Amigos para Sempre, a versão americana de Intocáveis

Amigos Para Sempre é o remake americano do filme Intocáveis (2012), que já tinha ganhado uma versão argentina em 2017, chamada Inseparáveis.

Phillip (Bryan Cranston) é um homem rico que ficou tetraplégico depois de um acidente. Ele vive cercado por seus funcionários, entre eles Yvonne (Nicole Kidman), que está sempre preocupada com ele.

Cansado de tudo isso, Phillip resolve contratar Dell (Kevin Hart), como seu cuidador, embora ele não tenha nenhuma experiência e tenha antecedentes criminais.

Kevin Hart e Bryan Cranston em cena do filme
Kevin Hart e Bryan Cranston em cena do filme

Dois homens bem diferentes

Amigos para Sempre nos apresenta dois personagens bem diferentes um do outro: Phillip é um homem branco e rico, que se sente preso, de maneira literal e metaforicamente falando. Ele perdeu a alegria de viver, não só pela sua condição, mas também em função da morte de sua esposa. Já Dell é um homem negro e pobre, que já esteve preso, e que negligencia o filho e não paga pensão para a esposa.

O que Amigos para Sempre faz é juntar esses dois homens tão diferentes e fazer com que eles se tornem amigos. E é mais interessante ainda quando ficamos sabendo que o filme é inspirado em uma história real.

Com essa disposição, o público é capaz de conhecer a história de Phillip e entender como ele se sente. Ao mesmo tempo que conhece a história de Dell e também consegue entender as suas ações. Justamente porque o filme apresenta dois personagens tão distintos, ele também pode nos apresentar realidades distintas.

Dell, Philip e Yvonne
Dell, Philip e Yvonne

Aprendendo e ensinando

O espectador também acompanha a amizade entre os dois, que no começo é mais conveniência, já que Dell precisa do salário e Phillip precisa de um cuidador. Mas depois de um tempo, os dois vão estreitando laços a ponto de se tornarem amigos de verdade.

É notável que nem Dell e nem Phillip estão satisfeitos com suas vidas quando o filme começa. Phillip se sente um fardo e Dell quer mudar de vida. Embora o estigma de ex-presidiário o persiga, o encontro dos dois, por outro lado, vai ensinar a ambos.

Bryan Cranston como Phillip
Bryan Cranston como Phillip

Phillip ensina Dell, que se preocupa só com si mesmo, a ser menos egoísta, uma vez que ele precisa começar a cuidar de outra pessoa. E Dell ensina Phillip a gostar da vida, e aproveitá-la, mesmo que ela seja cheia de adversidades. Os dois saem ganhando desse encontro.

O preconceito em Amigos Para Sempre

O filme também toca bem de leve no assunto do preconceito, seja quando ele afeta Phillip, seja quando ele afeta Dell. Dell é um homem negro que mora em Nova York e vive com esse estigma acima de sua cabeça. Ele vem de um bairro pobre e se envolveu com tráfico porque não tinha outra alternativa e precisava de dinheiro. Ele então tenta mudar de vida, mas a falta de oportunidade continua puxando-o de volta.

Já Phillip, embora seja um homem rico e bem sucedido, sofre preconceito por ser tetraplégico. Em diversos momentos do filme percebemos que as pessoas não olham para ele e perguntam para Dell o que Phillip deseja. Como se o homem não pudesse responder por si mesmo. É interessante que o filme consiga falar, ainda que de maneira rasa, sobre preconceito.

Os dois amigos aprendem um com o outro
Os dois amigos aprendem um com o outro
A adaptação

Amigos para Sempre é a versão americana de Intocáveis, que por sua vez é inspirado no livro escrito pelo próprio Philippe Pozzo di BorgoO Segundo Suspiro. O filme francês foi um sucesso de crítica e público e por isso, acabou ganhando alguns remakes. Mas é natural que algumas adaptações fossem feitas para que o filme fizesse sentido dentro da cultura americana. A primeira de todas, é claro, é a localização. Amigos para Sempre se passa em Nova York.

Com isso, algumas outras mudanças tiveram que ser feitas. Se no original, Philippe mora em uma mansão, nessa versão, ele vive em uma cobertura numa área nobre da cidade. Já que Nova York é uma cidade dominada pelos prédios, a filha de Philippe, que aparece no original, também foi cortada dessa versão. Assim como detalhes sobre as vidas pessoais dos funcionários de Phillip.

Philip e Dell
Philip e Dell

Já o personagem de Dell ganhou uma maior complexidade, uma vez que no filme original ele não tem filhos, e sim irmãos mais novos. Em Amigos para Sempre, Dell tem sempre em mente a preocupação em manter seu filho, embora ele nem sempre consiga cumprir isso de maneira correta.

As comparações são inevitáveis

Existem diferenças no roteiro. Esse filme se preocupa mais em explicar as coisas para o público, como é comum em filmes americanos. Coisa que o original não faz com tanta frequência.

Seria absurdo dizer que Amigos para Sempre é um filme ruim. A trama é muito interessante. O elenco se sai muito bem, especialmente Bryan Cranston e Kevin Hart, e o longa tem seus momentos de comédia e de emoção. Mas levando em conta que existe um filme francês, que já é ótimo, talvez essa versão americana (assim como a argentina e as que provavelmente serão feitas depois) seja um tanto quanto desnecessária.

Nicole Kidman como Yvonne
Nicole Kidman como Yvonne

No entanto, Amigos para Sempre é um bom filme, que passa a sua mensagem, e pode emocionar e entreter o espectador, especialmente se a pessoa não assistiu Intocáveis. O filme entra em cartaz no dia 10 de janeiro. E você já tá participando da nossa promoção?

Amigos Para Sempre

Fernanda Cavalcanti

Formada em cinema, apaixonada por literatura, divide seu tempo livre entre ler, escrever e dançar. Gosta especialmente de terror, mas lê/assiste de tudo. Também escreve para o blog Além da Toca do Coelho.

Matérias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar