Ataque dos Cães

A cineasta Jane Campion, ao adaptar o livro de Thomas Savage, de 1967, propõe com Ataque dos Cães um western revisionista, com todas aquelas tomadas belíssimas e a subversão da figura do vaqueiro, debatendo masculinidade tóxica e sexualidade reprimida com grande sutileza e qualidade, enquanto acerta em seus estudos de personagens (Benedict Cumberbatch, Kirsten Dunst, Kodi Smit-McPhee e Jesse Plemons, com destaque em especial para os três primeiros).

A maneira como ela estabelece a rivalidade entre Phil Burbank e Rose Gordon, ou da tensão sexual entre o vaqueiro e Peter, são poderosos. Sem qualquer necessidade de explicitar o óbvio, Campion, que dirige e escreve aqui, se permite ao poder da sugestão, da qual sabe conceber com destreza. Cumberbatch tem aqui, até então, o melhor papel de sua carreira. Vale um destaque especial para a ponte trilha sonora (sempre tensionando algo a mais, sempre à espreita de seus protagonistas) de Jonny Greenwood — sem a qual, Ataque dos Cães não seria metade do que é.

Ataque dos Cães | Trailer oficial | Netflix

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar