Os Pássaros, um clássico de Hitchcock

Não tem nada mais assustador do que não ter controle

Melanie Daniels (Tippi Hendren) está em uma loja de pássaros, quando Mitch Brenner (Rod Taylor) entra. Ela resolve fingir que é atendente, e ajudar Mitch. Enquanto isso ele procura um casal de passarinhos para dar de presente para sua irmã mais nova (Veronica Cartwrigh).

Depois de uma busca sem sucesso, Mitch vai embora. Então Melanie resolve comprar os passarinhos, pegar o endereço de Mitch e levar o presente para a menina. Quando ela chega à pequena cidade de Bodega Bay, ela percebe que coisas estranhas estão acontecendo por lá. Pássaros começaram a atacar humanos, sem nenhum motivo aparente.

Os Pássaros é um filme de 1963, dirigido por Alfred Hitchcock, e livremente inspirado no conto de Daphne du Maurier. O roteiro foi escrito por Evan Hunter e apenas usa o nome do conto e a ideia dos pássaros atacando pessoas de du Maurier.

Tippi Hedren e Rod Taylor em cena do filme
Tippi Hedren e Rod Taylor em cena do filme

A vontade de fazer o filme de Hitchcock surgiu devido a um acontecimento na cidade de Capitola, em 1961. Quando moradores acordaram com gaivotas batendo contra suas casas e diversos pássaros mortos na rua. Estudos atuais dizem que as aves teriam morrido por envenenamento.

Os pássaros

Hitchcock é famoso por seus filmes de suspense e, claro que Os Pássaros não foge do gênero. Mas ele é um filme um tanto quanto diferente dos outros filmes do diretor, já que ele utiliza de elementos não humanos para nos aterrorizar.

A maioria dos filmes de Hitchcock contam histórias de suspense onde os culpados são humanos. Mas isso não é o que acontece em Os Pássaros. Os vilões do filme são os pássaros, ou em um sentido mais amplo, a natureza.

Os pássaros começam a atacar inexplicavelmente
Os pássaros começam a atacar inexplicavelmente

Existe algo extremamente assustador em uma coisa que a raça humana não pode controlar e a maior dessas coisas é com certeza, a natureza. Quando se tem um vilão humano, pode-se descobrir quem é essa pessoa e quais motivos ela teve para fazer o que fez. E depois, interromper seus planos. Mas como se resolve essa situação quando o responsável é a natureza? A natureza é certamente mais forte do que qualquer pessoa.

Os personagens do filme não conseguem pensar em nenhuma explicação lógica para o ataque dos pássaros. O espectador também não. Sem saber o motivo daquilo, é muito difícil combater e parar o que está acontecendo.

O que o filme nos apresenta é uma situação, potencialmente mortal, que está completamente fora do controle dos personagens e não há nada pior do que a sensação de não ter controle sobre algo.

Mitch e Melanie
Mitch e Melanie

Bodega Bay

Certamente existem diversas interpretações para Os Pássaros, mas a mais interessante gira em torno da cidadezinha de Bodega Bay.

Quando Melanie, uma moça sofisticada da cidade grande, chega à cidade, obviamente interessada em Mitch, ela é discretamente rechaçada pelos moradores, que não gostam de forasteiros. Além do mais, ela é o exato oposto de todos lá, especialmente da ex-namorada de Mitch, Annie (Suzanne Pleshette), que até sugere a possibilidade de que Melanie seja a responsável pelo ataque dos pássaros.

Este filme também é um conto sobre uma mulher, extremamente avançada para a época, e portanto, diferente, em diversos sentidos, das outras. Esta chega a uma cidade pequena e realmente, Melanie aparece tão inesperadamente quanto os pássaros que começam a atacar as pessoas.

Melanie e os Brenner
Melanie e os Brenner

Além disso, parece que todos os personagens do filme tem pequenos defeitos de personalidade que precisam ser corrigidos. Defeitos que tornam cada um deles um pouco irritantes.

Melanie é uma socialite entediada que se diverte pregando peças nos outros. Mitch é um advogado garanhão. Annie, uma professora que vive com pena de si mesma e a mãe de Mitch, Lydia (Jessica Tandy) é extremamente super protetora e sufoca o filho. É até um pouco difícil simpatizar com qualquer um dos personagens do filme. Por isso, o espectador não fica extremamente chocado com o ataque dos pássaros. Passamos a ver aqueles personagens da mesma maneira que os pássaros os vêem.

Suspense

O suspense que ronda o filme é enorme. É impossível assistir Os Pássaros sem sentir aflição, agonia ou ansiedade. Hitchcock segura o espectador do começo ao fim do filme.

Melanie é uma estranha na pequena cidade de Bodega Bay
Melanie é uma estranha na pequena cidade de Bodega Bay

Um dos principais motivos para que isso aconteça é que o diretor nos dá pouquíssimas respostas e muita ação. Boa parte da graça do filme são as teorias que o espectador vai criando enquanto assiste ao longa. Poucas pistas nos são dadas, e nesse sentido, nos sentimos quase como os personagens do filme, que não tem a menor ideia do que está acontecendo na cidade.

O filme é repleto de cenas verdadeiramente assustadoras, como os pássaros batendo no teto da casa dos Brenner; ou as aves carregando as crianças na saída da escola. Uma das cenas mais aflitivas do filme é com certeza, a que Melanie fica presa com diversos pássaros em um quarto escuro, que foi filmada sem dublês e com pássaros de verdade, de fato atacando Tippi Hendren.

O filme é repleto de suspense
O filme é repleto de suspense

Os Pássaros foi filmado há mais de 50 anos. Por isso, os efeitos especiais são bem precários para os dias de hoje. Para os fissurados por efeitos e que estão acostumados apenas com lançamentos, Os Pássaros pode soar como um filme de comédia, mas os efeitos são meros detalhes quando se assiste ao filme pensando na história e no suspense que Hitchcock é capaz de colocar em cada segundo.

Um clássico do cinema mundial, Os Pássaros é um filme assustador, capaz de deixar o espectador com os olhos grudados na tela durante as suas duas horas de duração.

Tags

Fernanda Cavalcanti

Formada em cinema, apaixonada por literatura, divide seu tempo livre entre ler, escrever e dançar. Gosta especialmente de terror, mas lê/assiste de tudo. Também escreve para o blog Além da Toca do Coelho.

Matérias Relacionadas

Close