Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw, bruto e charmoso

Desde o princípio, todos os ingredientes deste projeto “Hobbs & Shaw” se provaram promissores. A começar pela escolha de David Leitch como diretor (que estreou na co-direção do primeiro John Wick, depois fez Atômica e Deadpool 2), em seguida pelo elenco, que está mais à vontade do que nunca em seus papéis. Dwayne Johnson e Jason Statham já tinham demonstrado uma baita química no último Velozes e Furiosos e aqui não tem nada de “good cop/ bad cop”, ambos são bad cop, mas com métodos e estilos diferentes, passando o longa todo se provocando, que é parte da graça da sessão.

Idris Elba não deixa de estar em “um filme do 007”, porque seu vilão é típico dos de James Bond. Enquanto isso, a excelente Vanessa Kirby, não só tem beleza de sobra, como bate tanto ou mais do que os rapazes. Sua presença é tão importante, que sua Hattie podia estar no título também.

Jason Statham e Dwayne Johnson em Hobbs & Shaw
Jason Statham e Dwayne Johnson

Velozes & Furiosos: Hobbs & Shaw

É claro que você já viu essa história antes. O roteiro não tem a menor vergonha de assumir os clichês e estereótipos do gênero. Mas como qualquer boa comédia de ação, Hobbs & Shaw fornece o melhor do entretenimento nesse sentido, abrindo mão das leis da física e da lógica, entregando sequências de porradaria, de perseguição e de ação com uma alta qualidade. Nesse sentido, Leitch se encaixou como uma luva na direção, pois conduz tudo com bastante estilo. Dá vazão para o brucutu de The Rock explodir socos e levantamentos à vontade, enquanto Statham brinca com seus movimentos graciosos, em um charme de sobra.

Até Kirby e Elba possuem seus estilos marcantes, que somam às cenas sem desgastar nas duas horas de duração. Atenção à batalha final. Ali são permitidos alguns slow-motions para mostrar a potência de cada murro e pontapé dos três brutamontes, com algo que quase daria para dizer “é mais de 8 mil” (referência a Dragon Ball Z); e outra, com Hobbs descendo um prédio por um cabo de aço e se soltando para pegar o próximo adversário logo abaixo, e depois de novo, e de novo, é honestamente fantástico.

Porém, muito além de toda a testosterona inerente a esse tipo de produção, outros elementos também não são abolidos. Entre eles, o humor, que é um dos pontos fortes, principalmente entre a dupla protagonista. Suas provocações infinitas funcionam do começo ao fim, sem pudor nem constrangimento. Com adendo de outros dois atores cômicos, que não estão creditados, justamente pra te pegar de surpresa.

A dupla com Vanessa Kirby

O que esperar

Entre os grandes momentos, tem a conversa no avião, que é difícil não tirar risadas. É claro que os diálogos são batidos, o vilão é o máximo do clichê assumido e a construção do enredo é previsível, mas são elementos propositais que funcionam principalmente pelo carisma de seu elenco e personagens, muito mais interessantes que os dos filmes matrizes da franquia. Enquanto o conceito de família batido por Vin Diesel nos Velozes e Furiosos muitas vezes soe pedante, aqui parece ganhar um escopo emocional mais “realista”, que fica fácil para o espectador comprar.

E cada personagem tem seu pequeno núcleo, que não é gratuito e serve ao longa. No mais, para não deixar o título da franquia perdido, eles ainda permitem carros tunados durante o clímax. Então é quase como uma breve reverência aos originais. Após subir os créditos, espere ainda por três cenas, sendo as duas primeiras importantes para definir melhor o cenário do que virá e de quem estará mais presente no futuro.

Com The Rock e Diesel se desentendendo nos bastidores de Velozes e Furiosos, era natural que essa parceria não continuasse por muito tempo, portanto a criação e o sucesso de Hobbs & Shaw não só expande a franquia e mantém outros personagens com sobrevida em tramas paralelas, como também é melhor que sua fonte, dando um verdadeiro K.O. em Toretto e companhia.

Velozes & Furiosos: Hobbs & Shaw

Nome Original: Fast & Furious Presents: Hobbs & Shaw
Direção: David Leitch
Elenco: Dwayne Johnson, Jason Statham, Idris Elba, Vanessa Kirby, Helen Mirren
Gênero: Ação, Aventura
Produtora: Universal Pictures
Distribuidora: Universal Pictures
Ano de Lançamento: 2019
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar