Mitologia Nórdica, por Neil Gaiman

As lendas nórdicas sempre tiveram uma forte influência no universo de Neil Gaiman. Assim, em Mitologia Nórdica, o multipremiado autor regressou às suas fontes para criar quinze contos relacionados com a grande saga dos deuses escandinavos, que inspiraram a sua obra-prima Deuses Americanos. Da gênese do mundo ao crepúsculo dos deuses e à era dos homens, eles readquirem vida. Odin, o mais poderoso dos deuses, sábio, corajoso e astuto; Thor, seu filho, incrivelmente forte, mas turbulento; Loki, filho de um gigante e irmão de Odin, ardiloso e manipulador…

Orgulhosas, impulsivas e arrebatadoras, estas divindades míticas transmitem-nos a sua apaixonante – e muito humana – história.

Pelas palavras de um mestre, Mitologia Nórdica

Certamente os 15 contos do livro já são conhecidos do público. Mas em Mitologia Nórdica, Neil traz essas histórias para uma linguagem mais atual e de fácil compreensão. Então mesmo que você se pegue com preguiça, pode dar uma chance ao livro, pois é de uma leitura tranquila e muitas vezes engraçada.

Eu nunca imaginei que ia curtir ler algo sobre deuses. Não ligo nada pra Thor, Odin, etc, mas quando comecei a ler, me deparei rindo e achando tudo muito divertido. O autor vai até a fonte dos mitos para criar sua própria versão, com o inconfundível estilo sagaz e inteligente que permeia toda a sua obra.

Uma ilustração muito bonita de Yggdrasil e os nove reinos
Uma ilustração muito bonita de Yggdrasil e os nove reinos

Os contos

O livro começa com o surgimento dos nove mundos, escuridão, luz, rios e a árvore da vida, Yggdrasil. Logo descobrimos como foi criado o martelo de Thor, chamado de Mjolnir, pelos anões Sindri e Brokk. Na verdade, eles só criaram este martelo e outros presentes para os deuses por conta de uma aposta com Loki, que se mostra sempre manipulador e cheio de cartas na manga. Mas é claro que às vezes ele se dá mal.

E quando o martelo é roubado e a solução é Thor se disfarçar de mulher? Essa história é ótima! Sempre se metendo com gigantes e sendo encrencado por Loki, os deuses conseguem sair das enrascadas do deus da trapaça com as melhores estratégias.

Confira aqui mais uma resenha de livro por Veri Luna

Além disso, há também muitas mortes, ressurreições, deuses se transformando em animais e lutas. Imaginem que incrível transformar um monte de cuspidas de deuses em um homem? Ou poder comer uma maçã e ter juventude eterna? Muitas dessas histórias tentam explicar a origem de fenômenos do mundo, como a sua criação (Antes do Princípio e o Que Veio Depois); terremotos (Os Últimos Dias de Loki); o dom da poesia (O Hidromel da Poesia); o formato dos salmões (Loki disfarçado) e a origem das marés (Thor bebendo cerveja do chifre de um gigante).

Infelizmente, as mulheres são retratadas de forma bem inferior aos homens. Mesmo as deusas, têm a incrível capacidade de se deixar enganar facilmente. Mas uma coisa é certa, sem elas esses homens não seriam nada.

O autor e sua obra
O autor e sua obra

Neil Gaiman é um escritor bem famoso pelo mundo. Ele que escreveu Sandman, Stardust, O Oceano no Fim do Caminho e algumas de suas obras também viraram filmes e séries. Então, como essas histórias foram transmitidas oralmente pelo povo, não teria mesmo como ser fiel às suas versões originais. Mas Gaiman explica que tentou ser o mais fiel possível, acrescentando detalhes para enriquecer essas histórias já tão famosas. É uma ótima oportunidade para aqueles que, assim como eu, não conhecem nada do assunto e podem se surpreender positivamente!

Mitologia Nórdica

Nome Original: Mitologia Nórdica
Autor: Neil Gaiman
Editora: Intrínseca
Gênero: Mitologia, Literatura Fantástica
Ano: 2017
Número de Páginas: 288

Veri Luna

Veri Luna é fotógrafa, videomaker, formada em pedagogia e audiovisual, ama cinema, livros, comida e gatos.

Matérias Relacionadas

Close