Dota: Dragon’s Blood – Uma narrativa robusta e cativante

Uma dark-fantasy populada por personagens interessantíssimos

O Studio Mir (de “Kipo e os Animonstros” e “Voltron: O Defensor Lendário“) acerta a mão novamente — principalmente na parte técnica — ao produzir esse anime que adapta o game DOTA 2. Mas não se preocupe, se você, como eu, nunca jogou, não ficará boiando.

Aqui temos de tudo um pouco. Cavaleiros de dragões caçando várias espécies dessa criatura fantástica, um antigo demônio querendo retornar, uma deusa que exige amor demais em seus objetivos ególatras, uma princesa arqueira bastante obstinada e uma comunidade élfica que sofre nos novos tempos.

Dota: Dragon's Blood

Dota: Dragon’s Blood

Visualmente impecável, a produção adulta de Dota (com muito palavrão e tripas voando) certamente consegue entregar uma história envolvente de redenção, luto e obsessões. E, mesmo caminhando nos entornos dos clichês, os evita com novidades da própria narrativa improvável, com diversos personagens cativantes.

E justamente eles, os personagens, de tão bem desenvolvidos que são, é que acabam por arrebatar o espectador para essa série deliciosa em 8 episódios. Sendo assim, um desbunde para amantes da fantasia. O anime de ação está disponível no catálogo da Netflix.

DOTA: Dragon’s Blood | Trailer oficial | Netflix

Dota: Dragon's Blood (1ª temporada)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar