tick, tick… BOOM!

Lin-Manuel Miranda faz sua grande estreia como diretor em tick, tick… BOOM!, esse musical diferente de outros do formato, que serve como uma grande celebração para a vida de Jonathan Larson, que partiu muito cedo, aos 35 anos, em 1996, horas antes da estreia de “RENT“, o musical que teria mudado sua carreira para sempre.

Larson sempre foi a principal referência para o trabalho de Miranda, então essa direção carrega paixão e muita, muita emoção, levando o público às lágrimas em diversos momentos. Andrew Garfield é um grande ator e aqui entrega mais um belo papel (onde ele também canta, ao lado de outros profissionais incríveis). O biografado era uma figura carismática, que sempre mantinha o sorriso no rosto. O ator e a direção compreendem esse espírito e conduzem toda a narrativa, não só com ótimo ritmo, como também com a positividade em alta, além de reproduzir com fidelidade diversos momentos de Larson, que mantinha registros.

tick, tick... BOOM!

O roteiro de Steven Levenson valoriza outros personagens fundamentais para a jornada do protagonista, enquanto Miranda presta belíssimos tributos aos seus musicais, encaixando as canções sempre na hora certa e que aqui parecem se encaixar melhor do que nunca, já que a maioria de suas letras tratava sobre situações cotidianas, sentimentos, cultura e sociedade (e a transição do período, dos anos 1980 para o começo dos 1990, com a AIDS assolando o mundo, também fortalece os argumentos). A parte do texto que pontua a necessidade de continuar tentando e não desistir na primeira negativa, é forte e emocionante, justamente porque atinge artistas de qualquer área… como a do escritor.

Tick, Tick… Boom! é um filme pra cima, perfeito para encerrar o ano sorrindo e satisfeito, com essa produção maravilhosa.

tick, tick...BOOM! | Trailer oficial | Netflix

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar