Cuidado com o Slenderman, ficção além da realidade

No dia 31 de maio de 2014, em Wisconsin, Anissa Weier e Morgan Geyser, duas meninas de 12 anos, planejaram o assassinato de Payton Leutner, uma amiga delas. Embora as duas quisessem matar a amiga, foi Geyser que esfaqueou Leutner, em um bosque.

Leutner conseguiu chegar a uma estrada, pediu ajuda a um ciclista e sobreviveu. Durante os interrogatórios, Weier e Geyser alegaram que queriam matar Leutner como um sacrifício ao Slenderman que, em troca, pouparia a família das duas meninas. O documentário acompanha o caso, as suas motivações e sua repercussão.

Weier e Geyser
Weier e Geyser

Cuidado com o Slenderman – A origem

O Slenderman (homem esguio, em tradução livre) é um personagem fictício, criado por Eric Knudsen no fórum Something Awful em 2009. Ele é descrito como um homem magro e alto, sem rosto e que está normalmente ligado ao desaparecimento de crianças.

A figura do Slenderman se espalhou de maneira absurda, não só pelo clima de terror que a história inspira, mas também em função da facilidade que existe com a internet.

Até os dias de hoje, o Slenderman já foi tema de alguns curtas metragens, dois longa metragens (Slender Man: Pesadelo Sem Rosto e The Slender Man) e dois documentários.

Uma representação do Slender Man
Uma representação do Slender Man

O crime

Cuidado com o Slenderman começa nos falando sobre o crime cometido por Weier e Geyser e, então, explica quem são as meninas e como foi a infância de cada uma delas. A princípio, as duas meninas soam como pré-adolescentes normais, embora fossem um pouco solitárias e passassem tempo demais na internet.

Quando as duas se conhecem, elas se reconhecem imediatamente e se tornam amigas inseparáveis. O filme apresenta entrevistas com as famílias das duas que, assim como o telespectador, não conseguem explicar o que varreu a personalidade das meninas e as levou a cometer o atentado.

Quando o documentário começa a ir mais fundo no caso e na personalidade das meninas, no entanto, vamos descobrindo outras questões. Geyser, a que esfaqueou, parece ser a cabeça do plano. Ela aparece como muito mais articulada e mais madura que a amiga. Enquanto isso, Weier é retratada como uma menina tímida e retraída, que seguia a única amiga que tinha.

O Slender Man tem sido temas de diversos filmes
O Slender Man tem sido temas de diversos filmes

Leia aqui a resenha do filme Slender Man: Pesadelo Sem Rosto

Mas, ao longo do filme, descobrimos que Weier tem muito mais domínio da situação do que aparenta. Ela não só era obcecada com a figura do Slenderman, como também buscava na internet cenas de animais sendo mortos e se divertia fazendo testes de psicopatia.

Embora o filme tenha a intenção de questionar qual a influência da internet e dessa figura misteriosa no comportamento dos jovens, acabamos esbarrando em alguém que já tinha uma personalidade propícia e que só estava esperando um estímulo.

A internet

Mas a internet é uma questão bem em foco em Cuidado com o Slenderman, primeiro porque foi ela que proporcionou o contato de Weier e Geyser com a figura do homem esguio, mas também porque permitiu que Weier tivesse acesso a diversos artigos sobre morte e assassinato.

Weier durante o seu depoimento em Cuidado com o Slenderman
Weier durante o seu depoimento

O documentário se questiona qual é a culpa da internet no atentado que as duas meninas cometeram e sequer se ela tem culpa. O filme apresenta as duas criminosas e desenvolve suas personalidades. Assim, é interessante notar que a internet certamente abriu os horizontes das meninas, mas também é importante se perguntar se as ideias que elas pesquisaram já não estavam presentes na cabeça delas e se o Slenderman foi apenas a desculpa que elas encontraram para extravasar impulsos que já estavam presentes.

Afinal, o filme também apresenta outros adolescentes, que também se assustaram ou se encantaram com a figura e que assumem que estavam completamente enfeitiçados pela história, mas que não cometeram nenhum crime.

Novamente, a influência da internet

Claro que a discussão passa por muitos canais. Podemos, por exemplo, nos perguntar por que os pais de Weier e Geyser, que colocam boa parte da culpa dos crimes na influência da internet, não estavam mais atentos às pesquisas que as filhas estavam fazendo. Mais importante do que isso, no entanto, é se perguntar se a internet foi mesmo o motivo ou só um acelerador para algo que já estava presente dentro delas.

O documentário Cuidado com o Slenderman questiona qual é a responsabilidade da internet no crime
O documentário questiona qual é a responsabilidade da internet no crime

Cuidado com o Slenderman se enquadra facilmente na categoria dos documentários clássicos. Ele apresenta um caso e começa a nos explicar o que aconteceu. Ele se divide entre entrevistas com pessoas envolvidas no caso, fotos e fatos sobre o Slenderman.

Como o documentário fala sobre a internet e questiona se a sua influência pode ser responsável pelos crimes, também assistimos alguns dos vídeos que estavam no histórico do computador das meninas. Em muitos sentidos, Cuidado com o Slenderman lembra um programa de crime.

A culpa

O documentário também dá voz à família das condenadas, o que mostra que eles também não conseguem explicar o que aconteceu. Weier e Geyser não são entrevistadas, mas suas palavras são ouvidas tanto nos seus depoimentos, quanto quando elas conversam com as famílias por telefone.

O documentário Cuidado com o Slenderman se divide entre fotos, entrevistas e informações sobre o Slender Man
O documentário se divide entre fotos, entrevistas e informações sobre o Slender Man

Como este é um filme que vai nos mostrando descobertas pouco a pouco, ele lembra um filme de suspense. O filme entretém e prende o telespectador.

Cuidado com o Slenderman examina as vantagens e os perigos da internet, sem esquecer que algumas vezes, o mal só precisa de um empurrãozinho.

Cuidado com o Slenderman

Nome Original: Beware the Slenderman
Direção: Irene Taylor Brodsky
Elenco: Morgan Geyser, Anissa Weier, Angie Geyser
Gênero: Documentário
Produtora: HBO Documentary Films
Distribuidora: HBO Documentary Films
Ano de Lançamento: 2016
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar