44ª Mostra Internacional de Cinema

Evento acontece de 22 outubro a 4 de novembro

A 44ª Mostra Internacional de Cinema acontece em São Paulo do dia 22 de outubro ao dia 4 de novembro. Em 2020, o evento conta com 198 filmes, de 71 países. Pela primeira vez, Lesoto e Ruanda participam do evento.

Em função da pandemia de Covid-19, os filmes serão exibidos através da plataforma Mostra Play e algumas exibições no drive-in Petra Belas Artes. Se a pandemia traz algumas desvantagens, como o fato de não ser possível ir ao cinema, traz outras vantagens, como a possibilidade de assistir qualquer filme, no horário que o telespectador desejar, mediante pagamento.

O filme de abertura desse ano é Nova Ordem, do México. Foi exibido no drive-in Petra Belas Artes, no dia 22, às 19h. A partir de 00h01, ele está disponível no Mostra Play, por 24h. Os outros longas que fazem parte do catálogo da Mostra estarão disponíveis no Mostra Play a partir das 20h, do dia 22 de outubro.

44ª Mostra Internacional de Cinema

Separamos alguns dos títulos que estarão presentes na 44ª Mostra Internacional de Cinema.

Mães de Verdade (Asa ga Kuru. Drama – Japão, 140 minutos)

Kiyokazu Kurihara (Arata Iura) e Satoko (Hiromi Nagasaku) são os pais do pequeno Asato (Reo Sato), de seis anos. A família parece perfeita e feliz, até que eles recebem a ligação de Hikari Katakura (Aju Makita), que diz ser a mãe biológica de Asato.

Através do ponto de vista de Satoko e de Hikari, o público acompanha o nascimento e a adoção de Asato, ao mesmo tempo que tem acesso à sociedade do Japão e à maneira com que as mulheres e as mães são tratadas nela.

O Problema de Nascer (The Trouble with Being Born. Ficção Cientifica, Drama- Áustria, 94 minutos)

Georg (Dominik Warta) tem uma criança robô (Lena Watson), que ele aparentemente trata como filha. Com o tempo, no entanto, a relação dos dois vai se mostrando mais doentia. Até que o robô foge e acaba na casa da Sra. Schikowa (Ingrid Burkhard), onde ela ganha outra identidade.

Sem que nada fique explícito, “O Problema de Nascer” discute uma série de temas, como se é possível substituir uma pessoa querida que partiu, ou mesmo se a pedofilia pode ser relevada quando não atinge nenhuma criança real. O filme não dá muitas respostas e, por isso, parece sair do nada e terminar no nada, dando a entender que a ideia é só perturbar, o que a obra realmente faz.

44ª mostra internacional de cinema

Mate-o e Deixe Esta Cidade (Kill It and Leave This Town. Animação, Horror – Alemanha, 88 minutos)

Depois da morte de pessoas queridas, um homem se refugia em uma cidade onde todas as pessoas que ele já amou ainda estão vivas. O problema é que esse lugar só existe na sua imaginação e que enquanto ele se encontra lá, ele também foge da vida.

Essa animação, com tons escuros e ares melancólicos, examina o luto e o medo de perder as pessoas que são queridas, ao mesmo tempo que fala sobre o processo de aceitar essa perda. A ideia é bem diferente, mas o filme é bem lento e as cores escuras não ajudam muito a plateia a se manter presa à trama.

Mamãe, Mamãe, Mamãe (Mamá, Mamá, Mamá. Drama- Argentina, 65 minutos)

Cleo (Agustina Milstein) tem 12 anos e já tem que lidar com a depressão de sua mãe (Jennifer Moule). Enquanto ela passa um tempo com a mãe, a tia (Vera Fogwill), as primas (Chloé Cherchyk, Camila Zolezzi e Matilde Creimer Chiabrando), a avó (Ana María Monti) e mais algumas mulheres que circundam a família, ela vai crescer e analisar de perto o papel que é imposto a mulher na sociedade.

Mamãe, Mamãe, Mamãe é um filme delicado, que se passa inteiramente no universo feminino, enquanto as cinco meninas – cada uma em uma fase da vida – pensam e experimentam seus pequenos problemas e as adultas se revolvem em torno de algo um pouco maior. Um filme de formação completamente feminino.

Kubrick por Kubrick (Kubrick by Kubrick. Documentário – EUA, 73 minutos)

O documentário Kubrick por Kubrick acompanha a carreira do cineasta Stanley Kubrick, através de arquivos, trechos dos seus filmes, fotos e entrevistas.

Focado quase que totalmente na vida profissional de Kubrick, o filme conta com entrevistas de nomes como Malcolm McDowell, Jack Nicholson, Shelley Duvall, Arthur C. Clarke, Nicole Kidman e Tom Cruise e embora fale sobre o alegado mal tratamento que o cineasta dava a seus atores no set, não vai muito a fundo no assunto. A ideia é mesmo ressaltar a genialidade de Kubrick, enquanto fala de cada um dos seus 13 filmes.

44ª Mostra Internacional de Cinema

Miss Marx (Miss Marx. Drama, Biografia –  Itália, Bélgica, 107 minutos)

Depois da morte de Karl Marx (Philip Gröning), sua filha mais nova, Eleanor (Romola Garai) continua o trabalho do pai, ao mesmo tempo que também luta pelos direitos das mulheres. Na sua vida pessoal, no entanto, ela se deixa levar com facilidade e se apaixona perdidamente por Edward Aveling (Patrick Kennedy).

Essa cinebiografia de Eleanor Marx apresenta com ares – e música – moderna, a vida de uma mulher à frente do seu tempo, na esfera profissional e pessoal.

44ª Mostra Internacional de Cinema

Esses são os nossos destaques da 44ª Mostra Internacional de Cinema. E aí, vai assistir algum?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar