Dias Vazios, um suspense que fala sobre o tédio

Dias Vazios é inspirado no livro Hoje Está Um Dia Morto, de André de Leones, vencedor do prêmio Sesc de literatura de 2005. Em uma pequena cidade do interior, Daniel (Arthur Ávila) está obcecado pelo destino de um jovem casal de namorados selado há dois anos. Jean (Vinícius Queiroz), que se matou e Fabiana (Nayara Tavares), que desapareceu sem deixar vestígios.

Enquanto investiga o que pode ter acontecido para um livro que está escrevendo, ele se vê cada vez mais quieto e mais próximo da namorada Alanis (Natália Dantas), se tornando dessa maneira, mais parecido com Jean.

O filme Dias Vazios acompanha diversos adolescentes em uma cidade pequena
O filme acompanha diversos adolescentes em uma cidade pequena

Tédio

Dias Vazios é um filme de suspense, onde acompanhamos Daniel e sua investigação. Ao mesmo tempo vemos o que aconteceu com Jean e Fabiana. Mas ao longo do filme a investigação vai se tornando menor, quando percebemos que o assunto principal é o tédio.

O filme retrata muito bem os vários tipos de tédio que circundam os seus personagens. O tédio que existe em uma cidade pequena onde todos se conhecem e onde não existe nenhuma novidade; e o tédio natural que todos os adolescentes sentem.

Todos os jovens que aparecem na trama estão se sentindo presos naquela pequena cidade, e embora as duas meninas, Fabiana e Alanis, tenham sonhos e queiram conhecer outros lugares, Jean e Daniel parecem ter perdido completamente a esperança de que a vida um dia vai ser diferente daquilo. Assim levando-os automaticamente a decisões precipitadas e desesperadas.

Daniel e Alanis investigam o que aconteceu com Fabiana
Daniel e Alanis investigam o que aconteceu com Fabiana

Investigação

No entanto, quem assistir ao filme à procura de um suspense, também sairá satisfeito, já que o gênero está presente na produção. O espectador acompanha Daniel investigando os dias que precederam o sumiço de Fabiana de maneira quase obsessiva. Ou seja, é natural que se fique na expectativa de descobrir os mistérios que a pequena cidade guarda, do mesmo jeito que Daniel está.

Mas Dias Vazios não é um filme de investigação comum ou clássico. Ele tende a se focar em outros temas que não só o sumiço de Fabiana, o que é interessante. Também é legal a maneira com que o diretor (e o autor do livro) colocam os conceitos dos filmes de suspense ou dos filmes noir dentro do contexto brasileiro e tornando assim o filme fácil de se reconhecer.

Em Dias Vazios Jean se sente preso na cidadezinha em que mora
Jean se sente preso na cidadezinha em que mora

Os filmes de suspense são um clássico do cinema norte-americano, que geralmente seguem os costumes de lá. No cinema brasileiro é até difícil encontrar filmes que se encaixem nesse gênero. Dias Vazios o faz e ainda coloca aspectos do nosso dia a dia e dos nossos costumes nas telas.

Aspectos técnicos de Dias Vazios

Este não é um filme que exige uma grande produção e isso não o prejudica. A trama se passa em uma cidade pequena, que está bem caracterizada e embora tenha um nome e uma localização, poderia ser qualquer cidade do interior do Brasil.

Os figurinos pendem mais para o real, por isso, na maior parte do tempo, os personagens usam uniforme da escola. Quando estão fora dela, usam roupas comuns, que qualquer jovem usaria. Tudo isso dá ainda mais realidade ao filme, e torna o reconhecimento por parte do público maior.

Daniel e Alanis
Daniel e Alanis

A fotografia é bem diferente, embora o filme trate de um tema pesado e quase obscuro, ele não usa cores escuras. As composições que o diretor Robney Bruno de Almeida faz em cena são muito bonitas, como aquela que mostra Jean e Fabiana deitados nus, no tapete, circundados por suas roupas e os discos que gostam. Ele também filma de lugares inusitados, como o banco de trás de um carro, que coloca os personagens em outras perspectivas.

Considerações finais

O grande diferencial de Dias Vazios, por sua vez, é a maneira com que ele é narrado. Em diversos momentos vemos nomes de capítulos sendo digitados na tela e a trama toda é narrada por Alanis, como se ela estivesse lendo o livro que Daniel vem escrevendo. Essa técnica aproxima o filme da literatura, de onde a obra surgiu originalmente. Sendo assim, e é original e diferente.

Jean e Fabiana
Jean e Fabiana

É verdade que Dias Vazios se alonga um pouco e tem um final que pode confundir o espectador mais desatendo, mas nem por isso esse final é menos interessante. O filme é diferente e por isso, é interessante. Ele também prende o público em sua trama bem escrita e criativa.

Dias Vazios entra em cartaz no dia 30 de maio.

Dias Vazios

Nome Original: Dias Vazios
Direção: Robney Bruno Almeida
Elenco: Carla Ribas, Vinícius Queiroz, Nayara Tavares, Arthur Ávila, Natália Dantas
Gênero: Drama, Suspense
Produtora: Flô Projetos
Distribuidora: Olhar Distribuição
Ano de Lançamento: 2019
Tags

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar