Deerskin: A Jaqueta de Couro de Cervo

Um filme inusitado

Georges (Jean Dujardin) vem procurando uma jaqueta de couro de cervo há bastante tempo. Quando ele finalmente consegue encontrar e comprar uma, ele se torna obcecado pelo objeto. É a partir daí que Georges se entrega aos ciúmes e a possessividade e que sua vida começa a girar em torno da tal jaqueta. Essa é a sinopse de Deerskin: A Jaqueta de Couro de Cervo.

O filme começa com Georges, um homem que parece estar cansado do casaco simples que já tem e que além disso, está vagando pelas estradas sem qualquer rumo. Quando ele consegue comprar (por um preço exorbitante) uma jaqueta de couro de cervo, ele se torna outra pessoa, como se o objeto o tivesse possuído. Georges então, começa a ficar obcecado não só pela peça de roupa, mas também por qualquer outro objeto que seja feito do mesmo material.

Georges e sua jaqueta em Deerskin
Georges e sua jaqueta

Hospedado em um hotel na beira da estrada, em um lugar onde ele não conhece ninguém, Georges começa a conversar com a sua jaqueta e a imitar a voz da vestimenta, o que mostra à plateia que Georges já não está completamente normal e o que dá o tom do filme. O sentimento de possessão e de ciúmes, então, vão deixar o protagonista cada vez mais dependente da sua jaqueta e capaz de coisas inimagináveis.

Deerskin

Georges é o protagonista e é com ele que o espectador passa boa parte do tempo do filme, mas é curioso que saibamos pouca coisa sobre ele. Quando somos apresentados a Georges ele já está dirigindo sozinho pela estrada, por isso não sabemos nada sobre a sua vida pregressa, suas relações ou seu passado, o que é uma maneira bem interessante de apresentar um protagonista, que o público vai acompanhar do começo até o fim do filme.

Adèle Haenel em cena do filme Deerskin
Adèle Haenel em cena do filme

Em determinado momento, o filme até nos dá uma pista do que aconteceu com Georges antes dele comprar a jaqueta, mas é tudo muito de leve, porque não é isso que é relevante no filme. Embora a gente não saiba com certeza o que aconteceu, entendemos que houve um rompimento entre a vida que ele tinha e a vida que ele deseja ter e é dessa maneira que dimensionamos o quanto Georges está preso à paranoia e a loucura.

Deerskin: A Jaqueta de Couro de Cervo é um filme estranho. Ele apresenta uma trama que, no começo, até soa meio absurda e que, em alguns momentos, nem parece fazer tanto sentido assim. O mais importante em um filme como esse é que o espectador consiga comprar e entrar na história. O diretor Quentin Dupieux faz isso muito bem.

Georges e Denise
Georges e Denise

Aspectos técnicos de Deerskin: A Jaqueta de Couro de Cervo

O clima todo do filme é sinistro e tenso, e o público fica sempre à espera de que algo vai acontecer a qualquer momento, mesmo que não saiba muito bem o que é. O longa é muito bom nesse aspecto, é quase impossível prever que rumos ele irá tomar.

Ele também faz um bom trabalho quando se trata de passar a tensão para a audiência. Deerskin é um filme que deixa o público se mexendo nas cadeiras e roendo as unhas, sempre na expectativa. Esse clima sinistro, no entanto, não quer dizer que o filme seja necessariamente de terror. A trama pode beirar o suspense, mas é até meio difícil de definir em que gênero ela se encaixa, isso porque é muito diferente de qualquer outro filme.

O filme tem um clima sinistro
O filme tem um clima sinistro

O longa tem uma linguagem que beira o cinematográfico, já que dentro da trama, Georges está o tempo todo filmando e, muitas vezes, diz às pessoas que conhece na nova cidade que é um cineasta fazendo um filme. Dessa forma, algumas cenas são mostradas através da câmera de Georges, mais ou menos como em um filme caseiro. Essa técnica aumenta ainda mais a estranheza e passa aquela ideia de que estamos vendo um vídeo particular tão perturbador que não deveríamos ter acesso.

Leia aqui sobre o filme O Retorno do Herói, também com Jean Dujardin

Tudo isso somado às cores do filme que são frias e nada acolhedoras, deixam a plateia com a sensação de que está adentrando um lugar estranho e nada acolhedor. Uma sensação que normalmente não se quer ter no cinema, mas que funciona muito bem em Deerskin.

Deerskin tem uma linguagem que lembra os videos caseiros
O filme tem uma linguagem que lembra os videos caseiros

Passamos boa parte do filme assistindo Georges, mesmo quando ele está fetichizando sua jaqueta, e Jean Dujardin se segura muito bem no personagem, sem sair da pele dele em nenhum momento. Outro ponto alto é a diferença clara de mudança de tom de voz e de jeito de falar quando Dujardin fala como Georges e como a jaqueta. Outras atuações como a de Adèle Haenel são complementares e também ajudam muito no desenvolvimento do longa.

Deerskin: A Jaqueta de Couro de Cervo é um filme estranho e incomum, mas que fala sobre a imagem que queremos propagar e quão longe estamos dispostos a ir para isso. O filme ainda está sem data de estreia.

Deerskin: A Jaqueta de Couro de Cervo

Nome Original: Le Daim
Direção: Quentin Dupieux,
Elenco: Jean Dujardin, Adèle Haenel, Albert Delpy, Pierre Gommé, Coralie Russier
Gênero: Comédia
Produtora: Arte France Cinéma, Nexus Factory, UMedia
Distribuidora: California Filmes
Ano de Lançamento: 2019
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar