Filmes

Rampage: Destruição Total, o primogênito dos gigantes

Um autêntico filme do The Rock, ao mesmo tempo que é bastante competente enquanto adaptação de game e divertidíssimo como filme de monstros gigantes, um gênero ressuscitado nos últimos tempos, com novas versões de Godzilla, King Kong e até dos dinossauros jurássicos.



O jogo original data de 1986, mas foi na versão World Tour de 1997 para Playstation que o game que colocava um gorila, lobo e crocodilo gigantes ganhou popularidade (eu mesmo era viciado em destruir cidades), aqui transposto de maneira virtuosa por Brad Peyton, em sua já estabelecida química com Dwayne Johnson — bem à vontade no papel de Davis Okoye, o responsável por George (um gorila albino que ele adotou quando filhote), a mesma criatura que vem a sofrer uma mutação genética, junto de outros dois animais, o que leva o caos a Chicago, num assumido e desavergonhado filme de ação e destruição que perdoa poucos.

O roteiro raso não exige muito do elenco, que se diverte sem fazer feio, como Naomi Harris, Jeffrey Dean Morgan e Malin Åkerman, embalados por efeitos especiais caprichados e algumas vezes brutais (ainda que algumas sequências pareçam se repetir, como a do ataque vindo de cima de George sobre o lagartão), com um clímax que se estende um pouco além da conta, mas suporta toda a ação vertiginosa exigida, entregando bons momentos de sessão da tarde.

Rampage: Destruição Total

Numa época onde felizmente os monstros gigantes voltaram a ter destaque, Rampage meio que se adianta ao embate entre Godzilla e King Kong e entrega um espetáculo gratuito, mas muito divertido.

Tags
Mostrar Mais

Douglas MCT

Douglas MCT já escreveu para os gibis da "Turma da Mônica", roteirizou o desenho animado "Galera Animal" da TV Globo, participou do enredo do game "Chico Bento" para as redes sociais, é autor dos quadrinhos “Edgar Alan Corvo”, "SUPER" e “Hansel&Gretel”, e dos livros "O Coletor de Almas" e da série "Necrópolis".

Matérias Relacionadas

Close