CríticasFilmes

Estreia: Um Dia Para Viver, filme de ação com Ethan Hawke

Travis Conrad (Ethan Hawke), é um ex-soldado de elite que está devastado pelas recentes mortes trágicas de sua esposa e filho. Ele recebe uma oferta praticamente irrecusável do seu antigo amigo do exército, Jim Morrow (Paul Anderson) que trabalha para um contratante militar poderoso e secreto, chamado de Red Mountain, que contrata Travis para um assassinato extremamente perigoso e muito lucrativo. Travis aceita a tarefa secreta, mas todo o plano vai por água abaixo quando ele é baleado e morto por uma agente igualmente qualificada da Interpol, Lin Bisset (Xu Qin), no momento em que ele localiza o alvo. Quando pensamos que é o fim da linha para Travis, ele acorda tendo convulsões em uma sala de operações. A sala é na realidade um receptor de um novo procedimento médico experimental de Red Mountain, que lhe dará mais 24h de vida… tempo suficiente para que Morrow extraia a localização do alvo, informação que apenas Travis conhece. Com essa missão e correndo contra o tempo, Travis se torna determinado a compensar todos os erros que já cometeu em um último dia.

Um dia para viver é um filme de ação, daqueles cujo volume no cinema estouram os tímpanos, mas tem uma história interessante para contar. Travis tem uma boa relação com seu sogro, ambos bebem bastante tentando seguir a vida depois da morte de seus entes queridos. Mais tarde na trama descobriremos como estes morreram e isso será bem importante para nosso protagonista.

Travis se mostra disposto a não ser mais um matador, pelo menos enquanto curte umas férias de luto, mas a quantia que Morrow lhe oferece o tenta a largar seu descanso para trás, aceitando a missão. Mas a humanidade do personagem o faz pensar duas vezes cada vez que precisa apertar o gatilho. “Será que meu alvo tem filhos? Família?” Sua perda recente o transforma e ele deve agir com mais cautela afinal.

Rutger Hauer e Ethan Hawke
Rutger Hauer e Ethan Hawke

Não sou muito fã do Ethan Hawke, mas seu personagem até que é carismático e desperta empatia nos espectadores. Então… ele leva um tiro! É colocado dentro do saco preto. Já era. Mas não é bem assim. A organização Red Mountain sabe que somente Travis conhece o paradeiro do alvo, um soldado que tem informações sobre essa mesma organização corrupta e assassina. Utilizando um procedimento novo, eles trazem Travis de volta à vida para lhe arrancar a informação e lhe matar uma segunda vez. Mas obviamente, o protagonista é esperto e consegue suas 24 horas extras de vida para consertar alguns erros.

Qing Xu também é muito esperta
Qing Xu também é muito esperta

“O filme se esforça em abraçar a humanidade de seus personagens, tornando-o o mais realista possível”, diz o produtor Gregory Ouanhon, que queria garantir que tudo se mostrasse o mais real possível, para o público sentir toda a ação e a emoção junto ao elenco. O diretor, Brian Smrz reflete sobre esta premissa: “O que você faria se pudesse voltar dos mortos por apenas um dia? O que vemos é um homem que tem a oportunidade de procurar verdadeiramente alguma forma de redenção nas suas últimas horas. É realmente uma história da jornada desse homem em encontrar quem ele é e de onde ele veio, o que é bom sobre ele e o que ele perdeu quando sua família morreu”.

Um Dia Para Viver vai te fazer roer as unhas. Muita ação pra todo lado, tiros, fugas e um final interessante.

Um Dia Para Viver

Nome original: 24 Hours to Live

Elenco: Ethan Hawke, Qing Xu, Paul Anderson, Rutger Hauer, Tyrone Keogh, Liam Cunningham

Gênero: Ação, Sci-Fi, Thriller

Distribuição: PlayArte

Direção: Brian Smrz

Tags
Mostrar Mais

Veri Luna

Veri Luna é fotógrafa, videomaker, formada em pedagogia e audiovisual, ama cinema, livros, comida e gatos.

Matérias Relacionadas

Close