Azul é a Cor Mais Quente, de Julie Maroh

Uma história de amor realista

Azul é a Cor Mais Quente nos traz a história de Clémentine, uma adolescente se descobrindo. Neste momento ela namora um garoto do colégio mas, um encontro casual com uma moça de cabelo azul faz Clémentine repensar toda sua vida.

Ela se apaixona à primeira vista pela moça de cabelo azul e começa a questionar sua sexualidade. Porém, demora um tempo para que as duas se encontrem e comecem uma relação que vai durar anos, independentemente de qualquer problema.

A adolescência

Azul é a Cor Mais Quente cobre um período bem grande da vida de Clémentine, mas dá bastante destaque a adolescência. Quando conhecemos a protagonista, ela ainda está no colégio, namorando um colega de escola, e tudo parece certo entre os dois. Entretanto, a visão de Emma, a moça do cabelo azul e futura namorada de Clémentine, faz com que a adolescente comece a repensar seu namoro e, consequentemente, sua vida.

Clementine e Emma - Azul é a Cor Mais Quente
Clementine e Emma

Clémentine termina com seu namorado e, junto com um amigo, começa a explorar bares gays da cidade, tentando entender quem ela é. Dessa forma, finalmente acaba encontrando e conhecendo Emma.

A ideia do quadrinho é falar sobre a relação de Clémentine e Emma, que dura anos, mas é interessante que comece justamente na adolescência da protagonista, que é quando as pessoas estão se descobrindo e se apaixonando pela primeira vez. A história é muito clássica, poderia inclusive descrever a vida de quase todo mundo, mas aqui o diferencial é a sexualidade da garota.

É importante ressaltar que os conflitos apresentados – descoberta sexual, aceitação dos pais e dos amigos e se assumir – podem soar meio datadas para os dias de hoje, onde a homossexualidade e a bissexualidade não são mais tabus tão grandes, mas o quadrinho se passa entre 1994 e 2008.

O quadrinho acompanha a relação de Clementine e Emma
O quadrinho acompanha a relação de Clementine e Emma

O relacionamento

A grande questão de Azul é a Cor Mais Quente é a relação de Clémentine e Emma. As duas se conhecem quando Clémentine ainda é adolescente e quando Emma tem uma namorada e o leitor acompanha todo o relacionamento das duas mulheres.

Clémentine é, obviamente, menos experiente e está ainda se descobrindo. A visão de Emma, com seu cabelo azul, que fazem a protagonista questionar sua sexualidade e, mais tarde, Emma que dá a Clémentine a coragem para ser quem ela de fato é e enfrentar seus pais e seus amigos.

Azul é a Cor Mais Quente trata de questões que dizem respeito a casais homossexuais, como a aceitação de si próprio e da família, se assumir homossexual e se assumir em uma relação com uma pessoa do mesmo sexo, mas também trata de questões que dizem respeito a todo e qualquer relacionamento, como traição, desconfiança, convivência, brigas e dúvidas, provando que relacionamentos são universais, embora estejam recheados de questões muito pessoais.

Cena do filme de 2013 - Azul é a Cor Mais Quente
Cena do filme de 2013

Clémentine e Emma

Esta é uma história de amor com traços bem realistas, que dá bastante destaque a vida conjunta de Clémentine e Emma. O quadrinho acompanha o relacionamento antes mesmo de ele começar, até o final.

Mas a obra também ressalta as diferenças entre as duas mulheres e como muitas vezes essas diferenças atrapalham a relação. Emma é mais velha que Clémentine e já está assumida há mais tempo, por isso, é mais segura em relação à sua sexualidade. Já Clémentine está se descobrindo e não tem tanta coragem de se assumir.

Mas essa é uma questão que segue mesmo depois de um tempo, uma vez que Emma é super aberta em relação à sua sexualidade e sobre o seu relacionamento com Clémentine, enquanto esta prefere não se abrir muito, seja em relação à sexualidade, seja em relação a Emma e isso, aos poucos, se torna um problema, já que Emma acha que Clémentine não se dedica tanto quanto ela.

Adèle Exarchopoulos e Léa Seydoux como Adèle e Emma
Adèle Exarchopoulos e Léa Seydoux como Adèle e Emma

Azul é a Cor Mais Quente na mídia

O quadrinho ganhou apenas uma adaptação para o cinema, que também foi responsável por popularizar a HQ.

O filme de 2013 tem o mesmo nome da obra original, e é bem fiel, embora troque o nome da personagem principal para Adèle e tenha um final um pouco diferente. O longa é estrelado por Adèle Exarchopoulos e Léa Seydoux e fez bastante sucesso, mas também foi alvo de muita polêmica.

Azul é a Cor Mais Quente é um quadrinho que acompanha o crescimento e as descobertas de sua protagonista, mas que também narra uma história de amor intensa e realista.

Nome Original: Azul é a Cor Mais Quente
Autor: Julie Maroh
Editora: Martins Fontes
Gênero: Romance
Ano: 2013
Número de Páginas: 160

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar