Você Nunca Esteve Realmente Aqui

Exercício intimista busca falar sobre traumas e resgate através de gestos

Transitando entre a temática e a atmosfera de Taxi Driver e Oldboy, a diretora Lynne Ramsay retorna com seu cinema de poucas palavras que diz muito com as ações, com os planos-detalhe e com os olhares. Você Nunca Esteve Realmente Aqui traz pouquíssimos diálogos, permitindo ao espectador interpretar gestos e contextos através do que é mostrado, não do que é dito.

Dessa maneira, nesse filme enxuto, definitivamente curto e grosso, compreendemos que o protagonista Joe é um ex-veterano de guerra com transtorno pós-traumático que trabalha resgatando garotas, preferencialmente em casos de abusos de menores. Descobrimos que Joe vive com a mãe idosa no subúrbio atemporal entre os anos 70 e 80. Ele tem porte de soldado, barriga de chope e uma mente infante, em mais um mosaico complexo que Joaquin Phoenix realiza.

Você Nunca Esteve Realmente Aqui

Compreendemos que no passado ele falhou em uma missão. Compreendemos quem são os abusadores e suas motivações. Nada disso é comunicado. Ramsay joga no colo do público e espera que cada um absorva o que puder, mas digerir alguns detalhes não será tão fácil assim. A diretora já havia feito o mesmo antes, quando criou seu estilo no mediano “Precisamos Falar sobre o Kevin”, onde mais uma vez colocava sua protagonista internalizando as questões, deixando que o olhar forneça as informações necessárias.

Você Nunca Esteve Realmente Aqui

Nisso, Joe é o oposto do Travis Bickle de Robert De Niro, já que no longa de Martin Scorsese o motorista conversa com o público em sua narração em off explicitando as situações. Mas ainda guardam semelhanças pelo cenário que transitam, pela maldade que deixam na coleira, a soltando com fúria depois, e pela maneira como enxergam a pureza nas crianças. Troca-se Iris por Nina, e agora Ekaterina Samsonov consegue ser ainda mais angelical do que Jodie Foster.

Você Nunca Esteve Realmente Aqui

De Oldboy, Ramsay empresta o martelo e o desconforto, se aproximando da direção angustiante de Park Chan-wook, repleta de cortes secos e pequenas elipses. Joe, tal qual Oh Dae‑su, mata os criminosos com muita crueldade, mas em Você Nunca Esteve Realmente Aqui a diretora não fetichiza a violência e esconde os momentos de martelada ou tiros, deixando para a cena seguinte os corpos espalhados pelo caminho.

No final, sem solução fácil ou possibilidades positivas dentro desse contexto mundano e inevitável, Joaquin Phoenix brilha sozinho e mais uma vez prova seu valor, como um dos maiores atores de sua geração. Por isso mesmo não precisa tanto de diálogos ou fisicalidade. Sua presença é o suficiente.

Você Nunca Esteve Realmente Aqu

Nome Original: You Were Never Really Here
Direção: Lynne Ramsay
Elenco: Joaquin Phoenix, Judith Roberts, Ekaterina Samsonov
Gênero: Crime, Drama, Mistério
Produtora: Why Not Productions
Distribuidora: Amazon Studios
Ano de Lançamento: 2017
Tags

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar