Ricki and the Flash: De Volta pra Casa

Comédia musical que aborda temas sérios

Ricki (Meryl Streep) toca com sua banda The Flash em um pequeno bar. Ela sempre quis ser uma estrela do rock e, por isso, deixou sua família de lado.

Atualmente, ela quase não tem mais contato com seus filhos, Julie (Mamie Gummer), Joshua (Sebastian Stan) e Adam (Nick Westrate), até que seu ex-marido, Pete (Kevin Kline) reaparece e pede sua ajuda, pois a filha dos dois está com depressão depois de se divorciar.

Ricki, então, precisa se reaproximar de seus filhos e finalmente conhecê-los.

Meryl Streep como Ricki em Ricki and the Flash
Meryl Streep como Ricki

Carreira X família

Ricki and the Flash: De Volta pra Casa é uma comédia, mas aborda assuntos sérios, mesmo que os trate de maneira divertida. Um desses assuntos é a escolha que as mulheres, eventualmente, parecem obrigadas a fazer, entre ter uma família ou uma carreira.

Ricki sempre sonhou em ser uma estrela do rock e, por isso, formou uma banda, mas ela também se casou e teve três filhos. A carreira no rock e a criação dos filhos não parecem combinar de maneira nenhuma, por isso, Ricki teve que fazer a sua escolha e, sem conseguir abandonar a música, acabou divorciada e não manteve muita relação com seus filhos.

Ela não parece se arrepender disso e, quando o filme começa, ela é uma mulher de mais de 50 anos que ainda toca com sua banda em um bar e que não fala com seus filhos, agora adultos, há muito tempo.

Ricki teve que escolher entre a carreira e a família
Ricki teve que escolher entre a carreira e a família

O interessante é o fato do filme não julgar sua protagonista. Mesmo que o tema central do longa seja justamente a volta de Ricki ao convívio com os filhos, fica implícito, especialmente com o tempo, que ela gostaria de ter passado mais tempo com eles, mas que ela também queria uma carreira e ela não era feliz sendo apenas mãe e esposa.

A família

A família, no entanto, é o grande tema de Ricki and the Flash. Quando conhecemos a protagonista, ela é uma mulher independente, que ainda é apaixonada por música, tira pouco dinheiro de seu trabalho, mas mesmo assim, o ama. É muito difícil enxergar Ricki como uma dona de casa, uma esposa tradicional ou como a mãe de três filhos que ela é.

Ela não parece sequer pensar em abandonar a vida que tem, mas é Julie, sua filha, que faz com que ela resolva, pelo menos tentar, se reconectar com os filhos. Pete, o ex-marido, entra em contato com ela para informar que Julie está deprimida e até tentou se suicidar depois que descobriu que seu marido a traiu e se divorciou.

Ricki e a filha, Julie
Ricki e a filha, Julie

Ricki então, resolve retomar o contato com a filha e, ao mesmo tempo, com os dois filhos, que ela mal conhece. É assim que ela descobre que Joshua está noivo e que Adam é gay.

Aspectos técnicos de Ricki and the Flash: De Volta pra Casa

Esta é uma comédia despretensiosa, que não se leva muito a sério e esse é o grande mérito do filme: ele não quer ser memorável, nem inesquecível e nem o filme da vida de ninguém, apenas um entretenimento.

Também não é um musical especialmente incrível, embora Streep, que canta boa parte das músicas, se saia bem como cantora. As interpretações são interessantes e o longa tem bons covers. Boa parte da graça de Ricki and the Flash é justamente sua protagonista, que nem sempre é uma pessoa agradável e que, no começo, pode ser quase que automaticamente julgada, mas de quem é fácil se afeiçoar.

As relações familiares são as principais motivações do filme Ricki and the Flash
As relações familiares são as principais motivações do filme

Streep, como sempre, é o grande destaque do filme, mas Audra McDonald, que interpreta a nova esposa de Pete e Mamie Gummer também se saem muito bem nos seus pais.

É óbvio que em muitos aspectos, o filme aparenta ter uma abordagem um tanto conservadora de sua história, como por exemplo, quando insinua que Ricki deveria se sentir culpada por ter escolhido priorizar sua carreira e não sua família, mas isso não é exatamente o que vemos em cena. O questionamento é válido, mesmo que feito em tom de comédia, já que essa é uma questão que boa parte das mulheres tem ao longo da vida. É verdade também que o filme não se leva completamente a sério, mas isso não quer dizer que ele não traga discussões importantes à tona.

As músicas

As músicas que fazem parte da trilha sonora são basicamente covers de músicas famosas e a escolha é bem interessante. Entre elas estão American Girl, de Tom Petty, Let’s Work Together, de Wilbert Harrison, I Still Haven’t Found What I’m Looking For, do U2, Drift Away, de Mentor Williams e Wooly Bully, do Domingo Samudio.

A trilha sonora de Ricki and the Flash é composta de covers
A trilha sonora é composta de covers

Ricki and the Flash é um longa que retrata músicos, por isso, boa parte dos números musicais acontecem no palco e são interpretados por Streep, que é a vocalista da banda. O filme não é um musical clássico e as músicas, em sua maioria, não fazem parte da trama, mas as cenas são bem-feitas.

Ricki and the Flash: De Volta pra Casa é uma comédia musical divertida, que passa mensagens relevantes de maneira leve e que não tenta ser mais do que é.

Ricki and the Flash – de volta pra casa | trailer legendado | 3 de setembro nos cinemas

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar