Dupin, de LM Melite, publicado por Zarabatana Books

O fim da infância

Em Dupin, após a morte de seu pai, o sombrio jovem Gustave Chevalier deixa Portugal para morar com a família materna no Brasil. Dotado de um olhar crítico aguçado e um discurso apocalíptico, o garoto rapidamente se liga ao solitário e inseguro primo Eduard. Eles então compartilham um fascínio por super-heróis, bonecos e histórias em quadrinhos.

Ao se depararem com a notícia de um inexplicável assassinato, a quixotesca dupla se rende a um faz de conta no qual desvendar um mistério, se tornar um herói e conhecer a si mesmo fazem parte de uma única e inevitável ação: um salto na escuridão em direção a um monstro.

Dupin

Dupin

Realizando uma livre adaptação de “Os Assassinatos da Rua Morgue”, de Edgar Allan Poe, o roteirista e artista Leandro Melite realiza uma obra sem igual, ao mesmo tempo reverenciando o clássico da literatura policial, com a mais pura nerdice dos quadrinhos norte-americanos.

Em especial “O Cavaleiro das Trevas”, de Frank Miller, reproduzindo duas cenas marcantes: quando Batman soca Superman (Eduard fazendo o mesmo com Dupin, na página 127) e o famoso pulo da primeira capa (acrobacia reverenciada na página 167), além de outros elementos que podem ser encontrados em diálogos, divagações e em cena.

Dupin

LM Melite

Com uma narrativa fluída, Melite conduz o leitor por 208 páginas que nunca perdem o ritmo. É notável como nenhum enquadramento se repete, mesmo em momentos de contemplação ou diálogos significativos. Os personagens e a câmera estão sempre se movendo, em uma arte nervosa (de estilo incomparável) e dinâmica. Mantendo assim, a atenção do leitor até o desfecho – e ainda que este chegue lentamente, com inserções explicativas no meio do caminho, a situação ainda é catártica, fazendo de Dupin um quadrinho “de formação”.

Mas jamais para jovens leitores, afinal são poucos os que conhecem o livro referenciado, aqui bem pontualmente, como colocar o primo do protagonista, Eduard, como narrador da história no álbum, assim como o amigo misterioso do Dupin de Poe, além do caso quebra-cabeças envolvendo as duas mulheres assassinadas em um quarto trancado por dentro.

Com um escapismo inteligente, ainda que não exatamente fácil, Melite realiza uma reinvenção bem-vinda para as publicações de peso no Brasil.

Dupin

Nome Original: Dupin
Autor: Leandro Melite
Editora: Zarabatana
Gênero: Suspense
Ano: 2015
Número de Páginas: 208

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar