John Wick 3: Parabellum, uma sinfonia da violência

Neste capítulo 3, Parabellum, John Wick está foragido por duas razões: ele é caçado por um contrato global de US$ 14 milhões por sua vida, e por quebrar a regra principal, que foi tirar uma vida dentro do terreno do Hotel Continental. A vítima era um membro da Alta Cúpula, que deu a ordem para o contrato. John já deveria ter sido executado. Entretanto, o gerente do hotel, Winston, lhe concedeu uma hora de vantagem antes de ser morto. Sua associação foi revogada, ele foi banido de todos os serviços e desligado dos outros membros. John usará a indústria de serviços para se manter vivo, enquanto luta pela sobrevivência em Nova York.

No terceiro filme da série iniciada em 2014 encontramos John Wick minutos depois dos eventos mostrados no segundo filme. Portanto, banido pela organização de assassinos e com um prêmio por sua cabeça, John precisa usar de toda sua técnica e astúcia para se manter vivo.

Keanu Reeves retorna ao seu papel de John Wick em Parabellum
Keanu Reeves retorna ao seu papel de John Wick

Enfrentando as consequências de seus atos e por ser uma sequência imediata do último longa, aqui vemos um John ferido e cansado encarando uma multidão de assassinos numa sucessão sem fim de confrontos que se mostram cada vez maiores. Assim como fases em um videogame.

John Wick 3: Parabellum

O ponto alto da cine-série sempre foram as cenas de ação. Inventivas e bem coreografadas. E aqui elas não decepcionam. Então, esteja preparado para sequências absurdamente divertidas. Armas de fogo, facas, espadas e até cavalos são usados como armamento pelo protagonista em sua luta pela vida.

Keanu Reeves, Halle Berry e os cães em Parabellum
Keanu Reeves, Halle Berry e os cães

O já chamado “Wickverso” continua sendo ampliado e nesse filme conhecemos um pouco mais da origem do personagem. Assim como da Alta Cúpula, organização mundial de assassinos e criminosos que rege as regras desse mundo neo noir.

Os novos personagens enriquecem muito a trama e se mostram extremamente carismáticos. Não tem como não torcer pelo ninja Zero interpretado pelo sumido Marc Dacascos, que se mostra tão letal e perigoso quanto John Wick mas não consegue esconder ser um grande fã da “obra” do protagonista. Halle Berry também merece destaque com sua Sofia, amiga de longa data de John e gerente da filial marroquina do Hotel Continental. É com ela em cena que temos a maior sequência de ação do filme, um longo tiroteio na fundição da Alta Cúpula em que vemos uma coreografia de violência absurda que inclui até os cachorros super treinados da personagem.

O filme John Wick 3 tem uma bela fotografia
O filme tem uma bela fotografia

Considerações finais

A fotografia de Parabellum também merece destaque. Afinal, é notável como ela vem em um crescente desde o primeiro filme da série, que tinha um visual frio e em tons de verde. Já aqui as sombras e neons são muito bem utilizados criando imagens belíssimas. Vale destacar o confronto final em uma sala de vidro.

A série John Wick vem evoluindo a cada filme e pode ser comparada a cine-série Missão Impossível, ambas estreladas por atores carismáticos e focadas em cenas de ação que sempre se superam a cada novo filme. E se Missão Impossível: Efeito Fallout foi o melhor filme de ação de 2018, certamente é muito fácil afirmar que John Wick 3: Parabellum é o melhor filme do gênero em 2019.

O longa tem estreia prevista para 16 de maio.

John Wick 3: Parabellum

Nome Original: John Wick: Chapter 3 - Parabellum
Direção: Chad Stahelski
Elenco: Keanu Reeves, Halle Berry, Ian McShane, Marc Dacascos, Asia Kate Dillon, Anjelica Huston, Laurence Fishburne
Gênero: Ação
Produtora: Lions Gate, Thunder Road
Distribuidora: Paris Filmes
Ano de Lançamento: 2019
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar