The Hole in The Ground – Terror clichê que não assusta

Sarah (Seána Kerslake) e seu filho, Chris (James Quinn Markey) se mudam para o interior da Irlanda, em busca de paz. A mãe estranha quando descobre um buraco enorme perto da sua propriedade (The Hole in the Ground). Logo Chris começa a agir de maneira estranha e quando Sarah ouve de uma vizinha (Kati Outinen) que o seu filho não é mais o mesmo, ela começa a desconfiar que isso seja verdade e ficar cada vez mais paranoica.

Como grande parte dos filmes de terror, The Hole in The Ground está cheio de clichês do gênero. O filme apresenta uma mãe que começa a achar que seu filho já não é mais seu filho e só a partir dessa premissa já é possível pensar em uma série de outros filmes que fizeram a mesma coisa como A Profecia, Maligno e até O Bebê de Rosemary.

Chris - The Hole in The Ground
Chris

Como todos esses filmes, The Hole in The Ground pode ter outra interpretação além da sobrenatural. O telespectador sabe que Sarah se muda para o interior depois de momentos difíceis, e que, portanto, ela poderia simplesmente estar paranoica e descontando suas desconfianças no filho. O que reforça essa ideia é o fato de que não conhecemos o garoto muito bem antes deles se mudarem para a propriedade com o buraco e por isso, não podemos dizer com certeza, que ele está mesmo se comportando de maneira diferente.

The Hole in the Ground

Para além disso, este filme segue todo o manual do filme de terror comercial: uma família em uma nova casa, um acontecimento estranho, outras pessoas que avisam a protagonista de que algo pode dar errado, alguns sustos inesperados e várias cenas escuras.

O grande problema de tudo isso é que a trama não acrescenta nada, uma vez que não tem uma história especialmente inovadora e ainda comete o pior dos crimes que um filme de terror pode cometer: ele não assusta.

Sarah
Sarah

É natural e até esperado que os fãs do gênero não se assustem ou que percebam o que vai acontecer em um filme de terror, mas este aqui é um marasmo enorme, onde nada sequer perturba o seu público.

O substituto

No entanto, embora o filme não cumpra o que promete, ele até parte de uma boa ideia. O filme apresenta uma mulher que acredita que seu filho não é mais seu filho, o que a faz pensar que ele talvez tenha sido trocado. Essa trama remonta a uma história do folclore europeu, que diz respeito aos Changelings.

The Hole in The Ground segue todos os clichês do gênero
O filme segue todos os clichês do gênero

Um Changeling é basicamente uma criança fada que foi colocada no lugar de uma criança humana, pelas fadas. Essa história, como boa parte das histórias que fazem parte do folclore, retrata temas e medos da realidade e, no caso, os Chagelings seriam uma representação do medo que os pais sentiam de que seus filhos desenvolvessem doenças misteriosas, coisas que eram comuns antigamente.

O filme tem uma premissa que poderia ser muito bem explorada, uma vez que deriva de uma história que perdura por gerações, mas acaba tomando caminhos mais fáceis, e por isso, vira um terror clichê e sem personalidade.

Aspectos técnicos de The Hole in The Ground

O longa parte de uma boa ideia: apresenta uma mulher e seu filho que vão viver no campo, em busca de paz mas, uma vez lá, o menino começa a se comportar de maneira estranha e a mãe começa a desconfiar que o menino foi trocado. A trama, que deriva de uma história do folclore europeu, abre espaço para muitas interpretações. Poderia até falar da dificuldade de se criar filhos ou até da crescente paranoia que ronda Sarah, mas não é isso que acontece.

The Hole in The Ground não assusta
The Hole in The Ground não assusta

O filme apela para saídas fáceis e para clichês do gênero. Assim, não se preocupa em ir mais a fundo no tema. A ideia é assustar por assustar, mas nem isso o filme faz muito bem. The Hole in The Ground não dá medo em momento nenhum. Só dá alguns sustos nos mais desavisados e tem algumas cenas ligeiramente bizarras, mas nada que já não tenha sido visto em outros filmes do gênero.

A produção também é relativamente simples. Os cenários naturais são muito bonitos, com muito verde e bastante mata, mas o figurino e a fotografia são comuns e não chamam atenção. James Quinn Markey, que interpreta Chris, até se sai bem, e tem seus momentos assustadores, mas não é assustador o suficiente.

The Hole in the Ground

Nome Original: The Hole in The Ground
Direção: Lee Cronin
Elenco: Seana Kerslake, James Quinn Markey, Kati Outinen, James Cosmo, Simone Kirby
Gênero: Terror
Produtora: Savage Productions, Bankside Films, Head Gear Films, Metrol Technology, Wrong Men North
Distribuidora: A24
Ano de Lançamento: 2019
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar