Baahubali: O Início – Um musical de Bollywood

No reino de Mahishmati, a rainha (Ramya Krishnan) surge de uma caverna, no meio de uma cachoeira carregando um bebê. Ela se sacrifica, mas mantém o bebê acima do nível da água e aponta uma montanha, antes de morrer.

O bebê é encontrado pelos habitantes do local, que o resgatam, e é adotado por um casal que o batiza de Shivudu (Prabhas). Ele cresce e se torna forte e demonstra cada vez mais o desejo de subir a montanha. Assim que ele percebe que tem poderes, ele também nota que, de fato, pode escalar a montanha. Uma vez que ele chega até o topo, ele está pronto para descobrir a sua história.

Baahubali: Um épico

Baahubali: O Início acompanha toda a jornada de vida de Shivudu. O filme começa quando ele é um bebê e é salvo por sua mãe, a rainha. Acompanhamos então, seu crescimento, com bastante foco na sua vida adulta, onde ele se mostra cada vez mais obcecado pela montanha para qual a rainha apontou.

O longa tem ares de épico e lembra filmes como Troia e 300, mas tem aspectos que são muito mais próximos de questões que dizem respeito à Índia. Baahubali: O Início soa como uma lenda tradicional da Índia, uma história quase mitológica e o filme tem sequências e cenas grandiosas para combinar com essa ideia.

Baahubali tem ares de épico
O filme tem ares de épico

Bollywood

Baahubali também é um filme de Bollywood, a maior indústria de cinema indiano e, por isso, é muito diferente de qualquer outro musical produzido fora desse eixo, mas tem aspectos muito comuns a outros filmes indianos. Para início da conversa, Baahubali nem se define como um filme musical, ele se considera um filme histórico ou de aventura. Entretanto, boa parte dos filmes de Bollywood são musicais, não importa em quais gêneros eles se encaixem. E os números musicais desses filmes são como diálogos.

Mesmo partindo da premissa que as músicas funcionam mais ou menos como diálogos e são comuns nos filmes Bollywoodianos, este tem números musicais suntuosos, com bastante dança e com muita ação enquanto eles acontecem. Em uma cena, por exemplo, Shividu escala a montanha, atrás de uma jovem que chamou sua atenção, ao mesmo tempo que canta e salta.

Prabhas em cena do filme Baahubali
Prabhas em cena do filme

O longa é, de maneira geral, bem exagerado. Os números soam absurdos até para quem gosta de musicais e está acostumado com músicas no meio de cenas aleatórias. Não que isso seja ruim, tudo isso faz sentido dentro de Baahubali: O Início, mas talvez salte aos olhos de quem não está acostumado com filmes musicais ou Bollywoodianos.

Aspectos técnicos de Baahubali

O filme é bem produzido, tem muitas cenas de natureza onde os humanos interagem com essa natureza de maneira bem-feita, embora não totalmente realista. O longa é, certamente, uma grande produção, mesmo que seja para os termos de Bollywood.

Baahubali: O Início é um filme Bollywoodiano
Baahubali: O Início é um filme Bollywoodiano

O que salta aos olhos, principalmente aos ocidentais, são justamente as cenas musicais. Tudo bem que o cinema ocidental já fez filmes musicais sobre os mais diversos temas, mas o tema histórico não parece se unir ao gênero musical, é como se a prodição “300” tivesse músicas em sua trama.

Baahubali: O Início não é um filme ruim e está bem dentro da filmografia indiana, mas certamente não vai agradar todo mundo que gosta de filmes históricos ou de aventura. Até para um musical ele é bem fora dos padrões que a maioria das pessoas está acostumada. No entanto, é um bom filme, com uma boa trama e boas músicas, se estivermos dispostos a sair das nossas zonas de conforto.

O longa é um musical bem diferente do que estamos acostumados
O longa é um musical bem diferente do que estamos acostumados
As músicas

Baahubali: O Início tem na sua trilha sonora músicas como Mamatala Talli, Dhivara, Pacha Bottasi e Nippulaa Swasa Ga. Elas são, em sua maioria, cantadas em indiano e embora exista o costume de colocar cenas musicais nos filmes Bollywoodianos, o filme tem apenas oito músicas na sua trilha sonora.

O longa circula entre os gêneros de aventura, história e ação, mas também é um musical bem diferente dos musicais ocidentais, seja na maneira com que as músicas se apresentam, seja nas atuações e até no proposto da existência desses números musicais.

O filme tem bons efeitos especiais
O filme tem bons efeitos especiais

Por isso, talvez Baahubali: O Início seja estranho até para o público que está acostumado com musicais, mas isso não quer dizer que é necessariamente ruim.

Com uma trama diferente e uma boa produção, Baahubali: O Início é um filme para quem quer sair da sua zona de conforto e conhecer novos tipos de filmes.

Baahubali: O Início

Nome Original: Bãhubali: The Beginning
Direção: S.S. Rajamouli
Elenco: Prabhas, Rana Daggubati, Anushka Shetty, Tamannaah Bhatia, Sathyaraj
Gênero: Musical, Ação, Aventura, Histórico
Produtora: Arka Mediaworks
Distribuidora: AA films
Ano de Lançamento: 2015
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar