Feito na América – Vivendo perigosamente

Uma envolvente história baseada num cara inacreditavelmente real

A parceria de sucesso do sempre ótimo Doug Liman com o astro Tom Cruise volta a dar certo após “No Limite do Amanhã”, com essa trama de Feito na América, baseada em fatos, da louca vida do piloto Barry Seal, a partir do momento em que ele deixa a Trans World Airlines para trabalhar para a CIA (e posterior e convenientemente também para Pablo Escobar), realizando uma das maiores operações secretas dos Estados Unidos durante os anos 1980.

Em um viés muito semelhante, tanto de estilo autoral quanto de engajamento, o diretor faz aqui o seu próprio “Prenda-me se For Capaz” (de Spielberg, com DiCaprio), com um protagonista carismático e sempre otimista, mesmo em meio a complicações, sem abandonar o senso de gravidade e tensão, à medida que evoca na fotografia e narração as produções de Soderbergh, como “Traffic” e a trilogia “Onze Homens”.

Aliás, a mão do diretor de fotografia brasileiro César Charlone pesa forte no filme. Suas cores super saturadas e grandes tomadas da América Central deixam todas as tomadas espetaculares, entre uma aventura e outra. Certamente é lugar-comum esse visual solar e quente que Hollywood adora caracterizar das ambientações latinoamericanas, mas não chega a ser um demérito, pois muito de nossas paisagens são valorizadas a cada take.

Feito na América

Feito na América

Sendo um filme com Tom Cruise, não podia se esperar outra coisa que não todos os holofotes voltados para ele. Por isso, mesmo o elenco de apoio, apesar de bom, ainda é mais estereotipado, para não roubar o brilho do astro. E é interessante e sempre bem-vindo assisti-lo saindo um pouco dos genéricos de Ethan Hunt, com uma figura falível e mais mundana.

Por outro lado, o que o filme nos prova, é que Barry não era um cara bom de lábia, mas sim dotado de uma sorte quase sobrenatural (que claro, uma hora acaba) e que sempre esteve no lugar certo, na hora certa. Liman sabe dosar sua edição toda estilosa e moderninha com momentos de pura tensão ou ao criar expectativas para algo que vai explodir mais adiante, tornando Feito na América um tipo de montanha-russa, mas daquelas que só descem com tudo e mantém o coração do espectador na boca.

Feito na América

Nome Original: American Made
Direção: Doug Liman
Elenco: Tom Cruise, Domhnall Gleeson, Sarah Wright
Gênero: Ação, Biografia, Comédia
Produtora: Quadrant Pictures
Distribuidora: Universal Pictures
Ano de Lançamento: 2017
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar