Em Busca de um Sonho, relações entre mães e filhas

Em Busca de um Sonho é inspirado no musical Gypsy, que por sua vez é inspirado no livro Gypsy: A Memoir, autobiografia de Gypsy Rose Lee, famosa artista burlesca. Rose Hovick (Rosalind Russell) é uma mãe solteira que deseja que suas filhas sejam estrelas. Ela foca todos os seus esforços em June (Suzanne Cupito), sua filha mais nova, que ela acredita que tem talento para atuar, dançar e cantar.

Ela carrega a menina e a filha mais velha, Louise (Natalie Wood), que é tímida e que não tem talento algum (na opinião da mãe), pelo país na expectativa de que June consiga uma oportunidade.

No entanto, o tempo passa e a carreira da menina não decola, até o momento em que June (agora interpretada por Ann Jillian) se vê frustrada e sem saída e acaba fugindo com Jerry, um dos dançarinos do seu número, deixando Rose devastada. Sem a filha prodígio, Rose é obrigada a treinar a filha mais velha, que ela considera sem graça e sem qualquer talento. E a Louise resta aceitar os planos da mãe, mesmo que sejam diferentes dos dela.

A verdadeira Gypsy
A verdadeira Gypsy

Em Busca de um Sonho – A verdadeira Gypsy

O filme narra a história de Louise Hovick, que mais tarde se torna Gypsy Rose Lee, mas ele também é inspirado em uma história real. O livro Gypsy: A Memoir, de Gypsy Rose Lee é uma autobiografia que acompanha a vida de sua autora, que nasceu Rose Louise Hovick e dá bastante ênfase à relação de Gypsy com sua mãe.

O elenco da montagem brasileira de Gypsy
O elenco da montagem brasileira de Gypsy

Rose Louise Hovick nasceu em janeiro de 1911 e sua irmã, June Havoc, que mais tarde se tornaria atriz, nasceu em 1912. A mãe das duas, Rose Thompson Hovick, era de fato bem parecida com a personagem retratada no filme, chegando inclusive a falsificar as certidões de nascimento das meninas, para uma idade maior ou menor, dependendo da necessidade.

June sustentou a família trabalhando como dançarina de sapateado no teatro de vaudeville durante anos e chegou até a aparecer em alguns curtas-metragens de Hal Roach. A filha mais velha, que era chamada de Louise, era sempre deixada de lado porque a mãe não a achava nem bonita, nem talentosa.

Natalie Wood como Gypsy
Natalie Wood como Gypsy

Reviravolta

No entanto, em 1928, June fugiu com o dançarino, Bobby Reed, deixando Louise e a mãe sozinhas e sem sustento. Louise então, começa a tentar seguir os passos da irmã mais nova, mas é claramente menos talentosa. Dessa forma, resta a ela o burlesco e ela começa a fazer strip tease.

No começo Louise era tímida e desajeitada no palco, mas logo sua habilidade vai se refinando e ela começa a fazer sucesso. Louise, que mais tarde adotou o nome Gypsy, desenvolveu um estilo de strip tease muito próprio e que era menos comum na época. Seu show era mais baseado em insinuar do que de fato mostrar alguma coisa.

A origem de Em Busca de um Sonho

O livro de Gypsy, publicado em 1957, foi adaptado para o teatro em 1959, por Jule Styne, Stephen Sondheim e Arthur Laurents. Gypsy: A Musical Fable é livremente inspirado no livro, mas é, de certa maneira, bem fiel à obra original. O musical ficou em cartaz até 1961 e tinha no elenco Ethel Merman, Jack Klugman e Sandra Church. Essa produção teve oito indicações ao Tony Awards. Depois disso, a peça fez um tour pelos Estados Unidos.

Em Busca de um Sonho é livremente inspirado em uma história real
O filme é livremente inspirado em uma história real

Em 1973, Gypsy chegou ao West End, estrelada por Angela Lansbury. Ainda em 1974, o musical ganhou seu primeiro revival na Broadway. Gyspy então teve uma série de revivals na Broadway, em 1989, 2003 e 2008. No West End, a peça ganhou seu primeiro revival em 2015.

A peça foi montada em diversos países como Argentina, México, República Checa, Estônia, entre outros. Em 2010, Gypsy chegou ao Brasil e o elenco era composto por Totia Meirelles como Rose, Renata Ricci como June, e Eduardo Falcão como Herbie. Gypsy é considerado um dos maiores musicais da história da Broadway.

Em Busca de um Sonho acompanha o crescimento de Gypsy
Em Busca de um Sonho acompanha o crescimento de Gypsy

Relação entre mãe e filha

Faz muito sentido que o livro de Gypsy Rose Lee tenha sido adaptado para um musical e tenha feito muito sucesso nesse formato, porque ele trata do show business e ainda apresenta personagens que participam diretamente de números musicais. No entanto, Em Busca de um Sonho tem uma questão muito mais importante do que essas.

A trama fala da relação, um tanto problemática, de Louise e, em certa medida de June, com a sua mãe. Acompanhamos as duas meninas desde pequenas, quando June é incentivada a dançar, cantar, atuar e sapatear para não só sustentar a sua família, como também se tornar uma estrela. June não tem qualquer escolha, ela trabalha desde criança e é convencida pela mãe de que ela quer ser uma grande estrela.

June
June

Já Louise é subestimada pela mãe, que a considera sem talento e sem graça. Rose, a mãe, não pensa em nenhum momento que a filha pode ser boa em outra coisa e sequer que queira fazer outra coisa. Para ela, a única possibilidade de sucesso é o teatro. Rose por outro lado, não parece muito disposta a trabalhar.

Relacionamento difícil

É mais do que natural que June, um dia, se canse de tudo e simplesmente fuja, deixando Rose e Louise sozinhas e automaticamente, sem sustento. Rose então, mais uma vez passa por cima da vontade e da personalidade de Louise, já que a filha mais velha é bem mais tímida e reservada, e começa a incentivar que Louise faça o trabalho de June. Logo essa ideia se mostra um pouco inviável, já que Louise é mais velha e, portanto, não pode fazer os mesmos números infantilizados que a irmã. Além disso, o talento de Louise é claramente menor que o de June.

Louise acaba sendo jogada no mundo da strip tease, contra sua vontade, mas com o total consentimento de sua mãe. Em Busca de um Sonho é um filme sobre uma mãe que quer controlar a vida das filhas e viver dos louros que elas eventualmente vierem a receber. Louise se vê tão presa à sua mãe, que não é capaz de seguir os seus próprios sonhos se isso significa largar a mãe.

O longa fala da relação problemática de uma mãe com suas filhas
O longa fala da relação problemática de uma mãe com suas filhas
O show business

Este também é um filme sobre o show business, mais ou menos como o é Cantando na Chuva, a diferença é que o período retratado aqui é ainda mais antigo. Rose quer que as filhas sejam estrelas de teatro e June, por exemplo, só deseja ser estrela da Broadway. O filme ainda fala sobre o teatro de vaudeville, que surgiu bem antes do cinema, e sobre os espetáculos burlescos.

Natalie Wood interpreta Gypsy em todas as suas fases
Natalie Wood interpreta Gypsy em todas as suas fases

Como boa parte dos filmes que falam sobre a indústria do entretenimento, seja cinema ou teatro, Em Busca de um Sonho tem muita decepção e sonhos muito maiores do que parecem possíveis. Rose sonha com o estrelato para suas filhas e, durante muito tempo, June também sonha com isso. A menina parece ter talento, no entanto, todos os esforços das três mulheres acabam dando em nada muitas vezes.

Louise tem que se conformar com o strip tease, mesmo que nem quisesse ser atriz ou cantora, que tanto ela quanto sua mãe consideram uma atividade menor e quase vergonhosa. O filme é quase um conto de alerta do que pode acontecer quando você está disposto a se aventurar no show business e é realista, o que o torna ainda mais interessante.

Os figurinos de Em Busca de um Sonho são bonitos e complementam a história
Os figurinos são bonitos e complementam a história
Aspectos técnicos

Aqui temos um filme extremamente bem feito. O longa tem uma trama bem desenvolvida e realista e uma produção bem-feita e cuidadosa. Existe muita atenção em transmitir o período em que o filme se passa através de figurinos, cenários e objetos de cena, assim como também de mostrar a condição social de Rose e suas filhas. Embora a mãe e June se vistam com opulência, Louise parece sempre malvestida e malcuidada.

O filme também bate muito nas diferenças entre as irmãs. Enquanto Louise tem o cabelo escuro, curto e sempre desarrumado, usa roupas escuras cobrindo o corpo todo, June é loira, com cabelos maiores e cacheados com cuidado, e está sempre com roupas curtas e coloridas. É assim que o filme mostra as diferenças entre as personalidades de June, que é mais expansiva e Louise, mais tímida e retraída.

Gypsy tem que abrir mão dos seus sonhos para satisfazer a mãe
Gypsy tem que abrir mão dos seus sonhos para satisfazer a mãe

No entanto, quando Louise se torna Gypsy suas roupas vão se tornando cada vez mais brilhosas e coloridas e claramente, mais reveladoras.

O elenco

Em Busca de um Sonho também é marcado por uma série de boas atuações. Ann Jillian, que interpreta June, é ainda criança nas cenas, mas se sai muito bem; e Natalie Wood faz um ótimo contrapeso com a irmã mais extravagante. Conforme o filme evolui, a atuação de Wood também o faz e ela vai deixando de ser uma menina para se tornar uma mulher segura e confiante.

O longa no entanto, é todo de Rosalind Russell, que interpreta Rose, primeiro porque o filme fala muito mais da sua personagem do que de Gypsy, segundo porque a atuação de Russell é muito poderosa e nos passa uma ideia perfeita do que é uma mãe tão obcecada com o estrelato que está disposta a passar por cima do bem estar de suas filhas.

A única questão que incomoda na escalação do elenco é que, em determinado momento, Wood interpreta uma personagem que é ainda uma pré-adolescente quando a atriz já é adulta, como se a produção não tivesse querido contratar uma atriz mais jovem para fazer Louise adolescente, o que a longo prazo fica um pouco inverossímil, mesmo que Wood se saia bem no intento.

Embora a protagonista seja Gypsy, Em Busca de um Sonho fala muito mais sobre Rose
Embora a protagonista seja Gypsy, o filme fala muito mais sobre Rose
A música

Em Busca de um Sonho é um musical onde os personagens cantam no palco, enquanto estão atuando, e fora dele. As músicas fazem sentido tanto nos shows que eles apresentam, quanto dentro da trama. Ele lembra em muitos aspectos, outros musicais com protagonistas que se apresentam em clubes ou bares, como Cabaret e Charity, Meu Amor.

Entre as músicas que fazem parte da trilha sonora estão Some People, Little Lamb, You’ll Never Get Away From Me, If Mama Was Married, Everything’s Coming Up Roses, You Gotta Have a Gimmick, Let Me Entertain You e Rose’s Turn. Tanto o estilo das músicas, quanto o estilo das danças e dos números musicais nos remetem ao teatro de vaudeville e ao burlesco, que são assuntos que fazem parte da trama do filme.

As músicas e os números musicais seguem o estilo vaudeville
As músicas e os números musicais seguem o estilo vaudeville

Boa parte da graça do filme, que nos dias de hoje pode parecer um pouco repetitivo, é a sua trilha sonora, que é ótima. Isso, combinado com as performances de suas protagonistas, fazem de Em Busca de um Sonho uma grande experiência tanto para quem gosta de cinema quanto para quem gosta de musicais.

Em Busca de um Sonho é uma adaptação musical para uma história real, que trata de temas complexos e pesados, mas que consegue distrair o telespectador, ao mesmo tempo que passa sua mensagem, através de grandes atuações e ótimos números musicais.

Em Busca de um Sonho

Nome Original: Gypsy
Direção: Mervyn LeRoy
Elenco: Natalie Wood, Rosalind Russell, Louis Quinn, Karl Malden, Ann Jillian
Gênero: Musical, Comédia, Drama, Biografia
Produtora: Mervyn LeRoy Productions Inc.
Distribuidora: Warner Bros.
Ano de Lançamento: 1962
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar