Imagem e Palavra, novo filme de Jean-Luc Godard

No seu novo filme, Imagem e Palavra, Jean-Luc Godard usa de imagens e edição para refletir sobre o cinema, sem deixar de fora aspectos políticos e sociais.

Cinema

Godard sempre foi interessado no cinema de uma maneira geral, mas em Imagem e Palavra, ele vai mais fundo nisso. O diretor usa de imagens de diversos filmes para, dessa maneira, falar sobre a arte do cinema.

São usados diversos filmes, entre eles Um Cão Andaluz, de Luis Buñuel e O Pequeno Soldado, do próprio Godard. Assistimos cenas e diálogos que não batem, que nem sempre estão sincronizados.

Cena do filme Imagem e Palavra
Cena do filme Imagem e Palavra

Além disso, em diversos momentos, parece que estamos, de fato, acompanhando a montagem de um filme. Embora muitas das cenas pareçam não fazer sentido, as imagens que aparecem tem ligação entre elas. Assistir Imagem e Palavra é como assistir a edição de um filme.

Aspectos políticos

Como é comum nas obras de Godard, Imagem e Palavra também traz aspectos políticos. O diretor fala sobre desigualdade social e sobre os conflitos no mundo árabe.

O filme mostra cenas de vários outros filmes
O filme mostra cenas de vários outros filmes

Tudo isso, assim como o filme inteiro, é passado de maneira não muito clara e nem sempre compreensível. Na realidade, tudo no filme é uma grande interpretação.

É possível entender o que Godard quer dizer com seu filme, mas Imagem e Palavra tem alguns problemas. O primeiro deles é o fato de ser extremante hermético e, consequentemente, não para todos os públicos. Essa sensação fica ainda maior porque algumas das coisas que são faladas não recebem legenda, a pedido do próprio diretor.

Quem está acostumado com filmes hollywoodianos e mais dentro dos padrões, certamente não vai gostar deste. Provavelmente essa era a intenção de Godard quando fez o filme, mas até que limite é razoável fazer um filme que pouquíssimas pessoas vão apreciar ou mesmo entender?

O filme de Godard é um pouco hermético
O filme de Godard é um pouco hermético

Aspectos técnicos de Imagem e Palavra

É muito difícil analisar os aspectos técnicos de Godard, porque todas as imagens do filme são de outros filmes, e, portanto não são de sua autoria. Pode-se analisar a maneira como o diretor uniu as imagens e ele de fato o faz de uma maneira interessante, mas também cansativa.

Imagem e Palavra começa intrigante, mas como repete muitas de suas técnicas, acaba se tornando parado e por isso, é difícil manter a atenção do espectador durante 1h34.

A impressão que passa é que, embora Godard tenha o costume de fazer filmes nesse estilo e que nem sempre são compreensíveis a todos os públicos, é que em Imagem e Palavra o diretor se apoiou no fato de ter um nome grande no cinema e por isso fez um filme que só tem sentido completo para ele.

Parece que estamos acompanhando a edição de um filme
Parece que estamos acompanhando a edição de um filme

Talvez Imagem e Palavra agrade os fãs de Godard que gostam dos seus filmes mais recentes, mas com certeza vai decepcionar o público que espera um filme do diretor como os da década de 60.

O Retorno do Herói, comédia francesa de época com ares modernos

Imagem e Palavra

Nome Original: Le livre d'image
Direção: Jean-Luc Godard
Elenco: Jean-Luc Godard, Dimitri Basil, Buster Keaton
Gênero: Drama
Produtora: Casa Azul Films
Distribuidora: Imovision
Ano de Lançamento: 2018
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar