Bate Coração, panfleto a favor da doação de órgãos

Bate Coração conta a história de Sandro (André Bankoff), um homem preconceituoso e fútil. Até que um dia ele sofre um acidente e precisa urgentemente de um transplante de coração.

Ele recebe o órgão de Isadora (Aramis Trindade), uma travesti que acabou de falecer em um acidente. Isadora, então, passa a acompanhar Sandro e influenciar em suas ações, com a intenção de torná-lo uma pessoa melhor.

Personagens diversos em Bate Coração

Bate Coração tem um elenco bem diverso de personagens, que também estão em mundos que parecem completamente opostos. Isadora é dona de um salão de beleza que divide com a ex-esposa e atual melhor amiga e atende outras travestis.

Sandro e Isadora em Bate Coração
Sandro e Isadora

Enquanto Sandro vive a típica vida de um homem de classe média: balada, bebidas e mulheres. Ele se relaciona de maneira mais séria, basicamente com seu amigo, Igor (Paulo Verlings). Os mundos de Isadora e de Sandro parecem muito distantes, mas eles se relacionam quando Sandro precisa do coração de Isadora.

É interessante, no entanto, notar que longe da trama principal do filme (a doação de órgãos e a mudança de Sandro), Bate Coração tem uma variedade bem grande de personagens. No núcleo de Isadora somos apresentados, de maneira bem superficial, a outras travestis, que são de certa maneira, bem diferentes entre si e provam que quando se fala de travestis (ou drag queens) não existe um padrão. Por outro lado, não existe muito trabalho de personagem no filme e eles parecem ter personalidades meio chapadas, seja no núcleo de Isadora, seja no núcleo de Sandro.

Isadora resolve ajudar Sandro a se tornar uma pessoa melhor
Isadora resolve ajudar Sandro a se tornar uma pessoa melhor

Doação de órgãos

O filme tem um proposito bem claro: promover a doação de órgãos e esse é sem dúvida, seu mérito. Mas não é porque a intenção por trás da criação do filme é boa, que o longa necessariamente o é.

Ao longo da trama o espectador tem a sensação de que está assistindo a uma panfletagem ou uma propaganda bem longa a favor da doação de órgãos. Não existe nada de errado com filmes que defendam pontos de vista e muito menos quando eles defendem ações sociais que devem ser divulgadas e que são importantes, mas o filme não precisa soar como algo que foi feito especialmente em volta desse tema.

É por isso que a trama, o roteiro e as atuações de Bate Coração são extremamente fracas e não conseguem convencer a audiência. A importância da doação de órgãos é inegável, e o filme deixa isso bem claro. Ou seja, ponto positivo. Entretanto, ele poderia ter uma história mais bem desenvolvida para apresentar o tema e consequentemente, lhe dar mais credibilidade.

André Bankoff em cena do filme
André Bankoff em cena do filme

Aspectos técnicos de Bate Coração

Este é um filme que tem alguns problemas. O seu enredo até promete momentos divertidos, mas o longa não os entrega. As piadas são ruins e muito do que é colocado como comédia na trama, não é engraçado. Talvez o filme não precisasse ser uma obra prima em termos de roteiro, mas poderia ser mais bem-acabado.

Assim, não parece haver muita preocupação em relação à produção, como se o filme tivesse sido gravado de última hora e apenas com a intenção de passar uma mensagem específica. As atuações também não parecem muito bem trabalhadas. Aramis Trindade, que é um bom ator e aqui interpreta um papel bem diferente do que está acostumado, não convence no papel de Isadora e embora seja uma pessoa que se veste de mulher faz tempo, parece alguém que começou a fazer isso há pouco tempo e ainda não sabe muito bem como se maquiar, se arrumar e até se portar. Já André Bankoff entrega uma atuação padrão, que fica no meio termo e que não chama atenção de maneira especial.

O filme Bate Coração defende a doação de órgãos
O filme defende a doação de órgãos

É óbvio que a causa que o filme quer defender é justa e válida e que por se levantar para falar disso, Bate Coração já merece crédito, mas justamente por ser tão importante é que o filme merecia um trabalho mais cuidadoso. Embora o espectador saia da sessão com a ideia de que a doação de órgãos é uma coisa boa, e que pode salvar vidas, que é a mensagem que o filme quer passar, também se tem a sensação de que o longa é quase uma propaganda amadora muito comprida.

Com uma trama que poderia ser interessante e uma causa que merecia mais atenção, Bate Coração desperdiça esforços, com um filme sem cuidado e pouca produção. O longa entra em cartaz no dia 7 de novembro.

Bate Coração

Nome Original: Bate Coração
Direção: Glauber Filho
Elenco: Aramis Trindade, André Bankoff, Heloisa Jorge, Germana Guilhermme, Dênis Lacerda
Gênero: Drama, Comédia
Produtora: Estação Luz Filmes
Distribuidora: Downtown Filmes
Ano de Lançamento: 2019
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar