Errementari – O Ferreiro e o Diabo

Errementari é uma fábula de terror baseada num conto basco, diferente de tudo o que você já viu do gênero. Afinal, da premissa a solução, surpreende do começo ao fim.

Sua atmosfera imediatamente remete a O Labirinto do Fauno. Inclusive com elementos semelhantes, como a garota, a criatura, o homem mau etc. O longa conta com uma fotografia caprichada e uma direção de arte espetacular, que colaboram para a imersão no enredo. Este muito lembra também aquela série Contos de Fada transmitida pela TV Cultura (no uso torpe da fantasia, nas interpretações teatrais), mas com mais orçamento. A direção de Paul Urkijo é inspirada e singular. Assim, temos um misterioso ferreiro desertor da guerra, que ao voltar para casa comete uma atrocidade. A fim de escapar de seu destino, ele aprisiona um demônio na sua oficina. Mas a história ainda envolve uma garota desolada pelo suicídio da mãe.

Eneko Sagardoy é Sartael
Eneko Sagardoy é Sartael

O elenco de Errementari

A jovem Uma Bracaglia interpreta a menininha Usue de maneira impressionante. Inegavelmente sem os cacoetes de atores mirins de sua geração. Ela lida com contextos crus e cruéis para tenra idade, enquanto que Eneko Sagardoy se diverte na figura demoníaca (vermelho, chifrudo, com direito a rabo pontiagudo e tudo) de Sartael. O elenco, entre várias figuras que cumprem bem seu papel, ainda dispõe de Kandido Uranga como o ferreiro Patxi, um homem recluso, forte e atormentado, que aprendeu da pior a maneira como sobreviver dentre todas as adversidades da vida.

Tecnicamente impecável, sabendo mesclar CG com boa maquiagem (entregando criaturas aberrantes na medida), Errementari – O Ferreiro e o Diabo conta ainda com um roteiro engenhoso, que desvia de todas as jornadas conhecidas e evita os clichês hollywoodianos em favor de uma história criativa e única. Fundamentada em uma fábula local, para compor um filme repleto de cenas improváveis, diálogos certeiros (que refletem o conservadorismo cristão da época), aliado a saídas difíceis que surpreendem até a subida dos créditos.

Tudo isso torna Errementari um longa que merece ser descoberto por todos os fãs do gênero, em uma sessão de Halloween.

Tags

Douglas MCT

Douglas MCT já escreveu para os gibis da "Turma da Mônica", roteirizou o desenho animado "Galera Animal" da TV Globo, participou do enredo do game "Chico Bento" para as redes sociais, é autor dos quadrinhos “Edgar Alan Corvo”, "SUPER" e “Hansel&Gretel”, e dos livros "O Coletor de Almas" e da série "Necrópolis".

Matérias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar