Dilili em Paris, animação francesa com temas importantes

Em Dilili em Paris, a menina Dilili, uma garota Kanak, investiga uma série de desaparecimentos de jovens garotas que assola a Paris da Belle Epoque. A menina conta com a ajuda de um entregador e de diversas pessoas misteriosas que aparecem para ajudá-la.

Embora a animação se foque em uma trama de mistério e investigação, o racismo é um dos assuntos que despontam no filme. Dilili é uma menina Kanak, negra, que não parece fazer parte de Paris. Ela é constantemente questionada sobre sua nacionalidade e sobre o seu tom de pele. Em muitos momentos, outras crianças perguntam se ela sabe falar francês.

O filme Dilili em Paris se passa na Belle Epoque
O filme se passa na Belle Epoque

O interessante do filme é que em todos os momentos Dilili responde às pessoas de uma maneira que deixa claro que ela mesma não faz esse tipo de questionamento, mesmo que eles sejam esfregados na sua cara o tempo todo. Quando uma das crianças pergunta se ela sabe falar francês, por exemplo, ela responde “aparentemente, falo melhor do que você”. É interessante que o filme escolha falar sobre racismo de maneira quase sutil e que tenha uma protagonista forte o suficiente, nem que seja em função da sua inocência, para enfrentar esse racismo quase com a mesma sutileza.

Dilili em Paris e a representação feminina

O filme também tem uma forte representação feminina, uma vez que sua protagonista é uma menina negra e que a trama circula em volta de uma investigação do sumiço de outras jovens mulheres. Essa trama facilmente poderia fazer parte de mais um filme de suspense que usa o sumiço ou a morte de mulheres para justificar as mudanças no comportamento dos protagonistas masculinos, mas esse claramente não é o ponto aqui.

Varias personalidades ajudam Dilili na sua investigação
Varias personalidades ajudam Dilili na sua investigação

Primeiro porque o filme é voltado para o público infantil e juvenil, segundo porque o filme usa desse artifício para falar de outras mulheres importantes que podem ser modelos para as jovens que assistem ao filme.

Personagens como Marie Curie, Camille Claudel, Colette, Picasso, Toulouse-Lautrec, Santos Dumont, Marcel Proust e Émile Zola são algumas das pessoas que ajudam Dilili na sua investigação. É dessa maneira que Dilili em Paris apresenta não só mulheres, mas diversos personagens históricos que merecem ser conhecidos. Quando isso acontece através de um filme divertido e interessante, é melhor ainda.

Dilili e seu amigo
Dilili e seu amigo

Aspectos técnicos

Sendo um filme voltado para o público infantil, Dilili em Paris tem uma trama até um pouco pesada, uma vez que envolve jovens sendo sequestradas de maneira misteriosa, argumento que facilmente poderia se encaixar em um filme de suspense ou noir. Embora o filme não siga essa linha até o final, a investigação é mais simplificada. Dessa forma, mesmo o sequestro não é retratado de uma maneira pesada ou violenta. As duas questões na trama servem apenas para ressaltar outros aspectos do filme.

Também é curioso notar que Dilili em Paris não segue os padrões das animações dos dias de hoje. Seus traços lembram mais animações antigas como Kiriku e a Feiticeira, do que animações mais recentes como Como Treinar seu Dragão ou Frozen. Talvez porque a ideia por trás do filme seja dar mais atenção à trama e aos valores que ela quer passar, do que à sua parte técnica.

A protagonista de Dilili em Paris
A protagonista

Por último, Dilili em Paris é um filme com bastante representação, tanto negra, quanto feminina e que através de uma história que vai chamar a atenção das crianças, e por que não, dos seus pais, fala sobre preconceito, machismo e sobre como devemos aceitar e abraçar as nossas diferenças.

O filme entra em cartaz no dia 13 de fevereiro.

Dilili em Paris

Nome Original: Dilili à Paris
Direção: Michel Ocelot
Elenco: Vozes de Prunelle Charles-Ambron, Enzo Ratsito, Natalie Dessay
Gênero: Animação, Família
Produtora: Nord-Ouest Films
Distribuidora: Imovision
Ano de Lançamento: 2018
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar