A Vida Moderna de Rocko: Volta ao Lar

Uma das animações mais piradas dos anos 90 retorna como era no passado, mas fala justamente das mudanças inevitáveis do futuro. A cria máxima de Joe Murray para Nickelodeon marcou uma geração (exibido de 1993 a 1996 originalmente, com 52 episódios ao todo), ainda que à margem de outras produções mais populares, pela sua legítima crítica social bem humorada, com sacadas pontuais e ousadas, de humor negro, adulto e nonsense, com um traço solto e marcante, de personagens cativantes e honestamente divertidos. Sem A Vida Moderna de Rocko, não teria existido Bob Esponja e outros desenhos animados, por exemplo. Murray fez escola com seu canguru.

Nesse especial de 45 minutos pela Netflix, Rocko e seu cachorrinho Spunky, Vacão e Felizberto estão vivendo alegremente no espaço. Eles foram alçados por um foguete no último episódio da animação clássica. Até que um acidente com a fita cassete de Os Cabeçudos se danifica. Sendo este o programa predileto deles, principalmente do protagonista, o trio decide retornar à Terra para comprar outro VHS. Entretanto, eles chegam em um mundo diferente. Logo a história passa a mostrar de maneira escrachada como é a sociedade contemporânea. Assim, smartphones são atualizados em novas versões (a cada minuto), há a febre dos likes e das redes sociais, entre outros hábitos. Mas Rocko mesmo só quer saber do seu seriado favorito, que já foi encerrado há décadas.

A Vida Moderna de Rocko

A Vida Moderna de Rocko

Quem produzia Os Cabeçudos, era o filho de seus vizinhos Ed Cabeção e Bev Cabeção, que saiu para mochilar pelo planeta. Ao mesmo tempo, um colapso financeiro assola a cidade de O-Town. Então Rocko os convence de que somente a antiga série é capaz de salvar a todos. A trama, movimentada e cheia de energia, leva então os personagens em uma jornada maluca, à medida que vemos os desdobramentos da decadência social, com direito a uma representativa reviravolta sobre a orientação sexual de uma das figuras (tratada com naturalidade por todos, exceto um, que não aceita a mudança).

Além de metaforizar o próprio retorno depois de mais de vinte anos desde seu encerramento através do roteiro, o novo A Vida Moderna de Rocko ainda usa o tema principal para debater a própria questão da mudança. Mudança de hábitos, da sociedade como um todo, de comunicação, de um mundo de cabeça mais aberta para representatividade e até mesmo referente a mídia.

A Vida Moderna de Rocko

Leia aqui sobre Sintonia, outra novidade Netflix

No clímax, Rocko tenta defender que o “velho é bom, o novo é ruim”, exatamente o mesmo que nerds conservadores continuam vociferando por aí, toda vez que veem uma nova versão da She-Ra ou de Carmen SanDiego, como se as propriedades intelectuais lhe pertencessem e fossem imutáveis. Mas tudo que é bom, se transforma, sai do casulo e evolui para algo melhor. Mantendo a cara de antes, mas falando com as vozes de hoje. Tal qual Volta ao Lar tão bem faz.

Fica por fim, o desejo de ver Rocko e sua turma de volta em uma série. Quem sabe agora pelas mãos da Netflix, responsável por ressuscitar muito de nossa nostalgia.

A Vida Moderna de Rocko: Volta ao Lar

Nome Original: Rocko's Modern Life: Static Cling
Direção: Joe Murray, Cosmo Segurson
Elenco: Vozes de Carlos Alazraqui, Tom Kenny, Charlie Adler
Gênero: Animação, Ação
Produtora: Joe Murray Productions Inc., Nickelodeon Animation Studio, Nickelodeon Productions
Distribuidora: Netflix
Ano de Lançamento: 2019
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar