Um Dia de Chuva em Nova York, típico Woody Allen

Em Um Dia de Chuva em Nova York, Gatsby (Timothée Chalamet) acompanha a namorada Ashleigh (Elle Fanning), que vai fazer uma entrevista com um famoso diretor de cinema (Liev Schreiber), a Nova York e aproveita para planejar um final de semana romântico.

Chegando lá, no entanto, tudo dá errado, já que Ashleigh cai nas graças do diretor e resolve passar o dia com ele, ao mesmo tempo que Gatsby reencontra Chan (Selena Gomez), a irmã mais nova de uma ex-namorada.

Gatsby é um jovem universitário, criado em uma família rica, que se importa muito com as artes e a cultura. Ele se sente pressionado pela mãe (Cherry Jones) a continuar na faculdade, embora deseje apenas se tornar jogador profissional. O mesmo acontece com sua relação com Ashleigh, que vem de uma família rica e é aprovada pela mãe de Gatsby. Mas ele mesmo acha que os dois nem combinam tanto assim.

Fanning e Chalamet em cena do filme Um Dia de Chuva em Nova York
Fanning e Chalamet em cena do filme

Um Dia de Chuva em Nova York

Gatsby também é exatamente igual a todos os protagonistas dos filmes de Woody Allen dos últimos anos. Paranoico, inteligente, cheio de referências e com problemas com as mulheres. A única diferença de Gatsby para os outros personagens de Allen é que ele é interpretado por Timothée Chalamet e não pelo próprio Allen.

Nesse sentido, pode-se dizer que não existe muita inovação nos personagens, uma vez que todos parecem cópias de personagens de outros filmes do diretor. Gatsby é o protagonista neurótico, que nós já vimos mais de 20 vezes; Ashleigh, a namoradinha ingênua e um tanto burra; e Chan, a musa e garota ideal.

Gatsby e Ashleigh são um casal de universitários que vai passar um final de semana em Nova York
Gatsby e Ashleigh são um casal de universitários que vai passar um final de semana em Nova York

Quase que Um Dia De Chuva em Nova York não chegou aos cinemas, isso porque acabou envolvido nas polêmicas que cercam nome de Allen, como as acusações de abuso sexual contra o diretor por parte de sua filha, Dylan Farrow, em 1992.

Homens mais velhos

Existem muitos questionamentos sobre se é correto analisar a obra de uma pessoa, a partir de sua vida particular ou se devemos boicotar o trabalho de alguém, quando essa pessoa cometeu algum crime, mas seria muito mais fácil esquecer as acusações que rondam o nome de Allen (e o casamento com a filha adotiva de sua ex-esposa, que é uns bons anos mais nova que o diretor) se o filme não fizesse questão de bater na mesma tecla que Allen -mais uma vez- bate há anos: homens mais velhos que mantém relações com mulheres bem mais jovens.

Boa parte do enredo de Um Dia de Chuva em Nova York usa desse tema. Ashleigh, que no filme tem 21 anos (mas aparência de 15, como é ressaltado pelos personagens), vai entrevistar um diretor de cinema na casa dos 50 anos, que se apaixona por ela. Mais tarde, ela conhece o roteirista Ted (Jude Law), também mais velho e que também sente uma inesperada e forte atração pela jovem.

E quando a plateia acha que Allen já acabou, ele coloca mais um personagem, Francisco Vega (Diego Luna), um ator, também mais velho, que oferece bebidas e drogas a Ashleigh e a leva para a casa dele. Vale lembrar que Fanning tinha 19 anos na época em que o filme foi rodado, enquanto Schreiber, Law e Luna – que interpretam os homens que se interessam pela personagem de Fanning – tinham respectivamente 50, 44 e 37 anos.

Chan e Gatsby em Um Dia de Chuva em Nova York
Chan e Gatsby

Leia aqui sobre o filme Graças a Deus

Até Gatsby, que é um homem mais jovem, se sente magicamente atraído pela irmã mais nova de sua ex-namorada, Chan, que ele antes via como pentelha e chatinha. A diferença de idade entre Chalamet e Gomez é pequena (ela, inclusive, é mais velha), mas o filme insiste na ideia do homem mais velho com a mulher mais nova.

É verdade que nenhuma relação mostrada no filme é ilegal, tanto os personagens, quanto os atores já são maiores de idade, mas é, no mínimo, questionável que um homem que é conhecido por se envolver com mulheres mais novas, que já foi acusado por Mariel Hemingway, na época com 17 anos, de assédio e que enfrenta uma onda de rejeição por ser acusado de molestar sua filha quando ela tinha sete anos, ainda ache plausível fazer filmes que falem quase exclusivamente sobre homens, geralmente com mais de 40 anos, que “se apaixonam” por mulheres com menos de 25 anos.

Independentemente disso, a trama, assim como os personagens, não é nada original, já que esse é mais um dos clichês dos filmes de Allen, que nós já vimos em Manhattan (que é, aliás, inspirado em uma relação que Allen teve com uma menina menor de idade), Magia Ao Luar, Maridos e Esposas, Tudo Pode Dar Certo e O Homem Irracional.

Gatsby é o tipico personagem de Allen
Gatsby é o tipico personagem de Allen

Aspectos técnicos de Um Dia de Chuva de Nova York

Óbviamente, essa é uma grande produção, como boa parte dos filmes de Allen, e em aspectos técnicos ele tem o seu valor. O filme tem uma boa fotografia e figurinos bem bonitos, que combinam com seus personagens. Também tem um bom elenco, que entrega boas atuações.

Chalamet está perfeito dentro do seu personagem, e consegue se encaixar de maneira certeira no papel de protagonista clássico de Allen, assim como Fanning funciona muito bem como a loirinha burra e inocente. Schreiber, Law e Luna também desempenham bem seus papéis, mas todos repetem personagens que o público pode ver em qualquer filme de Woody Allen e, em alguns casos, em diversos outros filmes de diversos outros diretores (a loira burra, por exemplo).

Chalamet e Gomez em cena do filme
Chalamet e Gomez em cena do filme

Gomez, no entanto, que dá vida à musa, outro papel extremamente recorrente nos filmes do diretor, não consegue se desvencilhar da imagem de atriz e cantora, afinal, é difícil desvincular sua imagem de cantora popstar.

Portanto…

Não é que o roteiro seja de todo ruim, ele tem bons momentos e até cenas engraçadas, que tiram alguns risos da plateia. Mas, infelizmente, o filme é repetitivo, seja nos personagens, como no enredo, ou na montagem. Claro que a tendência é que o filme agrade os fãs de Woody Allen, mas mesmo para os padrões do diretor, que tem sim, filmes de qualidade, Um Dia de Chuva em Nova York é um longa bem mediano. Ele poderia facilmente se encaixar na categoria de comédias românticas e cujo único diferencial é um grande elenco, ainda que em papéis estereotipados. O filme entra em cartaz no dia 21 de novembro.

Um Dia de Chuva em Nova York

Nome Original: A Rainy Day in New York
Direção: Woody Allen
Elenco: Timothée Chalamet, Elle Fanning, Selena Gomez, Jude Law, Liev Schreiber
Gênero: Comédia, Romance
Produtora: Gravier Productions, Perdido Productions
Distribuidora: Imagem Filmes
Ano de Lançamento: 2019
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar