Os Smurfs e a Vila Perdida

A primeira pergunta que vocês devem estar fazendo é “por que diabos vamos falar sobre os Smurfs em uma coluna mais voltada para hermetismo nos filmes?”. A resposta é que este é um dos desenhos mais bacanas sobre questionamentos como “Verdadeira Vontade” e “Função no mundo” que já apareceram por aqui recentemente.

Na história, um Mapa observado no castelo de Gargamel durante uma das aventuras faz com que a Smurfette, Smurf Robusto, Gênio e Desastrado tenham de se unir para uma jornada dentro da “Floresta Proibida” seguindo a cartilha da Jornada do Herói.

Temos então os quatro elementos representados na jornada: Robusto é a Terra, a força, virilidade e um pouco de burrice e teimosia, qualidades tanto positivas quanto negativas do elemento Terra; a Smurfette é a parte emotiva do grupo, a água; o Desastrado representa os pontos positivos e negativos do elemento Ar… facilmente distraído e curioso, mas possuidor de uma sorte incrível; e o Gênio, representando toda a parte mental do Fogo, cheio de vontade mas faltando a parte prática da coisa.

Aos poucos, são arremessados para dentro de um mundo desconhecido e fantástico da “Floresta Proibida” em busca de uma “Vila Perdida” de novos Smurfs, e tudo isso com o Gargamel, Cruel e o Abutre em sua alçada.

Vale uma sessão da tarde, principalmente se você possui filhos pequenos.

Os Smurfs e a Vila Perdida

Título Original: Smurfs: The Lost Village

Ano de Lançamento: 2017

Gênero: Animação, Aventura, Comédia

Vozes: Demi Lovato, Rainn Wilson, Joe Manganiello

Direção: Kelly Asbury

Tags

Marcelo Del Debbio

Antediluviano da cultura nerd; colunista da antiga Dragão Brasil, Sedentário e Hiperativo, Sobrecarga e Teoria da Conspiração. Autor de mais de 60 titulos de RPG, Hermetismo e Alquimia. Illuminati nas horas vagas.

Matérias Relacionadas

Close