A Ronda – O amor em várias formas

Uma série de histórias de amor se cruzam na Viena de 1900. Um soldado (Serge Reggiani) mantém relações com uma prostituta (Simone Signoret) e depois sai com uma criada (Simone Simon) que conhece em um baile.

Ela, por sua vez, é seduzida pelo filho (Daniel Gélin) de seu patrão, que mantém um caso com uma mulher (Danielle Darrieux) casada. O marido (Fernand Gravey) dela leva uma vendedora (Odette Joyeux) para jantar e a deixa bêbada, e ela, mais tarde, se apaixona por um poeta (Jean-Louis Barrault) que quer conquistar uma atriz (Isa Miranda). A atriz convida um conde (Gérard Philipe) para visitar seu quarto, e ele acaba nos braços da prostituta.

O mestre de cerimônias

A Ronda é um filme que acompanha várias histórias que são apresentadas por um mestre de cerimônias (Anton Walbrook), que dentro de um carrossel explica com uma canção parte do que veremos pela frente.

O mestre de cerimônias de A Ronda
O mestre de cerimônias

Assim, A Ronda se estabelece como um filme que pretende mostrar pequenas esquetes, mesmo que elas estejam conectadas de alguma maneira, o que abre caminho para que o telespectador possa gostar de um segmento, mas não necessariamente de outro.

A presença do mestre de cerimônias também dá às cenas de A Ronda um ar burlesco, comum em performances de cabaré, que também apresentam esquetes.

As histórias se conectarem é um ponto a mais, já que é possível assistir a essas cenas separadas e compreendê-las, embora elas se tornem mais interessantes quando assistidas juntas.

O filme apresenta várias histórias de amor
O filme apresenta várias histórias de amor

As histórias

A Ronda então apresenta em torno de dez histórias de amor que abordam o sentimento de formas variadas e não necessariamente nobres. Se, por exemplo, a relação do jovem patrão com a mulher casada parece genuína, o fato dele seduzir uma criada soa mais como uma aventura para ele, o marido da mulher casada, então, embebeda uma jovem com intenções de se aproveitar dela.

A impressão que se tem é que cada história contradiz a anterior e, automaticamente, adiciona mais um elemento a essa trama. Então, a jovem vendedora se apaixona pelo poeta que está interessado na atriz, que na realidade, está interessada no conde e assim por diante.

Além da ideia ser bem instigante e do filme conseguir se completar de uma maneira bem-feita, essas histórias também apresentam diferentes lados de cada personagem e como eles reagem diferentemente quando se relacionam com pessoas diferentes, já que o mesmo personagem pode fazer coisas completamente opostas de uma esquete para a outra.

Algumas tramas tratam de temas sérios em A Ronda
Algumas tramas tratam de temas sérios

Aspectos técnicos de A Ronda

O filme tem um roteiro bem diferente, que pode se tornar repetitivo, mas que como apresenta histórias diversas, foge desse estigma. É quase como se o telespectador acompanhasse uma série de curtas, ligados apenas pela apresentação do mestre de cerimônias, mas que ao final, se relacionam.

As tramas apresentadas são bem bobinhas, e mesmo que tratem de assuntos um pouco mais sérios, isso é sempre velado. As relações sexuais, por exemplo, são insinuadas, mas nunca mostradas, mas o filme funciona à sua maneira, ainda mais quando lembramos a época em que ele foi produzido.

Um grande diferencial é a apresentação do mestre de cerimônias, que aparece sempre em um carrossel e conta a história através de uma música, que tem sempre a mesma melodia, mas uma letra diferente. Esse elemento dá um ar burlesco ao filme e o aproxima do gênero musical, embora não exista nenhuma performance muito grandiosa no longa.

As histórias se completam
As histórias se completam

As tramas são rápidas e incisivas, por isso, as atuações, embora boas e dentro do que o filme pede, não se destacam tanto assim. Anton Walbrook, o mestre de cerimônias, aparece com mais frequência e, por isso, chama mais atenção, entregando uma atuação divertida.

A Ronda é um filme que tem ares de bonitinho e romântico, mas que apresenta uma série de histórias que tratam de assuntos sérios e até pesados, mas com um tom leve. O filme está disponível no Belas Artes À La Carte desde o dia 21 de outubro.

La Ronde (1950) Trailer

A Ronda

Nome Original: La Ronde
Direção: Max Ophüls
Elenco: Anton Walbrook, Simone Signoret, Serge Reggiani, Simone Simon, Daniel Gélin
Gênero: Drama, Romance, Musical
Produtora: Films Sacha Gordine
Distribuidora: Versátil Home Vídeo
Ano de Lançamento: 1950
Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar