Não Olhe para Cima

Você já viu duas dúzias de filmes sobre o fim do mundo, mas o que Adam McKay propõe aqui é uma clara metáfora sobre o negacionismo, trazendo aplicativos inúteis, políticos canalhas, empresários charlatões e uma sociedade polarizada para a conta. Mesmo que alguns longas recentes tenham tentado falar sobre os tempos de pandemia, nenhum foi tão efetivo na mensagem como essa produção, justamente quando ela troca a Covid por um cometa, e essa abstração parece atingir o público em cheio.

Com atuações extremamente caricatas de um elenco que se diverte em ação — Leonardo DiCaprio, Jennifer Lawrence, Cate Blanchett, Jonah Hill, Meryl Streep e outros estão ótimos, mas nada supera o cinismo nojento do grande Mark Rylance – , Não Olhe para Cima consegue tirar risos e lágrimas (de desespero) ao mesmo tempo que usa de um discurso tão óbvio quanto qualquer tweet para, de certa maneira, lamentar da passividade com que todos nós (e os que estão no controle) lidaram com essa situação.

Significativo e relevante (mesmo daqui muitos anos), o filme que pede para que você não olhe para cima (ou não fique em casa, ou não use máscara, ou não se vacine), está claramente dizendo o oposto. Olhe. Assista. Vai te dizer algo também.

Não Olhe para Cima | Trailer oficial | Netflix

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar