A Casa dos Espíritos, de Isabel Allende

Conheça a história da conturbada família Trueba

A casa dos espíritos‘ conta a saga da turbulenta e numerosa família Trueba, do Chile, com o seu patriarca angustiado e suas mulheres clarividentes. Trata-se de uma narrativa que se alimenta de si mesma e parece tender ao infinito. É no seu desfecho que se alcança o efeito trágico da obra cujo limite não é o esgotamento das narrativas, mas um golpe de Estado que metamorfoseia as narrativas em sangue nas sarjetas e as palavras em silêncio. Num panorama da história chilena que vai de 1905 a 1975, desfilam personagens como Esteban Trueba, latifundiário e senador; Clara, sua mulher clarividente e Alba, sua neta, jovem, socialista e, portanto, adversária do patriarca e de seus cúmplices.

Fonte: Livraria Cultura

Escrito em 1982, A Casa dos Espíritos conta a história de três gerações da família Trueba. O leitor lê o livro primeiro do ponto de vista de Clara, uma jovem clarividente, depois, do ponto de vista de sua filha, Blanca e mais tarde, do ponto de vista de Alba, a filha de Blanca.

A história cobre todo o pré, o durante e o momento do golpe de estado do Chile, em 1973, quando o então presidente Salvador Allende foi derrubado pelos militares. Isabel Allende, a escritora de A Casa dos Espíritos, é prima em segundo grau de Salvador Allende, dessa maneira, o livro é quase a sua versão do que aconteceu.

Um dos motivos para o livro ser tão interessante é que ele conta a história de um período do Chile através da narrativa de cada um dos personagens. A política parece o plano de fundo da história, mas na verdade, é ela que movimenta a trama toda, porém o leitor só percebe isso quando a situação política do país vai chegando cada vez mais perto da família Trueba, por exemplo, quando Alba, a neta de Clara e Esteban se envolve com os revolucionários e consequentemente, com os militares. O livro tem um jeito maravilhoso de ensinar sobre história, sem tornar o assunto necessariamente chato.

Glenn Close e Meryl Streep interpretam Ferula e Clara, respectivamente
Glenn Close e Meryl Streep interpretam Ferula e Clara, respectivamente

O fato de Isabel Allende não só já ser nascida quando o golpe aconteceu, como também ser relativamente próxima do presidente deposto, só dá mais veracidade a história.

O livro tem como protagonistas três personagens femininas: Clara, Blanca e Alba e cada uma delas é forte a sua maneira. Além disso, a obra é repleta de outros personagens interessantes: Férula, a irmã de Esteban, que sente uma forte admiração por Clara, Pedro, o amigo de infância de Blanca, que tem idéias socialistas, Miguel, o namorado de Alba, e o próprio Esteban, um homem cruel e violento, que não admite perder o controle.

A idéia de vingança e de reciprocidade também é muito presente no livro, a história toda acontece de maneira cíclica, tudo que uma pessoa faz, acaba voltando para ela, nem que seja através do pagamento por parte de outra geração.

A Casa dos Espíritos pode ser classificado como um romance de realismo mágico. Embora ele se passe no nosso mundo, inclusive em um contexto histórico que realmente existiu, e portanto fale sobre isso, ele é repleto de acontecimentos quase sobrenaturais e que desafiam a lógica e essa é uma ótima forma de tratar um momento tão triste e pesado como a ditadura chilena. Os momentos mágicos do livro ajudam a dar uma aliviada no conteúdo quase documental que Allende tem para contar. A história da família Trueba também faz esse papel, no começo do livro o leitor está tão entretido com a família que até demora a perceber para onde a história vai.

Winona Ryder e Jeremy Irons são Blanca e Esteban em filme de 1993
Winona Ryder e Jeremy Irons são Blanca e Esteban em filme de 1993

O livro também vai ficando progressivamente mais pesado, embora ele narre as crueldades desde o começo, é do meio para o final, que fica bem claro todas as atrocidades que o ser humano é capaz de cometer. Justamente por falar do ser humano de uma maneira tão crua, A Casa dos Espíritos é um livro extremamente real.

A Casa dos Espíritos foi adaptado para o cinema em 1993. Seu elenco conta com grandes nomes como Jeremy Irons (como Esteban Trueba), Meryl Streep (como Clara Trueba), Winona Ryder (como Blanca Trueba) e Antonio Banderas (como Pedro Garcia) e é relativamente fiel ao livro. O filme diminuiu uma geração da família Trueba e nele o papel de Alba ficou atribuído a Blanca, imagino que para não estender muito a duração (que já é de 2 horas e 20 minutos), mas nada disso prejudica o longa, que é tão bonito e importante quanto o livro.

Retratando, de maneira quase fantasiosa, um dos períodos mais cruéis da história do Chile, A Casa dos Espíritos é um livro incrível, que nos mostra que certas coisas nunca devem ser repetidas, enquanto outras, como a família e o amor devem se manter.

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar