Loki – Como foi a 1ª temporada da série

Loki, o Deus da Trapaça, foi responsável por dar start na formação dos Vingadores lá em 2012, além de ter incluído o grande nêmeses da primeira fase (Thanos) muitos anos antes, portanto, faz muito sentido que uma variante desse anti-vilão agora “startasse” a fase 2 e apresentasse o próximo grande inimigo do MCU.

Com seis episódios, que facilmente poderiam serem resumidos a 4 (o primeiro não diz a que veio e o terceiro é completamente descartável), Loki é uma divertida série que brinca com todos os clichês e conceitos de viagem no tempo e multiverso, que já consumimos a rodo pela cultura pop.

Loki

Loki – 1ª temporada

Consciente disso, o showrunner Michael Waldron não esconde suas diversas referências e ainda expõe outros símbolos (do mundo real: como o navio militar USS Eldridge, o sequestrador de avião D.B. Cooper etc). Doctor Who talvez seja o principal homenageado por aqui, tanto no tom aventuresco, quanto na ficção científica proposta.

Além disso, evoca vários momentos de outros filmes da Marvel, diversos easter-eggs para os fãs mais fervorosos e muitas citações — que servem mais pontualmente, ainda que algumas possam realmente resvalar para a cronologia.

Cronologia essa que, agora, com o passo dado de brincar com várias versões de personagens e universos, não se tem mais volta. Os resultados veremos em Homem-Aranha 3: Sem Volta Para Casa e Doutor Estranho 2 – No Multiverso da Loucura, e até mesmo em Homem-Formiga e a Vespa 3: Quantumania, afinal.

Loki

E aqui começam os spoilers:

Kang, o Conquistador, do sempre ótimo Jonathan Majors, finalmente foi apresentado no último episódio. Ok, não sua versão vilanesca, mas uma variante mais moderada, que já adianta os horrores que estão para vir e mesmo assim, algumas decisões erradas são tomadas.

Vale ainda destacar os bons momentos de Tom Hiddleston no papel (mais à vontade do que nunca), Sophia Di Martino (uma grata surpresa), Owen Wilson (eternamente carismático), além de Gugu Mbatha-Raw e Wunmi Mosaku, que encontram um ponto de equilíbrio importante no meio de tanta informação, vaivém e loucura.

As regras do jogo são bem explicadas (ainda que complicadas demais ali, simples demais acolá), o valor de produção segue alto (assim como em WandaVision e Falcão e o Soldado Invernal), mas o roteiro, ciente de sua continuidade futura e importância maior para o estágio 4 do MCU, enrola bastante no meio do caminho, o que pode aborrecer os mais estafados.

Aos que sobreviverem até o final da jornada, terão vivido uma aventura curiosa, que serve mais para a construção do que virá, do que pela experiência em si e isso sim é bastante válido. O futuro é assustador e isso é ótimo. Veremos.

Loki | Marvel Studios | Conteúdo Exclusivo Legendado I Disney+

Nome Original: Loki
Elenco: Tom Hiddleston, Owen Wilson, Gugu Mbatha-Raw, Sophia Di Martino
Gênero: Ação, Aventura, Fantasia
Produtora: Marvel Studios
Disponível: Disney +
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar