Kimi: Alguém Está Escutando

Parece que Steven Soderbergh realmente se encontrou com essas produções medianas, mas bastante decentes, que vem produzindo para o streaming da HBO. A mais nova é Kimi: Alguém Está Escutando.

Dessa vez ele colocou a talentosa e em alta Zoë Kravitz como uma programadora com agorafobia que descobre registros de um ataque contra uma mulher, mas encontra resistência ao fazer a denúncia por causa de sua condição. Toda narrativa focada na protagonista é o ponto alto do filme. As neuras e os cuidados dela na rotina são interessantes de se acompanhar.

Um pouco do suspense envolvendo a agressão também, ainda que ele logo dilua por conta das obviedades. Já a parte que o diretor escolhe dar foco para os criminosos e vizinhos, por outro lado, soa meio bobo, meio fora de lugar, mas no resultado final (e no desfecho levemente exagerado), parece funcionar como uma opção de entretenimento regular em um dia entediante, cumprindo assim sua função.

Destaque também para o uso sagaz, ou quase, de um sistema de Inteligência Artificial à lá Siri e Alexa, que dá título de Kimi ao longa. As pontas se amarram com a tecnologia e oferecem o mínimo de diferencial para essa produção. Mas a verdade é que é pela Zoë Kravitz que estamos por aqui.

Kimi | Trailer | HBO Max

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar