Lightyear

O filme de origem de Buzz Lightyear

Buzz Lightyear (voz de Chris Evans na versão original e de Marcos Mion na versão dublada) é um Patrulheiro Espacial que, sem querer, acaba prendendo toda a sua tripulação e sua colega, Alisha Hawthorne (Uzo Aduba na versão original), em um planeta que fica a 4,2 milhões de anos-luz da Terra.

Enquanto ele tenta resolver a situação, muitos anos se passam, mas o Buzz que viaja pela galáxia não envelhece, e quando ele retorna ao planeta descobre que a neta de Alisha, Izzy (Keke Palmer na versão original) já é adulta e também quer ser uma Patrulheira. Além disso, o planeta caiu nas mãos de Zurg (James Brolin na versão original), uma presença alienígena, que aterroriza o local.

Buzz, Izzy, o gatinho robô, Sox (Peter Sohn na versão original) e o resto da equipe dele resolvem que vão derrotar Zurg e retomar a paz do planeta, que agora é a casa deles.

O filme acompanha o verdadeiro Buzz Lightyear
O filme acompanha o verdadeiro Buzz Lightyear

O filme que Andy assistiu

Quando Toy Story estreou em 1995, o filme chamou atenção justamente porque narrava a sua história de um ponto de vista completamente diferente: o filme acompanha um grupo de brinquedos de um garoto, que acaba em crise quando um novo brinquedo – um boneco do Buzz Lightyear – se junta à coleção. Depois do primeiro filme, a franquia Toy Story ganhou mais três filmes, todos focados no mesmo grupo de brinquedos.

Lightyear segue outra direção, pois aqui acompanhamos o verdadeiro Buzz Lightyear, o personagem que inspirou o boneco que Andy, o garoto dono dos brinquedos de Toy Story, viu no cinema antes de ganhar o boneco lá em 1995. E isso fica claro já na primeira cena do filme, que explica para audiência que o que vamos assistir é o mesmo filme que Andy assistiu quando era criança.

A ideia é bem diferente e inclusive, bem diferente dos outros filmes da franquia, já que neles acompanhamos um boneco do Buzz, que acha que é o verdadeiro Buzz Lightyear – esse é, aliás, um dos temas de Toy Story -, mas em Lightyear conhecemos, pela primeira vez, o verdadeiro Buzz Lightyear, o herói de filme de ação que tanto encantou Andy.

Buzz Lightyear e sua equipe
Buzz e sua equipe

Uma aventura no espaço

Partindo desse pressuposto então, Lightyear se coloca como uma aventura espacial, como os filmes da franquia Star Wars, com um herói muito competente conhecido dentro da sua classe e que se cobra demais o tempo todo. Sua melhor amiga e parceira, Alisha, é a típica personagem feminina de filme de ação, que é tão competente quanto o protagonista, mas aparece menos e isso fica claro depois que Buzz comete um erro e deixa toda a sua tripulação em um planeta hostil. Ele resolve então que vai dedicar sua vida – e literalmente perder anos dela enquanto faz isso – para tirar todos de lá e Alisha decide ficar no planeta e construir uma família.

O longa usa de vários clichês dos filmes de ficção científica, vemos alienígenas, planetas inóspitos, perigos imensuráveis, naves que falham nos momentos mais inesperados e criaturas fantásticas, mas também tira sarro de alguns desses clássicos, como por exemplo, quando Buzz dá um discurso típico de herói e ouvimos uma música heroica de fundo, mas logo percebemos que ela está sendo murmurada por Alisha.

Mais tarde, quando Buzz encontra a neta de Alisha, Izzy, ele se depara com uma equipe que não sabe de nada e que não teve qualquer treinamento, o que torna a situação muito mais próxima da comédia do que da ficção científica.

Ligthyear mistura comédia e ficção científica
Ligthyear mistura comédia e ficção científica

Como Buzz é, por si só, um personagem muito heroico, que se preocupa com todos, se culpa muito e que está disposto a dedicar sua vida pelo bem-estar dos outros, ele funciona não só como o elemento sério do filme, que às vezes é muito divertido de maneira involuntária, e também explica por que a personalidade do boneco do Buzz, presente no filme de 1995, é da maneira que é.

Aspectos técnicos de Lightyear

Lightyear é uma produção enorme e extremamente bem-feita. A animação, inclusive, é muito realista e é possível ver até as marcas faciais dos personagens. Em muitos momentos parece que estamos acompanhando um filme em live action. Ligthyear é também, uma mistura de comédia e ficção científica, que funciona dentro dos dois gêneros. Ele tem vários aspectos da ficção científica, mas também faz piadas disso, que são muito divertidas e que funcionam.

Outro ponto positivo é que é a primeira animação da Disney/Pixar com personagens abertamente LGBTQIA+ e essa questão é retratada de maneira natural e leve. Alisha, a melhor amiga de Buzz, tem um relacionamento com uma mulher, mas não assistimos nenhuma cena dela passando por um processo de aceitação ou se assumindo, ela apenas conta para Buzz que está noiva e ele pergunta sem sequer pestanejar “Qual o nome dela?”. O filme tem até um beijo entre as duas personagens, o que é um avanço para a Disney, ainda mais quando retratado de maneira tão bonita e delicada.

O roteiro traz uma renovação para a franquia Toy Story
O roteiro traz uma renovação para a franquia Toy Story

A dublagem de Mion é discreta e combina muito com o personagem, embora seja possível perceber que a voz é dele, ao longo do filme ele soa bem como Buzz Lightyear.

O roteiro é bem escrito e inteligente, embora não seja tão inovador quanto o roteiro do filme que o inspirou. A grande sacada aqui é abandonar os brinquedos e nos apresentar ao personagem que inspirou o boneco, dessa forma, Lightyear é uma espécie de filme de origem de Buzz Lightyear, e essa ideia é muito interessante.

Lightyear é um filme nostálgico que vai agradar e emocionar a geração que assistiu Toy Story nos cinemas quando era criança, mas que tem um grande potencial para atrair novos fãs, uma vez que essa é uma história completamente nova, ainda que só exista porque Toy Story existiu, e tem ainda o mérito de renovar toda a franquia. O filme chega aos cinemas no dia 16 de junho.

Lightyear | Trailer Oficial Legendado

Lightyear

Nome Original: Lightyear
Direção: Angus MacLane
Elenco: Chris Evans, Taika Waititi, James Brolin, Keke Palmer, Peter Sohn
Gênero: Animação, Aventura, Comédia, Família, Ficção científica
Produtora: Pixar Animation Studios
Distribuidora: Walt Disney Studios Motion Pictures
Ano de Lançamento: 2022
Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar