O Anjo, a cinebiografia do maior serial killer argentino

Inspirado em uma história real, O Anjo conta a história de Carlitos (Lorenzo Ferro), um garoto com a aparência angelical que realizava roubos e assassinatos junto com seu amigo e parceiro Ramón (Chino Darín).

Uma história impressionante

Um dos pontos que salta aos olhos em O Anjo é a história de Carlitos. O que acompanhamos no filme é um rapaz jovem e bonito, que rouba por diversão e eventualmente acaba matando.

Geralmente Carlitos se safa do que faz justamente porque tem uma aparência angelical e porque ninguém nunca desconfia dele. Sua mãe (Cecilia Roth) pergunta com frequência onde ele conseguiu as coisas que roubou, mas Carlitos sempre responde que pegou emprestado de um amigo e ela nunca questiona.

Lorenzo Ferro como Carlitos em O Anjo
Lorenzo Ferro como Carlitos

A sensação de que a história é incrível aumenta quando descobrimos que o longa é de fato inspirado em uma pessoa real.

Carlitos e Ramón

Carlitos rouba sempre por diversão, já que não precisa de dinheiro, mas quando conhece Ramón e sua família, que vive de roubos, ele resolve “trabalhar” com eles. O fato de Carlitos se sentir atraído por Ramón, então, faz com que ele passe a fazer coisas para impressionar o rapaz.

A partir daí, O Anjo se torna um filme meio no estilo de Bonnie e Clyde, com Carlitos e Ramón cometendo diversos crimes, enquanto viajam pela Argentina.

Carlitos e Ramón ensinam as gêmeas Marisol e Magdalena a atirar
Carlitos e Ramón ensinam as gêmeas Marisol e Magdalena a atirar

O filme tem uma maneira muito interessante de retratar a sexualidade de seus personagens, ele nunca deixa claro se eles são heterossexuais, bissexuais ou gays. Todos eles são mostrados com uma sexualidade bem fluida.

Carlitos, por exemplo, tem uma namorada (Malena Villa), mas se sente claramente atraído por Ramón. Esse, por sua vez, parece desprezar os homens que se sentem atraídos por ele, inclusive Carlitos, mas não tem problema em manter relações com um homem mais velho.

Aspectos técnicos de O Anjo

O filme retrata fatos reais e, por isso, é natural que seja semelhante à realidade. Lorenzo Ferro é, de fato, muito parecido com o Carlos Eduardo Robledo Puch verdadeiro e também é notável o cuidado que a produção teve em relação à caracterização dos personagens. O filme se passa nos anos 70 e isso pode ser visto nos figurinos e objetos que aparecem em cena.

O Anjo é inspirado em uma história real
O Anjo é inspirado em uma história real

A trilha sonora também é outro ponto interessante do filme. É composta de diversas músicas em espanhol, inclusive uma versão de The House Of Rising Sun, e diferentemente do tema do filme, a trilha sonora é alegre e divertida.

O Anjo de uma maneira geral, é um filme divertido, embora ele trate de uma história real e bem pesada.

O verdadeiro Carlos Eduardo Robledo Puch
O verdadeiro Carlos Eduardo Robledo Puch

O fato do filme ser bem colorido, repleto de cores fortes também ajuda a aumentar essa impressão. A fotografia é bem diferente, mostra ângulos inusitados, e planos bem abertos.

O Anjo retrata uma história real que é absurda e incrível ao mesmo tempo. Mesmo assim, o filme é divertido e prende a atenção. O Anjo entra em cartaz no dia 18 de abril.

Leia aqui sobre outra produção de Pedro Almodóvar: O Silêncio dos Outros

O Anjo

Nome Original: El Ángel
Direção: Luis Ortega
Elenco: Lorenzo Ferro, Cecilia Roth, Luis Gnecco, Malena Villa, Mercedes Morán
Gênero: Biografia, Crime, Drama
Produtora: El Deseo
Distribuidora: Pagu Pictures
Ano de Lançamento: 2018
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar