Sobibor, inspirado em uma história real

Alexander Pechersky (Konstantin Khabensky) é um prisioneiro no campo de exterminação de Sobibor na época da segunda guerra mundial. Ele se une a outros prisioneiros e comanda uma revolta no campo, que permite que um grande número de prisioneiros escape. Sobibor é inspirado no livro Alexander Pechersky: Breakthrough to Immortality, que por sua vez é inspirado em uma história real.

A segunda guerra mundial

O filme se passa durante a segunda guerra mundial, mas dá ao espectador um ponto de vista bem diferente do comum. Acompanhamos um grupo de prisioneiros no campo de Sobibor, e pelos olhos deles, acompanhamos todas as atrocidades que aconteciam em lugares como esse.

O filme Sobibor acompanha prisioneiros em um campo de concentração
O filme acompanha prisioneiros em um campo de concentração

Se em filmes como A Vida é Bela assistimos a uma versão mais fantasiosa, que quase se aproxima de um conto de fada, Sobibor não nos poupa de nenhum detalhe, o que é uma faca de dois gumes. É importante que a gente se lembre de um acontecimento tão terrível quanto o holocausto. Principalmente para que isso nunca se repita. E é importante que isso seja mostrado de maneira realista. Por outro lado, o longa pode não ser tão fácil de digerir, já que ele não mostra apenas violência física, como também psicológica.

No entanto, em Sobibor não acompanhamos o conflito da guerra em si, mas sim os efeitos da perseguição antissemita e os rumos absurdos e assustadores que essa situação tomou. Tudo no filme é muito chocante e muito pesado, mas isso acontece justamente porque o filme é inspirado em fatos reais.

Alexander Pechersky

Sobibor, por sua vez, se foca na história de Alexander Pechersky, que de fato é incrível. Saber que o filme é baseado em acontecimentos reais, faz com que a história se torne ainda mais impressionante. Pechersky consegue juntar um número suficiente de pessoas para enfrentar os guardas do campo, que sem dúvida nenhuma, tinham muito mais força e muito mais poder que eles. Ele também liderou uma revolta que resultou em uma fuga do campo.

Sobibor é pesado, mas necessário
Sobibor é pesado, mas necessário

Sobibor é o único campo onde isso aconteceu, e só por isso, a trama merecia um filme. Infelizmente a história de Pechersky e da revolta de Sobibor não ganharam muito reconhecimento.

O holocausto é um acontecimento sobre o qual devemos continuar falando, mesmo que isso seja extremamente doloroso e chocante. E a história de Pechersky precisa ser divulgada e conhecida para que se saiba que mesmo em meio a violência e ao preconceito, ainda existe esperança e bondade.

Christopher Lambert em cena do filme
Christopher Lambert em cena do filme

Aspectos técnicos de Sobibor

Sobibor é um filme bem amarrado, onde a trama se fecha de maneira correta. Parte disso se deve, provavelmente, ao fato do filme ser inspirado em uma história real. Por mais chocante que as cenas apresentadas no filme sejam, elas são, em muitos aspectos, realistas. O longa tem muitas cenas violentas e até sanguinárias, mas que são bem feitas e extremamente explícitas. Isso não deixa o filme com cara de terror gore, mas parece verdadeiro.

Sobibor é um filme escuro, não só no seu tema, mas também na fotografia e no figurino. Os figurinos nem poderiam ser diferentes, já que demonstram a situação de pessoas presas em campos, tratadas de maneira desumana e que sofrem os mais diversos tipos de agressão. A fotografia então, acompanha essa tendência.

Os prisioneiros chegam a Sobibor
Os prisioneiros chegam a Sobibor

Esses elementos ajudam a colocar o público dentro desse cenário tenebroso, e fazem com que a gente sinta que também está preso no campo. Estamos sofrendo junto com aquelas pessoas, mesmo que seja apenas observando. A fotografia também é fria, certamente para demonstrar que não existe qualquer gentileza naquele lugar, apenas sofrimento e terror.

O elenco

Os atores no entanto, não tem tanto tempo em cena, já que o elenco é bem grande e a trama cobre a vida de diversos personagens. Eles se saem bem e funcionam em seus papéis, mas não tem nenhum grande destaque, nem mesmo os grandes nomes, como Christopher Lambert, que interpreta um dos oficiais nazistas.

Alexander Pechersky e seus companheiros de prisão
Alexander Pechersky e seus companheiros de prisão

Sobibor é um filme pesado que nos faz questionar a maldade humana, mas ainda é extremamente necessário para que se perceba o quão terrível o ser humano pode ser e se reflita sobre o que não podemos deixar acontecer novamente.

O filme entra em cartaz no dia 25 de abril.

Sobibor

Nome Original: Sobibor
Direção: Konstantin Khabenskiy
Elenco: Konstantin Khabenskiy, Christopher Lambert, Mariya Kozhevnikova, Michalina Olszanska
Gênero: Drama, História, Guerra
Produtora: Cinema Production Producer Center, Fetisoff Illusion
Distribuidora: A2 Filmes
Ano de Lançamento: 2018
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar