenário são interativos, inclusive essa bela tampa de lixo

Quase todos os objetos do cenário são interativos, inclusive essa bela tampa de lixo

Com esses e outros recursos que surgirão, o jogador será desafiado a investigar o que ocorre na casa do vizinho tomando o maior cuidado do mundo, afinal, ele ainda está na casa. Entre portas e corredores o suspense é constante e traz um detalhe interessante, não há sustos! Existe uma trilha sonora que te deixará apreensivo, ainda mais quando seu ritmo acelera indicando que você foi encontrado e você nem ao menos consegue enxergar seu inimigo! Mas não espere algo assustador quando o dono da casa te pegar, ele é até bem gentil e simplesmente te coloca do outro lado da rua, dando chance para um novo desafio. Entretanto, tenha certeza que caso decida fazer uma nova tentativa de invadir a casa, o vizinho não será o mesmo e os cômodos vão exigir um remapeamento pois armadilhas que antes não estavam ali, agora estão preparadas para te entregar ao seu instalador.

Na lista: dois baldes já derrubados, uma câmera ligada e uma armadilha já pisada rsrs

Na lista: dois baldes já derrubados, uma câmera ligada e uma armadilha já pisada rsrs

Essa é a cereja do jogo! De maneira adaptativa, a inteligência artificial do jogo identifica os elementos jogados anteriormente e melhora a segurança da própria casa, inserindo câmeras, armadilhas de ursos e até baldes em cima de portas, tudo para que o jogador se denuncie e seja pego pelo residente, tudo isso, para tornar cada retorno mais difícil… e consegue. Além disso, parte do avanço conta com o entendimento de certas ligações pela casa e seu funcionamento, é possível desligar o quadro de energia por exemplo e desligar temporariamente as câmeras para passar por aquela área novamente, mas o tempo é curto, afinal assim que percebeu que algo mudou em sua humilde residência, de lanterna na mão, o vizinho parte para reparar o problema no quadro, criando uma disputa constante entre o invasor e o defensor.

Tentando resolver o enigma entre o entrar e sair de portas eu tentei de tudo, menos o modo furtivo recomendado pelo estilo. Do meu jeito, encontrei três portas trancadas: uma delas com cadeado roxo, outra com um verde e uma terceira porta onde seria necessário um cartão de acesso. Depois de tanto fugir do dono do local, abrir gavetas e derrubar caixas, consegui encontrar uma chave vermelha, que não consegui usar em lugar nenhum.

Apesar do espaço ser relativamente curto (afinal não consegui passar as portas rs) o desafio é grande, se você for rápido é possível fugir e ficar olhando para o cara do outro lado da rua e nessa brincadeira, você ficará diante dos olhos verdes do rapaz por diversas vezes, na busca por algo que lhe permita o avanço.

Rodei!

Rodei!

Minha inabilidade no jogo não diminui a diversão e estou curioso para saber o que tem nos próximos cômodos, essa curiosidade se estende também a mecânica de distribuição de itens do jogo, será que as chaves aparecem no mesmo lugar para todo mundo ou a cada jogatina a coisa muda? Bem, foi engraçado quando voltei para testar isso e percebi que não há um new game, o que é torna o desafio ainda mais divertido: para o indivíduo que teve sua casa invadida, não existe reset.

Bem, se você conseguiu passar por essas portas estou super interessado em saber como e a minha dica para quem estiver começando é que olhe para trás no início do jogo. O que não me ajudou muito a vencer o game, mas pode ajudar você. Caso ache que estou de mimimi e que você está a altura do jogo, pode testar a demo do jogo disponível dentro da plataforma GOG (tem que baixar) ou você pode comprar o jogo em acesso antecipado pelo Site Oficial ou pela GOG.

Agora diz aí, você conseguiu passar das portas?

Luan Bião
Sou co-fundador da parada e hoje responsável pela infraestrutura, pelos projetos, códigos e por manter o barco andando. Por isso, você vai me ver em quase todas as áreas aqui do site, desde do jornalismo das matérias até as edições de vídeos e podcasts. Acredito que um dia vou conseguir reunir o time dos sonhos e buscar o One Piece e já estou chegando perto.

Tags dos Artigos