Vidro, sequência de Fragmentado e Corpo Fechado

Vidro é um filme escrito, produzido e dirigido por M. Night Shyamalan. O já consagrado diretor, lá no ano 2000, fez um filme muito maravilhoso sobre um homem que sobreviveu a um acidente de trem fatal. O filho desse homem, depois de muitas evidências, começou a desconfiar que seu pai fosse um super-homem. Até mesmo um super-herói.

Como todo super-herói, David Dunn (Bruce Willis) tem um nome feito de uma aliteração. Ah, e também arrumou um arqui-inimigo. Um personagem de muita responsabilidade interpretado por Samuel L. Jackson. Elijah Price era o oposto de Dunn. Por ter ossos muito frágeis, ele não poderia salvar o mundo com sua força. Assim, ele era um vilão muito mais cabeça. Ah, o nome desse filme é Corpo Fechado e se você não assistiu, pare de ler agora e assista. Apesar que se você clicou nesse link, é mais provável que já conheça a história de Corpo Fechado.

Corpo Fechado + Fragmentado

Depois de 16 anos, Shyamalan lançou um filme chamado Fragmentado, que contava a história de um rapaz com múltiplas personalidades. Não são 2 ou 3. São 23 pessoas diferentes atuando no corpo deste homem. Seu nome verdadeiro é Kevin Crumb (olha a aliteração aí de novo), mas essa é a personalidade que menos toma forma. Este ser fragmentado é interpretado com maestria pelo maravilhoso James McAvoy.

Bruce Willis é David Dunn, o herói da capa verde
Bruce Willis é David Dunn, o herói da capa verde

No final de Fragmentado, o diretor teve a sagacidade de incluir uma cena em que aparecia nada mais nada menos que David Dunn! Nosso herói de Corpo Fechado. E assim, ele se propôs a fechar a trilogia referente ao descarrilhamento do trem 177 com Vidro, o último filme lançado. Mas não pense que Vidro é a história de Elijah. É muito mais que isso.

Vidro

Neste filme, David Dunn atua em sua própria empresa de segurança, que gerencia junto ao seu filho Joseph. Como sabe de seus poderes, eles se ajudam na busca de bandidos pela cidade. Bruce Willis na ação e Spencer Treat Clark no monitoramento e informação. Dessa forma, pequenos crimes e delitos são impedidos e a violência diminui. Pelo menos um pouco.

Porém, ao seguir no encalço do homem que sequestra e violenta garotas, David Dunn se vê em uma emboscada. Ambos são capturados e seguem para uma instituição de pesquisa psiquiátrica. Lá eles se veem frente a frente com Elijah. A doutora em comum entre eles é Ellie Staple (Sarah Paulson) e ela sabe praticamente tudo sobre esses homens que, de acordo com seus registros, “acham que são super humanos”.

Samuel L. Jackson, James McAvoy e Bruce Willis
Samuel L. Jackson, James McAvoy e Bruce Willis

Vale a pena assistir?

Com algumas explicações aqui e ali, e muitas situações complexas, Shyamalan consegue costurar muito bem os três filmes. Assim como Hitchcock, o diretor gosta de fazer pequenas participações em seus filmes, e, até isso foi pensado de acordo com a trilogia. O modo como ele traz de volta Bruce Willis e seu filho ficou incrível. Sim, é o mesmo ator do filme de 2000. Ou seja, o tempo corrido entre um filme e outro foi respeitado. Achei sensacional! Inclusive eles puderam incluir cenas deletadas de Corpo Fechado para usar como memórias de David Dunn ou seu filho. Perspicaz, não?

Ótima também é a atuação de McAvoy. Já em Fragmentado ele mostrou suas cartas na manga. Nesse filme então, ele é uma grande estrela. Suas personalidades mudam num piscar de olhos (neste caso, num piscar de luzes mesmo). Bruce e Samuel estão ótimos como sempre. Já a moça que repete seu papel de Casey (Anya Taylor-Joy) está um tanto estranha. Sua expressão (ou a falta dela) não nos deixa muito claro o que se passa em sua mente. Será um caso de síndrome de Estocolmo? Será só empatia?

James McAvoy e Anya Taylor-Joy em cena de Vidro
James McAvoy e Anya Taylor-Joy em cena de Vidro

Gosta de filmes tensos?

Sarah Paulson é a grande novidade no filme e ela vem para fechar bem fechada a trilogia. Sua personagem é séria e contida, mas tem papel fundamental na trama. Sabe-se que M. Night Shyamalan não tinha nem pensado em fazer uma trilogia com a história de Corpo Fechado. O que aconteceu foi que ele já havia escrito o personagem com transtorno dissociativo de identidade para o primeiro filme, mas acabou removendo-o da história. Depois de um tempo e de vários rumores, ele decidiu então trazer de volta esse personagem e também a trama dos super humanos. Pois fez muito bem!

Sarah Paulson é a Dra. Ellie Staple
Sarah Paulson é a Dra. Ellie Staple
A atmosfera de quadrinhos

A série tem sido notada por suas diferenças com filmes de super-heróis mais tradicionais. Esta é a primeira franquia de super-heróis que é escrita e dirigida por uma só pessoa, em comparação com outros filmes populares do gênero. Embora seja baseado em super-heróis de quadrinhos, e refira-se a histórias em quadrinhos, na verdade não é derivado de nenhum quadrinho. Em contraste com a maioria dos filmes de super-heróis, a série também é baseada na realidade, e é vista como uma desconstrução do gênero de super-heróis. É, portanto, considerada uma versão única do gênero super-herói.

Nas palavras do próprio Shyamalan: “Eu escolhi o verde para David Dunn porque, psicologicamente, está associado a propriedades que dão vida. David é o protetor da vida. Eu escolhi ocre ou mostarda para A Fera (a personalidade animalesca de Kevin) porque essa cor é associada a cerimônias religiosas, hindus e budistas. Um manto de monge. Vejo A Besta como um evangelista, um pregador que quer ajudar a salvar aqueles que estão “quebrados”. Finalmente, eu escolhi o roxo para o Sr. Glass (Elijah se autoproclama assim) porque essa cor tem sido associada à realeza, à qualidades majestosas. Elijah se vê como importante, um personagem principal dos quadrinhos.”

Vidro é um filme bem estruturado, intrigante e que fecha com maestria a trilogia. A sessão será divertida, porém com alguns momentos de entediante discurso psicológico. Mas nada que se faça perder sua atenção. Então se você gosta de uma boa história, não deixe de conferir Corpo Fechado, Fragmentado e Vidro, claro.

Vidro

Nome Original: Glass
Elenco: James McAvoy, Bruce Willis, Samuel L. Jackson, Anya Taylor-Joy, Sarah Paulson
Direção: M. Night Shyamalan
Gênero: Drama, Sci-Fi, Thriller
Produtora: Universal Pictures
Distribuidora: Walt Disney Studios Motion Pictures
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar