Um Funeral em Família, um longo episódio de sitcom

Em Um Funeral em Família, uma alegre reunião de família se transforma em um pesadelo hilário quando Madea e sua equipe viajam para a Geórgia e planejam inesperadamente um funeral, que ameaça revelar sórdidos segredos de família.

Desde a estreia do filme Star Wars – A Ameaça Fantasma, o personagem Jar Jar Binks tem figurado entre os primeiros lugares em listas e pesquisas de qual o pior (ou mais odiado) personagem de todos os tempos. Não é difícil entender porque uma figura como Jar Jar Binks despertou e ainda desperta tanta aversão entre as audiências gerais. Ele representa tudo o que há de errado em se fazer uma tentativa de humor. O personagem é sintoma de uma má compreensão fundamental de como funciona o papel de um alívio cômico. Nada mais é do que o catalisador do humor natural presente em cada situação de um filme (ainda que esta não seja inerentemente cômica) ao invés de ser ele mesmo a fonte das piadas – daí a definição alívio cômico.

Felizmente, para a franquia Star Wars, esta não pertence ao gênero comédia e, portanto, não seria um humor preguiçoso o responsável por destruir a trilogia pregressa (foram outros fatores). O mesmo não se pode dizer deste Um Funeral em Família, que se pretende ser uma comédia de situações. Mas sem entender direito como funciona uma comédia de situações ou mesmo uma comédia.

Tyler Perry em Um Funeral em Família
Tyler Perry em Um Funeral em Família

A trama

No enredo principal temos a morte do patriarca Anthony (Derek Morgan). Este faleceu durante uma sessão de sufocamento erótico (!) enquanto traía a esposa com a amiga da família Reneé (Quin Walters). Isso no mesmo hotel onde seu filho A.J. (Courtney Burrell) transava com a noiva (Aeriél Miranda) de seu irmão mais novo Jessie (Rome Flynn).

Seu funeral, o mote da trama, será encoberto de segredos familiares esperando o momento de vir à tona. E só então, encarregado do “humor” do filme, vem o grupo de idosos. Madea (Tyler Perry), Hattie (Patrice Lovely), Bam (Cassi Davis), Joe (também Tyler Perry) e Heathrow (Tyler Perry… de novo). Sua função é interromper o enredo para bicarem entre si em longos hiatos nos quais despejam piadas envolvendo putas, drogas e qualquer coisa escatológica, que fariam um aluno de quinta série rolar os olhos com seu teor altamente infantil e chulo.

Removendo estes personagens, não apenas o enredo principal funcionaria sem quaisquer mudanças, como também o filme deixaria de ser uma comédia em qualquer acepção. Tornaria-se o mais puro novelão. O que já se pode ser dito de todas as cenas nas quais os idosos não se encontram presentes.

As idosas de Um Funeral em Família
As idosas

Um Funeral em Família

Não só o humor dos cinco personagens é completamente rudimentar, como estes também são figuras azucrinantes, trazendo o trio de idosas bicadeiras em Bam, Hattie e Madea, — esta última interpretada pelo diretor Tyler Perry a lá Vovo… zona, vestido de mulher. Este parece acreditar que o ápice da comédia é largar o falsete de vez em quando e usar sua voz natural de homem. Além disso, há o arquétipo batido dos filmes besteirol do “velhinho depravado”, do qual Perry parece gostar tanto que o aplicou não só a um, mas a dois personagens, Joe e Heathrow. Eles têm basicamente a mesma personalidade. O diferencial é que Heathrow é paraplégico e pode acrescentar piadas de deficiente ao repertório putas-drogas-pinto.

O filme não é apenas medíocre em roteiro como também em cinematografia, parecendo um longo e extenuante episódio de sitcom. Abre-se o filme com um shot sem-graça de um carro estacionando em frente a uma casa. Nem mesmo a inserção de uma sequência genérica de estrada como introdução ao filme o diretor foi capaz de fazer. E fecha com uma tomada igualmente desinteressante. Demonstra enquadramentos esquemáticos, direção frouxa e uma trilha sonora que foi certamente tirada de algum arquivo de trilhas opensource. Ou seja,  um desastre.

Tolo, cansativo, e tão agradável quanto o som de unhas sobre um quadro-negro, este filme é certamente o Jar Jar Binks das comédias de 2019.

Funeral em Família

Nome Original: A Madea Family Funeral
Direção: Tyler Perry
Elenco: Tyler Perry, Cassi Davis, Patrice Lovely, Mike Tyson, Ciera Payton
Gênero: Comédia
Produtora: Tyler Perry Studios
Distribuidora: Paris Filmes
Ano de Lançamento: 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar