Retablo, um filme peruano de formação

Retablo conta a história de Segundo Paucar (Junior Bejar) e seu pai Noé (Amiel Cayo), que fabricam e vendem caixas de brinquedos. Noé é especialista no assunto e Segundo quer aprender o máximo possível com seu pai. Durante uma viagem, Segundo descobre um segredo do pai que muda sua visão de mundo, e a partir daí, ele precisa lidar com as consequências do que viu.

Retablo se foca bastante no talento e na profissão de Noé, por isso o acompanhamos junto a Segundo fabricando diversas caixas de brinquedos, que são de fato, muito bonitas. O filme não se preocupa apenas em mostrar as caixas já prontas, mas também como elas são feitas, nos mínimos detalhes, o que é extremamente interessante.

Noé e Segundo em Retablo
Noé e Segundo

Dessa maneira, Retablo, nos coloca dentro desse ofício tão distante, mas tão maravilhoso e mostra aos espectadores os detalhes dessa profissão.

Retablo e a relação de pai e filho

Mas o ponto mais importante do filme é, sem dúvida, a relação entre Segundo e Noé. Segundo acompanha o pai em todos os lugares, seja enquanto ele trabalha, seja quando ele entrega seus trabalhos. O menino também parece mais do que disposto a aprender o ofício do pai.

O filme explora a relação entre pai e filho
O filme explora a relação entre pai e filho

Segundo admira muito seu pai, mas tudo muda quando ele o testemunha em um momento diferente, que muda a visão que ele tem do homem. Segundo então, precisa lidar com o que viu e com a opinião que agora tem, sobre o pai.

Retablo é, à sua maneira, uma história de formação, uma vez que acompanha o crescimento de Segundo. E mais do que isso, a mudança de pensamento em relação aos nossos pais ou às pessoas que nos criaram. Ou seja, Segundo vê seu pai pela primeira vez não como um herói idealizado, mas como uma pessoa real.

Aspectos técnicos

O filme é simples, mas tem uma trama um pouco intrincada, especialmente quando apresenta os segredos que Noé guarda e que modificam a visão de Segundo. No entanto, existe uma preocupação bem grande de apresentar o oficio de Noé e Segundo ao público, o que é ótimo e nos coloca dentro da trama. A paisagem escolhida, árida, deserta e com poucos recursos, também diz muito sobre a trama e os personagens. Sendo assim, complementa o filme.

A fotografia de Retablo é escura
A fotografia é escura

Um ponto interessante da fotografia e das cores do filme é que tudo é muito escuro. Em alguns momentos parece que as cores foram até apagadas, em um contraponto direto com as cores das caixas de brinquedo que Segundo e seu pai montam com tanto afinco. Portanto, seria como se o diretor quisesse dizer que as cores existem apenas nas caixas, que na vida real as coisas são um pouco mais difíceis.

A atuação de Junior Bejar, que interpreta Segundo, chama muito a atenção. Segundo começa quase como um coadjuvante, que acompanha bem de perto as ações do pai, mas logo percebemos que, na verdade, Retablo quer falar sobre a vida do menino e o que o espectador vê pelos olhos de Segundo.

O pai ensina o oficio ao filho
O pai ensina o oficio ao filho

O personagem então, vai ganhando cada vez mais importância, conforme ele vai crescendo e se tornando um adulto.

Retablo é um filme delicado e melancólico, mas também bonito, que fala sobre as verdades da vida e as dificuldades de crescer. O filme entra em cartaz no dia 7 de novembro.

Retablo

Nome Original: Retablo
Direção: Álvaro Delgado-Aparicio
Elenco: Junior Bejar, Amiel Cayo, Magaly Solier, Juan Ubaldo Huamán, Claudia Solís
Gênero: Drama
Produtora: Siri Producciones
Distribuidora: Arteplex Filmes
Ano de Lançamento: 2017
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar