Animes

Your Name, uma animação primorosa

Histórias sobre trocas de corpos são clássicas e sempre funcionam. Lembro que a primeira que me marcou, foi Tal Pai, Tal Filho, de 87, que assisti incansavelmente nas sessões da tarde. Mas existem outros tantos filmes que abordam o tema e se provaram bem, sempre mudando aqui e ali, como por exemplo Eu Queria Ter Sua Vida (2011), o nacional Se Eu Fosse Você, entre outros tantos.

Em Your Name (“Seu Nome”/ “Kimi no Na wa.” — um título que diz exatamente a essência de sua premissa), eleva o formato para outro nível, colocando dois adolescentes, a garota Mitsuha do interior, que sonha em morar na cidade grande; e o cosmopolita Taki, com sua vida corrida — a terem seus corpos trocados depois de um desejo incessante dele, que vai ganhar ares astrológicos bem adiante, o que rende piadinhas pontuais, mas tem seu foco inicial na evolução de cada um, ao se colocar no lugar do outro — e a diferença aqui, para outros do gênero, é que os dois não se conhecem (nem ao menos… sabem o nome um do outro). Mas é claro que tal sobrenatural conexão fará com que se apaixonem e aí a trama ganha um segundo contorno interessante, onde passamos a torcer pelo possível casal.

Acontece que a trama sofre uma reviravolta improvável lá pelo meio do filme, que não só te impacta, como te amargura. Então, outros elementos são acrescidos ao enredo, como o espaço-tempo (não exatamente viagem no tempo, ainda que possa ser entendido dessa forma), como também a importância da memória, como elemento-chave para as resoluções.

Se já não bastante o roteiro primoroso, que jamais permite furos e entrega diálogos críveis, a obra ainda acerta em outro trunfo: o visual. Acachapante e quase inacreditável, a animação além de tecnicamente impressionante, com movimentos intrinsecamente humanos em figuras típicas de anime (com o mesmo se aplicando em mobilidade de veículos, folhagens, objetos de cena, ondulações de água etc), ainda é absurdamente realista, quase escapando da esfera de “animação” para o real. É difícil descrever algo visual, mas quando afirmo que é impecável, ainda passo longe do trabalho formidável realizado aqui, que coloca o espectador com força de imersão dentro da história, e nos cativa, emociona e envolve de tal maneira, permitindo que participemos de maneira integral desses maravilhosos 1:45 de longa, algo que consegue agregar qualidade de animação e roteiro num mesmo filme — algo quase raro nos dias de hoje, e que merece completamente sua atenção, para ver e rever, e jamais se esquecer.

Mas cuidado. Costuma cair cisco nos olhos um pouco antes dos créditos subirem.
Aplausos, por favor.

Your Name

Um filme de animação japonesa se consolida como obra-prima máxima contemporânea ao falar sobre tempo e memória com visual impecável.

Tags
Mostrar Mais

Douglas MCT

Douglas MCT já escreveu para os gibis da "Turma da Mônica", roteirizou o desenho animado "Galera Animal" da TV Globo, participou do enredo do game "Chico Bento" para as redes sociais, é autor dos quadrinhos “Edgar Alan Corvo”, "SUPER" e “Hansel&Gretel”, e dos livros "O Coletor de Almas" e da série "Necrópolis".

Matérias Relacionadas

Close