Socorro, Virei Uma Garota, comédia nacional

Ter uma legião de amigos e alcançar o status de popular era tudo que Júlio (Victor Lamoglia) sonhava para conquistar o coração de Melina (Manu Gavassi). E foi com essa ideia na cabeça que ele pediu a uma estrela cadente, em meio a uma excursão escolar, que se tornasse a pessoa mais popular do colégio. O que ele não contava é que fosse se transformar em Júlia (Thati Lopes), sua versão feminina, blogueira, patricinha e melhor amiga justamente do seu crush. Essa é a premissa de Socorro, Virei Uma Garota!, comédia que estreia em 22 de agosto nos cinemas, com direção de Leandro Neri.

Júlio é um garoto tímido e invisível aos olhos dos colegas de turma e da família. A mãe morreu quando ele ainda era criança. O pai e o irmão são dois machos alfa que amam academia e humilhar o nerd da casa. Desprezado por Melina, a gata da escola por quem é apaixonado, ele conta apenas com a solidariedade do seu fiel escudeiro e melhor amigo Cabeça (Léo Bahia). Depois de ser publicamente humilhado em uma excursão para a praia, aos prantos, Júlio vê no céu uma estrela cadente. Então, ele faz um pedido: ser a PESSOA mais popular da escola. Mas algo dá errado (será?) e ele acorda como a GAROTA mais popular da escola: Júlia.

Elenco de Socorro, Virei Uma Garota
Elenco de Socorro, Virei Uma Garota e o diretor Leandro Neri no centro

Acho que já vi esse filme…

Sem saber como reverter a troca de identidade, ele sofre para se adaptar no corpo de uma menina, mas também passa por surpresas e situações inusitadas para descobrir que sempre a vale a pena manter sua essência. Ou seja, você já viu essa história milhares de vezes. Inclusive no cinema nacional, com comédias como Se Eu Fosse Você ou o mais recente Eu Sou Mais Eu.

Cheio de clichês e esteriótipos, Socorro, Virei Uma Garota traz um humor um tanto atrasado, sem timing e com piadas bobas. O filme até aborda temas como o amadurecimento, a sexualidade, a família, a amizade e o amor, mas sempre acompanhados de personagens batidos e lugares-comuns. Na a saga de Júlio/Júlia, vemos também um pouco de nós mesmos e torcemos para que, ao final, o personagem se aceite e seja feliz como quem realmente é. Entretanto, a trama opta pelo final mais comum de todos, ao invés de virar de verdade o mundo de cabeça para baixo. Não vou revelar detalhes, afinal, você deve tirar suas próprias conclusões.

Júlia e Melinda em Socorro, Virei Uma Garota
Júlia e Melinda

Socorro, Virei Uma Garota

O grande destaque vai para Thati Lopes, famosa pelo Porta dos Fundos. Ela, mesmo com 29 anos, interpreta muito bem uma garota E um garoto de 17 anos. Engraçado que a atriz e o multi artista Victor Lamoglia são namorados desde 2015. Em Socorro, Virei Uma Garota eles são a mesma pessoa! Uma ótima história para contar para os netos no futuro…

Um ponto interessante da trama é que a partir da mudança de Júlio para Júlia, tudo no mundo muda também. Não só ao redor do protagonista, mas no planeta como um todo. Então podemos notar diferenças na família, no comportamento dos alunos da escola, mas também na política dos EUA, por exemplo. Por conta disso, acredito que o final escolhido poderia ter sido mais inteligente, mas…

Nelson Freitas
Nelson Freitas em duas versões

Com a palavra, a equipe

Paulo Cursino diz: “Acredito, mesmo, que nós homens nascemos naturalmente machistas e que precisamos ser educados a não ser. Colocar um jovem imaturo no corpo de uma garota talvez seja a forma mais radical de educar esse jovem. É uma lição pela qual TODOS os homens deveriam passar antes de afirmar qualquer coisa sobre o mundo feminino. O melhor de tudo isso é que, por incrível que pareça, a discussão sobre machismo e o novo feminismo nunca esteve no nosso foco no início. Ela acabou ganhando peso imenso dentro da trama porque o mundo hoje discute muito sobre isso, o tempo todo, e acho que deu uma cara mais atual ao filme. Mas não foi proposital. Gosto muito quando uma história simples, uma comédia adolescente, traz uma discussão mais séria no meio da brincadeira, mas de forma natural.”

E Thati Lopes argumenta: “É interessante ver como o filme lança um olhar muito divertido sobre a fragilidade masculina, quando um homem se vê no corpo de uma mulher e precisa acessar o seu lado feminino que, tantas vezes, a sociedade ensina os meninos a esconder ou a ignorar. Fazer com que um homem seja mulher, pelo menos por um tempo, faz com que ele consiga entender o que passamos. Pro bem e pro mal. Isso, sem dúvidas, contribui para que os comportamentos machistas tão arraigados na sociedade sejam desconstruídos. O filme contribui muito para entender que somos livres e para acabar com os estereótipos aos quais estamos habituados.”

Os protagonistas de Socorro, Virei Uma Garota
Os protagonistas Thati Lopes e Victor Lamoglia

Portanto…

Socorro, Virei Uma Garota é um filme bem atual, que traz como protagonista dois artistas muito conhecidos na internet. Além disso, traz a cantora pop Manu Gavassi (que eu confesso que nunca tinha ouvido falar). Entretanto, insiste na inserção dos clichês de sempre, como a lésbica que ouve Ana Carolina, o melhor amigo de apelido Cabeça, ou colocar um reggae de fundo toda vez que alguém menciona a palavra “maconha”. Ao invés de aprender o que é ser mulher de verdade, ainda acham que é tudo muito fácil pois as pessoas nos abrem portas e sorriem.

A produção ainda conta com Nelson Freitas, Lua Blanco, Vanessa Gerbelli e Kayky Brito. Certamente o filme pode entreter o público adolescente e fazer rir os adultos, mas eu esperava mais inovações na abordagem de seus personagens. Socorro, Virei Uma Garota entra em cartaz dia 22 de agosto.

Socorro, Virei Uma Garota

Nome Original: Socorro, Virei Uma Garota
Direção: Leandro Néri
Elenco: Victor Lamoglia, Manu Gavassi, Leo Bahia, Thati Lopes, Nelson Freitas
Gênero: Comédia
Produtora: Camisa Listrada
Distribuidora: Downtown Filmes
Ano de Lançamento: 2019
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar