Midway – Batalha em Alto-Mar, tédio no mar e no céu

É impossível não fazer uma comparação entre Pearl Harbor, o longa de Michael Bay lançado em 2001 e Midway – Batalha em Alto-Mar, novo filme de Roland Emmerich (aquele diretor que gosta de destruir o mundo, assim como já fez em Independence Day, O Dia Depois de Amanhã e 2012).

A comparação mais óbvia é que ambos destacam o ataque japonês à base americana de Pearl Harbor, ocorrido em 7 de dezembro de 1941, evento que ficou conhecido como o grande catalisador da entrada norte-americana na Segunda Guerra Mundial. Mas diversos outros paralelos ainda podem ser feitos entre os dois filmes. E a maioria deles é lamentável.

Aaron Eckhart em cena de Midway
Aaron Eckhart em cena

Midway – O Ataque

No longa de Michael Bay, a audiência têm que enfrentar uma hora e meia de diálogos sofríveis e atuações canastronas até ver o ataque cheio de explosões ao porto americano. Já Roland Emmerich te obriga a suportar somente cinco minutos disso pra jogar na tela uma sequência cheia de efeitos especiais comparáveis à Independence Day (no sentido que parece que ela foi feita com a tecnologia de 1996).

Ambos os filmes são obras ufanistas, com roteiros fraquíssimos. A obra de Emmerich é aparentemente mais baseada na realidade, com o foco maior na batalha de Midway, que dá título ao filme. No meio do Pacífico, numa época em que o oceano não fazia jus ao nome, este foi um confronto naval e aéreo que causou danos irreversíveis na frota de navios nipônica, sendo decisivo para o restante da Segunda Guerra.

Midway

Yankees e Japs

Um dos méritos de Midway, não só comparado a Pearl Harbor mas também à maioria dos filmes de guerra, é a forma como os inimigos são retratados. Os japoneses ganham um bom tempo de tela, principalmente no alto escalão militar. E as cenas das linhas inimigas não os pintam como vilões, mas simplesmente como o outro lado de uma guerra.

Mas quem domina a tela é, evidentemente, os americanos. De forma até exaustiva. São personagens demais, sem muito crescimento e nem muitas chances de nos apegarmos a eles. Como resultado, o filme parece raso, sem empatia. Com pouca coisa para se ancorar, as cenas de batalha parecem apáticas e pouco inspiradas e a maior prova que o filme como um todo é chato é que ao seu final, dá pra ficar aliviado que aquilo acabou.

Quer mais prova de como o filme é fraco? É que, ao fazer a comparação com o horrível Pearl Harbor de Michael Bay, fica meio difícil dizer qual dos dois filmes é pior. Midway – Batalha em Alto-Mar entra em cartaz dia 20 de novembro.

Midway - Batalha em Alto-Mar

Nome Original: Midway
Direção: Roland Emmerich
Elenco: Ed Skrein, Patrick Wilson, Woody Harrelson, Luke Evans, Mandy Moore
Gênero: Ação, Drama, História
Produtora: AGC Studios
Distribuidora: Diamond Films
Ano de Lançamento: 2019
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar