Alfa, a relação de amizade entre um menino e um lobo

Alfa tem como propósito explicar como começou a relação entre os homens e os cachorros, e para tal, o filme volta ao passado, quando a humanidade lutava por sobrevivência para contar a história do jovem Keda (Kodi Smit-McPhee), que sai na sua primeira caçada com a sua tribo. Ele é filho único do chefe (Jóhannes Haukur Jóhannesson) e por isso, as expectativas estão altas. Então, durante um embate contra um grupo de bisões, Keda é jogado de um penhasco, dado como morto e abandonado pela tribo.

Keda então, tem que aprender a sobreviver ao frio, à fome, à sede e a qualquer outro perigo que possa estar a solto, tudo isso sem qualquer experiência. Um desses perigos é justamente uma alcateia que ataca o garoto. Keda revida e consegue ferir um dos lobos.

Assim como o protagonista, o lobo ferido é dado como morto e abandonado pela sua alcateia, e resta a Keda cuidar da ferida do animal e assim começa a amizade entre os dois.

Kodi Smit-McPhee em cena do filme

Não é possível se ter cem por cento de certeza de que essa seja de fato, a história verdadeira de como a relação entre os homens e os cachorros começou, portanto Alfa é um filme ficcional, mas ele retrata uma época que de fato existiu, e muitas das coisas que vemos, aconteciam, por isso, as paisagens extremas e os animais enormes soam como verdades e não deixam de ser uma forma de nos ensinar sobre o passado.

O filme tem efeitos muito interessantes que reproduzem isso de uma maneira realista e muitas das paisagens que vemos, embora cruéis e assustadoras, também são bonitas. Os animais também são extremamente realistas.

A relação entre Keda e Alfa (o nome que Keda dá para o lobo) é construída de uma maneira bonita e delicada, mostrando aos poucos, como tanto o garoto quanto o lobo vão ganhando confiança um no outro, dividindo alimentos, se organizando na hora da caça e até aquecendo um ao outro durante a noite. Claro que para que o filme fique dinâmico, a confiança se desenvolve de uma maneira relativamente rápida, assim como os momentos de luta ou caçadas não são totalmente realistas.

Keda e Alfa

Além de falar da relação entre Keda e Alfa e automaticamente da relação entre o ser humano e os cachorros, Alfa também narra a história de crescimento de Keda, que no começo é um rapaz inseguro e protegido pelo pai e se torna um adulto seguro de si e capaz de sobreviver sozinho (ou com Alfa, pelo menos) aos mais variados obstáculos.

Por isso, quem segura o filme inteiro é naturalmente Kodi Smit-McPhee (o garotinho de Deixe-me Entrar), uma vez que mais da metade do filme consiste em cenas de Keda e Alfa. Nesse sentido, o lobo funciona para o personagem como a companhia necessária para que ele mantenha a sua sanidade e para que ele tenha forças para lutar quando é necessário (mais ou menos como a bola Wilson, em Náufrago) e para o roteiro, como uma forma de colocar mais diálogos no filme, já que se Keda estivesse sozinho ou teríamos um filme mudo ou teríamos o protagonista falando sozinho durante uma hora e 37 minutos.

O filme quer falar sobre a relação entre os humanos e os cachorros

Alfa e Keda se completam e por isso, conseguem conviver bem, ambos são abandonados pelas suas tribos, quando feridos e não podem retornar com facilidade à sua casa, fazendo com que a relação dos dois se torne mais forte, uma vez que existe uma identificação entre eles e que um é literalmente tudo que o outro tem.

Alfa tem traços de fatos históricos, mas segura o telespectador pela relação entre os dois protagonistas. O filme entra em cartaz no dia 6 de setembro.

Alfa

Nome original: Alpha

Elenco: Kodi Smit-McPhee, Jóhannes Haukur Jóhannesson, Morgan Freeman (narrador), Natassia Malthe

Gênero: Aventura, Drama, Família

Produtora: Studio 8

Distribuição: Sony Pictures

Direção: Albert Hughes

Tags

Fernanda Cavalcanti

Formada em cinema, apaixonada por literatura, divide seu tempo livre entre ler, escrever e dançar. Gosta especialmente de terror, mas lê/assiste de tudo. Também escreve para o blog Além da Toca do Coelho.

Matérias Relacionadas

Close