Meu querido filho – O “Procurando Nemo” das arábias

Só eu acho que o filme Meu Querido Filho do diretor Mohamed Ben Attia, deveria se chamar “Procurando Nemo”? Quer dizer, “Procurando Sami”? Eu vi basicamente o pai do Nemo no clássico filme da Disney que perdeu seu filho e foi em sua busca, só que sem o final feliz.

Brincadeiras à parte, o filme começa com uma cena “super agradável” do próprio Sami (Zakaria Ben Ayyed) dando um jato de vômito na privada de sua casa. E eu que estava comendo bem no momento… Me deu um certo embrulho no estômago.

A história se passa numa cidade comum, com personagens comuns, numa rotina comum, com emoções comuns, insira mais alguma coisa com final comum aqui.

meu-querido-filho-filme
A família comum de Meu Querido Filho

Meu Querido Filho – Vida normal com pessoas normais

O filme basicamente mostra a vida de uma família “normal”. O pai Riadh (Mohamed Dhrif) trabalha numa construtora e logo iria se aposentar. A mãe Nazli (Mouna Mejri) trabalha em casa e faz umas viagens um pouco duvidosas. Ambos tem suas rotinas próprias e são obviamente afastados emocionalmente graças aos anos de casados, além da uma cultura super fechada. E o filho estudante, que está tendo crises de enxaqueca, provavelmente devido a pressão que os adolescentes acham que passam em sua vida super complicada, só que não, de estudos quando vão prestar vestibular para universidade.

Sami não demonstra nada fora do normal, até porque os pais dele o tratam super bem. Sempre incentivando ao estudo. Mas nada exagerado a ponto de ficar estressado e deixar de ter uma vida social com os amigos. Achei os pais super fofos e respeitosos.

A frustração do casal faz com que a vida deles gire em torno do filho, o que eu acabo achando um pouco errado. Existem cenas, principalmente do pai, onde ele faz de tudo para agradar o filho. Levando em médicos, e sendo basicamente o motorista dele; esperando de madrugada no carro enquanto o filho se “diverte” na balada, etc. O menino também não demonstra interesse em ser mais independente, então fica um pouco confuso se ele se sentia sufocado pelos cuidados excessivos de seus pais.

meu-querido-filho-filme-02
Sami

Utøya 22 de Julho: Terrorismo na Noruega

O Terrorismo que assombra

Só que quando a gente acha que o filme vai acabar com uma vida de rotina bem cotidiana, quase beirando o tédio, acontece o clímax da história. O menino Nemo/Sami desaparece! Deixa somente um bilhete escrito “Fui para Síria”. Logo já desconfiamos que Sami poderia estar envolvido com o terrorismo. Nesta parte eu acabo associando a nossa realidade brasileira, onde o medo das mães sempre foi perder os filhos para as drogas ou para o tráfico. Só que a realidade deles é o terrorismo.

O pai então, num ato de desespero, vende o carro da família sem a autorização de sua mulher e parte para a jornada sem rumo a procura de Sami. A trajetória não é fácil. Há trâmites ilegais para se chegar na Síria. Ele acaba se metendo em lugares super esquisitos, tendo momentos de alucinações e sonhos onde parece que encontra seu filho. Mas a realidade nós já sabemos…

Meu Querido Filho

Nome Original: Weldi
Direção: Mohamed Ben Attia
Elenco: Mohamed Dhrif, Mouna Mejri, Zakaria Ben Ayyed
Gênero: Drama
Produtora: Nomadis Images
Distribuidora: Pandora Filmes
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar