Luta por Justiça, drama inspirado em uma história real

Filmes sobre o corredor da morte são quase um subgênero em Hollywood, desde os mais fantasiosos como À Espera de Um Milagre aos mais pés no chão como Os Últimos Passos de Um Homem. Todos eles costumam discutir o papel da pena capital como punição justa e se ela não seria apenas um desejo de vingança que tornaria o criminoso tão vítima quanto a própria vítima.

Luta por Justiça bate forte como um martelo nesse ponto, questionando a justiça americana e o tratamento dado principalmente aos negros e pobres perante a lei. Algo que também acontece nesse país tropical. Aqui, o discurso do Bandido Bom é Bandido Morto ganha força mais e mais na nossa política de segurança pública.

Luta por Justiça

Luta por Justiça

O longa acompanha a chegada do advogado recém formado Bryan Stevenson (Michael B. Jordan) ao Alabama, estado que ainda executa criminosos por meio da cadeira elétrica, e a criação do Equal Justice Initiative que busca ajudar criminosos condenados à pena de morte na revisão de processos e revisões de penas.

Um dos seus clientes é Walter McMillian (Jamie Foxx) acusado injustamente pelo assassinato de uma jovem branca de 18 anos durante uma tentativa de assalto. Durante o estudo do caso ele nota que todas as poucas provas contra Walter não se sustentariam em um julgamento justo. Além disso, todo o caso foi forjado em mentiras com o único propósito de por um fim à investigação. E como o bom povo racista do Alabama adora um negro fritando na cadeira, Walter McMillian é o bode expiatório perfeito.

Acompanhamos então a busca de Bryan e sua associada Eva Ansley (Brie Larson) pelas provas necessárias para a revisão do caso. Entretanto, essa não é uma tarefa fácil frente aos representantes da lei que veem Bryan como um negro metido do Norte.

Luta por Justiça

Mais uma história de preconceito

O mais impressionante de tudo é que essa história de intolerância, racismo e desigualdade é real e aconteceu no final dos anos 80, mas continua acontecendo ainda hoje nos estados do sul dos EUA, nas ruas das periferias aqui no Brasil e onde exista alguém pobre e negro no mundo.

Michael B. Jordan e Jamie Foxx estão excelentes no filme. Jordan mostra um ar obstinado que vai desmoronando frente aos nossos olhos de forma dolorosa e Foxx brilha mostrando a dor e aceitação de alguém que é inocente mas não tem mais esperança. A direção de Destin Cretton se mostra correta na maior parte do filme mas pesa a mão em algumas cenas que buscam causar lágrimas na plateia, e o som de soluços durante a sessão mostra que o plano deu certo.

Luta por Justiça é um bom filme, causa reflexão e deveria ser visto por muita gente que acha que o Brasil seria muito melhor se a pena de morte fosse implantada, mas esse tipo de gente apenas vai achar que esse é mais um filme que Apoia o Direitos Humanos do Bandido.

“Olho por Olho e o mundo acabará cego” – Mahatma Gandhi

Luta por Justiça estreia nos cinemas dia 20 de fevereiro.

Luta por Justiça

Nome Original: Just Mercy
Direção: Destin Daniel Cretton
Elenco: Jamie Foxx, Charlie Pye Jr., Michael Harding, Michael B. Jordan
Gênero: Drama
Produtora: Warner Bros. Pictures
Distribuidora: Warner Bros. Pictures
Ano de Lançamento: 2019
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar